Viajar com ansiedade: como lidar com um ataque de pânico

Viajar com ansiedade: como lidar com um ataque de pânico

Você olha pra todos os lados no avião. Seu peito dói um pouco e você sente que está ficando mais difícil respirar. Você não tem certeza se é coisa da sua cabeça ou se há um perigo real. Viajar com ansiedade ou ter um ataque de pânico enquanto você está fora é uma sensação horrível e desagradável (que eu conheço muito bem). As coisas ficam ainda piores porque você já está fora de sua zona de conforto quando viaja. Eu tive meu primeiro ataque de pânico no aeroporto: estava a caminho do Sri Lanka e, de repente, achei que não poderia entrar no avião – não tem como eu ficar presa em uma lata voadora por mais de 12 horas! Meu corpo começou a tremer e meu rosto ficou super quente. Minhas pernas não funcionavam e eu não tinha ideia do que estava acontecendo na época. Eu finalmente arranjei coragem suficiente para dizer à mulher na recepção que eu estava enlouquecendo, e ela foi incrível comigo, informando os comissários de bordo sobre a minha situação. Uma mulher maravilhosa sentou ao meu lado durante a decolagem, me deu uma tacinha de espumante e me manteve distraída até que o pânico diminuiu.

Muita gente consegue manter total equilíbrio durante uma viagem, enquanto muitas outras têm uma completa ansiedade de viagem que pode vir na forma de ataques de pânico ou mesmo uma moderada e longa depressão enquanto você ainda está na estrada. Estas barreiras não são nada legais enquanto você está apenas tentando se divertir então, com um pouco de sorte, tempo e prática, dá pra olhar pra cada uma delas e superá-las … então, vamos começar os trabalhos!

Reconhecendo pânico e ansiedade

A primeira coisa que você precisa saber sobre se sentir ansioso durante uma viagem são os sinais de aflição. Todos nós nos sentimos nervosos às vezes, mas essa bola de neve se transforma em um verdadeiro desequilíbrio ou pânico quando certos receptores em seu cérebro não estão disparando corretamente. Isso pode fazer com que seu corpo e mente se sintam em sério perigo quando, na realidade, as coisas estão perfeitamente bem à sua volta.

Também é importante saber que existe uma diferença entre ter um ataque de ansiedade e um ataque de pânico. Os ataques de ansiedade são frequentemente de curta duração e podem ter sintomas menores, como coração acelerado e falta de ar. Eles geralmente passam rapidamente e causam uma sensação de desconforto vinda de um estímulo externo. No entanto, um ataque de pânico muitas vezes não é provocado e é menos previsível. Eles são causados por um problema de saúde mental e não são uma resposta “normal” do corpo ao estresse. Você pode ter dor no peito, tontura ou sensação de náusea, mas fisicamente estar perfeitamente bem. Se você teve um desses ataques relacionados a voar, viajar ou simplesmente porque não está em casa, eles podem começar a deixar você com medo de viagens, mesmo que não haja conexão entre ataques e viagens.

A boa notícia é que, em ambos os cenários, os sintomas são tratáveis ​​e as reações podem ser gerenciadas. Viajar é divertido, seguro e algo que você pode fazer se tiver ansiedade ou não. Preparando-se para a sua experiência e reconhecendo seus próprios níveis de conforto são ótimas maneiras de combater os nervos a flor da pele de uma ansiedade de viagem.

travel anxiety - tense man and laptop

Planejando sua viagem

Organize, organize, organize! Não há nada pior para a sua velha amiga – a ansiedade de viagem – como uma mala caoticamente feita ou um vôo perdido. Digo isso e sou péssima no quesito planejamento, mas sei que sempre me sinto muito melhor quando estou preparada e tenho tudo de que preciso. Certifique-se de que você está levando as roupas certas e equipamentos de fácil acesso em sua mochila. Organize documentos de backup e até mesmo tenha um itinerário impresso à mão. Se você precisar tomar medicamentos ou tiver qualquer outra coisa necessária durante a viagem, leve alguns extras e de forma que sejam fáceis de acessar.

Se sua mochila estiver pronta e você estiver preparado para ir, a próxima coisa que você deve fazer é praticar o que você pode fazer se começar a entrar em pânico durante a viagem. Se começar a me sentir estranha eu, pessoalmente, vou dizer ao meu companheiro de assento no avião: “Ei, sinto muito te incomodar, mas de vez em quando eu sinto pânico em voos. Você se importaria se conversássemos para me distrair um pouco? Super obrigada.” Tente aprender algumas técnicas de respiração que ajudarão a acalmar seu corpo e mente, e / ou tenha em mente um mantra que o ajudará a perceber que o pânico não é real e que vai passar. Descobri que é extremamente útil ter uma ideia do que dizer a alguém que está próximo à você ou até mesmo a um profissional médico caso esteja numa situação em que precise de ajuda.

travel anxiety - medication

Durante sua viagem

Mesmo que grande parte dos viajantes gostem de ser espontâneos, ter uma rotina minima vai ajudar a manter sua mente tranquila. Se você gosta de começar seu dia com o café da manhã, separe um momento para saborear a sua refeição predileta na mesma hora todos os dias. Talvez você goste de exercitar ou fazer yoga? Tente planejar 30 minutos de exercícios todas as manhãs / tardes e não planeje mais nada durante esse período. Se você sabe que sentirá a falta das pessoas que ama quando estiver fora, faça um plano para se comunicar com a sua família e amigos e acompanhar a vida em casa regularmente. Se você sabe que sua saúde mental sempre melhora quando você interage com outras pessoas, torne uma prioridade conhecer gente e fazer passeios com outros mochileiros durante a sua viagem.

