Dinheiro apertou? Praias para você conhecer no Sudeste

Dinheiro apertou? Praias para você conhecer no Sudeste

O calor chegou e o dinheiro foi embora? Mochileiros tendem a conhecer de perto essa situação. Sabendo disso, nós decidimos criar esse roteiro de praias no sudeste brasileiro para você que, assim como eu, não vai conseguir – e nem deve – deixar o verão passar em branco!

Se você não tem a sorte de morar perto de uma praia incrível e o seu dinheiro apertou, aquela viagem de verão pode parecer mais distante. Mas vou contar uma coisa que você provavelmente já sabe: o Sudeste tem praias de tirar o fôlego e passagens em conta saindo de todo o Brasil! Do litoral capixaba até o sul do estado de São Paulo, são centenas de cidades, praias e ilhas, muitas com hostels ótimos e baratíssimos. Então já pode ir colocando a roupa de banho na mochila, quebrando o porquinho e contando as moedas, porque esse verão você não vai ficar em casa 😉 .

Búzios e Arraial do Cabo (RJ)

A Região dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro, é mundialmente conhecida, sobretudo pela cidade de Búzios, quem além das belíssimas praias que divide com outras cidades, como Arraial do Cabo e Cabo Frio, possui também uma das melhores vidas noturnas do Brasil.

Estátua 📷 kadufernandiz

As cidades da Região dos Lagos são muito próximas uma das outras e por isso eu aconselho a hospedagem em Búzios. A diferença de preços de hospedagem nas outras cidades não é muito diferente e por isso vale ganhar de brinde a agitada vida noturna da amada cidade de Brigitte Bardot (nos anos 1960 a atriz fez de Búzios famosa internacionalmente, sendo então o vilarejo chamado de “o paraíso secreto de BB”).

Praias

São tantas possibilidades que seria necessária uma matéria inteira para falar de todas as praias que você deve conhecer entre Búzios e Arraial. Por isso vamos nos ater aqui nas três principais praias de cada cidade.

Para quem busca agito e gente jovem ao melhor estilo Rio de Janeiro, a indicação vai para a Praia de Geribá em Búzios. Seus 2km de orla é reduto de jovens, que se revezam entre surf, vôlei, futebol e frescobol, além de bares e restaurantes. Uma boa pedida no fim da tarde é conhecer o Fish Bone, um dos principais pontos da cidade para beber e conhecer pessoas.

Outra praia que merece destaque é a Praia da Ferradurinha, que apesar de ser bem pequena é uma das mais belas praias de Búzios. Cercada por pedras, sua orla é muito pequena e não possui ondas, assim as águas calmas frequentemente abrigam tartarugas que chegam bem próximas dos banhistas.

Praia da Ferradurinha 📷 pbiaso

Praias de Azeda e Azedinha são duas praias que possuem o mesmo acesso. São pequenas e muito charmosas, apenas alguns casarões antigos separam a mata da faixa de areia. É uma ótima pedida para quem quer sair da praia e ir direto até a Rua das Pedras para comer algo e tomar um “chopinho”.

Arraial do Cabo fica bem pertinho de Búzios e, sem dúvida alguma, compensa sair e conhecer um pedaço desse “Caribe brasileiro”.

Prainhas do Pontal do Atalaia 📷@iamigerbase

As cores das águas são surpreendentes, em tonalidades de azul que você nem sabia que existiam. A praia imperdível da cidade são as Prainhas do Pontal do Atalaia: areia branca, mar calmo e água transparente. Repetindo a fórmula do Atalaia existe também a Praia do Forno. Para chegar até lá você precisa percorrer uma pequena e fácil trilha de 15 minutos que começa na Praia dos Anjos.

Vida noturna

A vida noturna fica toda concentrada na Rua das Pedras, bem no centro de Búzios. Ali existem diversos bares, restaurantes e “filiais de praia” das principais casas noturnas do Brasil. Dá para combinar que a vida noturna de Búzios não é das mais baratas do mundo, mas no mínimo vale uma boa refeição e uma boa caminhada pela rua orla.

Para além das baladas acontecem vários luaus nas praias, normalmente promovidos pelos próprios hostels. Se informe com as recepções sobre festas fora do cenário mainstream da cidade.