Confira nossas dicas para manter corpo, mente e alma em sintonia durante uma viagem

travel anxiety - hot air balloon over lake

Mais dicas:

👉 É importante reconhecer os momentos que você precisa ouvir o seu corpo e dar uma parada. Se você sente que toda a novidade que geralmente vem junto com conhecer um novo destino está um pouco demais naquele dia, não se julgue por isso. Vá para o quarto do seu hostel, descanse um pouco e escute uma música que você gostar, um podcast ou uma série engraçada. Não se obrigue a sair porque você está numa cidade nova, as vezes a gente só precisa de algumas horinhas para voltar para o eixo para poder aproveitar o resto da viagem. Quando você estiver se sentindo um pouco melhor, vá para a área comum do hostel ler um livro, assim você vai se acostumando com a presença de pessoas aos pouquinhos e se preparando para os seus próximos dias de aventura.

👉 Toda viagem tem momentos de stress e eles também fazem parte do aprendizado que temos quando saímos da nossa zona de conforto. As vezes, o sentimento de estar sozinho em uma rodoviária/aeroporto de um lugar que você nunca esteve e ter que descobrir como chegar no seu hostel pode te causar ansiedade. Quando isso acontecer, tente não tomar uma decisão sobre o que fazer naquele momento, sente um pouco, tome uma água e use o wifi (se disponível) para conversar com algum amigo que entende o que você está passando. Tente pensar em todas as outras situações estressantes que você ficou nervoso mas conseguiu resolver tudo no final. Lembrar de como a gente é mais capaz de lidar com adversidades do que pensamos, pode ajudar nesses momentos em que estamos fora da nossa zona de conforto.

👉 Tem dias que você vai ficar ansioso e está tudo bem. Se você passar por um daqueles dias que a ansiedade não vai embora tão fácil, tente não se julgar por isso. Essas coisas acontecem e não significam o fim da sua viagem. Respeite o momento que você está passando, pegue leve e só faça coisas que te façam se sentir bem. De repente ir em um museu que você sempre quis conhecer, ir em um lugar legal e comer algo maravilhoso ou, caso você sinta que precise ficar sozinho, também tá tudo bem ficar relaxando no quarto do seu hostel. Faça o que fizer você se sentir bem. Parece um conselho óbvio, mas durante viagens a gente tende a pensar que precisamos estar fazendo mil coisas o tempo todo e a culpa de estar se sentindo mal pode fazer a ansiedade ficar ainda mais alta.

Depois da sua viagem

Parece meio estranho falar do pós viagem, eu sei, mas a rotina que você tem depois de ter terminado sua grande aventura pode te preparar para o sucesso com a próxima etapa da sua vida. É essencial ter um período de relaxamento após toda a emoção de estar na estrada, especialmente se você viaja com frequência. Se você puder tirar um dia extra de folga, ou até meio dia após o seu retorno, faça-o. Mesmo as pessoas que não sofrem de ansiedade / pânico podem sentir o peso da volta de uma viagem e ficar bem chateadas que acabou. Reconheça isso e tenha outras com outras coisas divertidas para fazer – ou melhor ainda, a próxima viagem já reservada!

travel anxiety - plan the next trip - girl with laptop

O tipo certo de autocuidado

Não seria bom e desse pra resolver todas as preocupações e nervos aflorados de viajante com apenas um banho de espuma? Fazer as unhas ou assistir uma série de TV é divertido, mas esse não é o tipo de autocuidado sustentável que pode realmente aliviar a ansiedade da viagem. Todas estas dicas são pra cuidar de você mesmo e não, eu não estou falando sobre aquela fórmula Pinterest-yoga-banho-de-banheira, mas sim de algo mais real. Entrar em contato com as pessoas que você ama regularmente, manter seu corpo saudável com boa alimentação e reservar um tempo para si mesmo para permitir que você reflita e refoque – tudo isso é um imperativo para uma boa saúde mental. Cuidar da sua aparência, sua nutrição e seus relacionamentos são fundamentais, dentro e fora das viagens. Se você sentir que está escorregando e não se sentir bem, peça ajuda. Melhor ainda, converse com outros viajantes, já que muita gente também já esteve na mesma situação e podemos te ajudar.

📚 Sobre a autora 📚

Eileen Cotter Wright é uma viajante do mundo e uma confusão ambulante. Apesar disso, ela adora viver novas experiências e se desafiou a explorar mais de 30 países e mais de 100 destinos. Você pode ver mais sobre ela no seu blog coletivo de viagens Pure Wander e no Instagram @CrookedFlight.

Laura Carniel morou em Lisboa por quase dois anos e tomou a difícil decisão de abandonar o sol e pastéis de nata para se mudar para Londres, onde trabalha com marketing digital. Ela é obcecada por viagens, cachorros e cinema. Você pode conferir todas suas aventuras no Instagram. 

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/viajar-ansiedade/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Laura Carniel

I'm Laura, Brazilian, and I'm obsessed with dogs, films, sharing good stories with friends and discovering quirky places. Social Media & Content Executive and #HostelworldInsider at Hostelworld. 🌏 Favourite place on earth: London, UK. 🏠 Favourite hostel: Oki Doki Hostel - Warsaw, Poland. Follow my travel adventures and loads of dogs on Instagram @astaclivo 🐶✈️

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.