Onde ficar

Blanca Hostel (Nota 10)

O hostel possui uma decoração super descolada, além de áreas comuns confortáveis e convidativas e uma piscina externa. Oferece café da manhã incluso e ar-condicionado, além de bar próprio que conta com bebidas e comidas rápidas.

Reserve no Blanca Hostel aqui

Yolo Hostel Búzios (Nota 9.5)

O hostel, localizado em uma das mais conhecidas praias de Búzios (Geribá), oferece um ambiente de tranquilidade como poucos, além de possuir uma infraestrutura maravilhosa com jardim, sauna, piscina e área de churrasqueira.

Reserve no Yolo Hostel aqui

Ilha Grande (RJ)

A Ilha Grande é uma das maiores belezas do Brasil. Para além da charmosa Vila do Abraão (a principal vila da ilha), existem dezenas de praias paradisíacas em toda a ilha. Sempre digo para todos que a magia da ilha grande está em descobrí-la, por isso vou dar dicas de como fazer e não exatamente de quais praias você deve ir! Descubra, explore, acredite na praia dourada atrás na montanha 😉.

📷 mfoubister

Existem duas possibilidades de explorar a ilha: taxi boat ou pelas centenas de quilômetros de trilhas que cortam as matas. Qual deles é melhor vai depender do seu estilo de viagem e do quando de dinheiro você tem para pagar os barqueiros! Uma dica valiosa para quem quiser se aventurar por lá é se desligar do tempo. Sente no cais, na areia, aproveite o máximo da natureza que te rodeia e, acima de tudo, faça muitos amigos! Em especial na Vila do Abraão existe uma concentração enorme de mochileiros, nos vários hostels que estão instalados por lá. Na alta temporada rolam várias festas e luaus em diferentes pontos da Ilha, perfeito para conhececer outros viajantes.

Outra dica valiosa para a Ilha Grande: caso você queira usar a cozinha do hostel para economizar, leve mantimentos do continente. Os preços dos mercadinhos da Vila são bem mais altos e, na região de acesso as barcas em Angra dos Reis, existem vários supermercados.

Como chegar

Para chegar na Ilha é necessário pegar uma embarcação. Existem diversos tipos de embarcações que fazem o trajeto Angra dos Reis – Vila do Abraão, com durações (20min – 1h40min) e preços (R$17,00 – R$70,00) diferentes. A dica aqui é se planejar e pegar a barca da CCR. Elas saem uma vez ao dia e custam R$17,00. Veja preços e horários aqui.

📷 SamLitvin

Onde ficar

Hi Holandes (Nota 9.3)

O hostel se integra a natureza de uma forma fantástica. Ideal para quem quer ter contato com a mata e espaços verdes. Estão incluídos café da manhã e roupas de cama, além de contar com bar próprio.

Reserve no Hi Holandes aqui

Hostel Papagaio (Nota 9.3)

O Papagaio Hostel fica bem no centro do Abraão, a apenas 30 metros do píer principal. Além do café da manhã incluso, o hostel ainda conta com ar-condicionado e bar próprio.

Reserve no Hostel Papagaio aqui

Paraty e Trindade (RJ) 

Chegar em Paraty é se transportar para o passado. A cidade foi construída no período colonial e mantém essa arquitetura até os dias de hoje, oferecendo charme que não acaba mais. As lojas de artesanatos, bistrôs e bares tomam conta do centro histórico e fica difícil não se apaixonar.

Praia no centrinho de Paraty 📷 semilla_luz

O calendário de eventos é lotado, então vai ser difícil chegar por lá e não se deparar com algum festival gastronômico ou artístico. Para quem está buscando arte e natureza, Paraty é a cidade! As belezas naturais para se conhecer são várias, entre praias e cachoeiras. Trindade, é um “bairro” de Paraty, mas conserva suas particularidades e tem uma vibração bem diferente do “centro da cidade”.

Praia do Meio, em Trindade 📷 marcelovanin

Em Paraty existem maiores opções de bares e restaurantes, enquanto Trindade se reserva como um lugar roots, onde estão localizadas as principais praias. Se você que mais simplicidade e contato com uma natureza mais selvagem, Trindade é a pegada. Existem ônibus do centro para lá por apenas R$ 5,00.

O que fazer

Para início de conversa aproveite um Free Walking Tour no centro histórico para conhecer mais sobre a cidade. A história de Paraty é riquíssima e vale ser conhecida. A vida noturna no centro também é agitada, com música ao vivo em dezenas de bares e até mesmo algumas baladinhas.

Free Walking Tour de Paraty 📷 wallasantiago

As praias são lindas, e em grande parte bem tranquilas tanto na água quanto na areia. A primeira dica é a Praia de Paraty-Mirim, o melhor exemplo da peculiaridade da cidade, já que mistura praia e ruínas do tempo colonial. A segunda é para quem quer uma pequena aventura e a tranquilidade como recompensa: a Praia do Sono, que só pode ter acesso por trilha (1h de trilha média) ou por taxi-boat (que podem ser alugados na entrada de Laranjeiras). Chegando lá existem cachoeiras a dez minutos da areia, e uma extensa faixa de areia com ondas para surf de uma ponta e um mar calmíssimo na outra. Também é imperdível a Praia do Cachadaço, essa praia fica localizada em Trindade e forma lindas piscinas naturais cheias de pequenos peixes, para quem gosta de mergulhar com snorkel, é um prato cheio!

Onde ficar

Leo’s Clan Beach Hostel (Nota 9.2)

O hostel fica localizado a 200 m do centro da cidade. Conta com bar, piscina, área de churrasco e aluguel de bicicletas. Possui café da manhã incluso, instalações de lavanderia e ar-condicionado.

Reserve no Leo’s Clan Beach Hostel aqui

Kaissara Hostel Trindade (Nota 9.7)

Instalado em uma casa de madeira linda e aconchegante, o Kaissara Hostel conta com área verde e churrasqueira, além café da manhã, toalhas e roupas de cama inclusas.

Reserve no Kaissara Hostel Trindade aqui

Ubatuba (SP)

Ubatuba na década de 70 já era conhecida como o paraíso dos surfistas brasileiros. Considerada uma região de difícil acesso, uma viagem para lá era comparada por alguns como uma “viagem a Indonésia”. Hoje a cidade se desenvolveu e seu turismo é conhecido nacionalmente, porém ainda preserva belíssimas paisagens e uma cultura jovem que fascina a todos que chegam para curtir um pedacinho de suas 92 praias.

📷 carlaoubatuba0

Praias

Como dito anteriormente, são dezenas de praias sem contar as ilhas. Se você quer tranquilidade e curtir uma praia mais na paz é melhor fugir da Praia Grande, a principal e mais movimentada da cidade, mas que vale a pena conhecer. Se tiver um dinheirinho sobrando, pague um barco e conheça a Ilha das Couves, a ilha parece ter saído dos sonhos!

📷 Marionmj56

Para quem quer conhecer um “pico” mais jovem, tem a Praia da Sununga. Por lá é fácil encontrar praticantes de Skimboard e uma galera mais jovem relaxando na área, além da Gruta que Chora, uma caverna lotada de histórias e lendas. Outra praia que chama atenção de todos que passam por Ubatuba é a Praia do Félix, areia branquinha, cheia de árvores com águas tranquilas de um lado e ondas para surfe do outro, um paraíso para qualquer pessoa! Além dessas praias existem outras várias que você precisa conhecer, a dica é a mesma, saia, explore, aproveite!

Onde ficar

Green Haven Hostel (Nota 9.7)

O Green Haven é para quem procura um hostel descolado e uma experiência única na capital do surf brasileiro. Possui bar próprio, área de churrasqueira e estacionamento, além de aluguel de bicicletas e mesa de sinuca.

Reserve no Green Haven Hostel aqui

Dona Benedita Hostel (Nota 8.4)

Localizado na Praia do Itaguá no centro de Ubatuba, o hostel oferece café da manhã incluso e ar-condicionado, além de área comum com video game, bar privado e aluguel de bicicletas.

Reserve no Dona Benedita Hostel aqui

Ilhabela (SP)

A segunda ilha desse roteiro não perde em nada para a primeira. Ilhabela é um dos destinos mais procurados por mochileiros, tanto brasileiros quanto nossos amigos gringos. Ela fica localizada no litoral norte de São Paulo e contempla 42 praias e uma centena de trilhas, além de cachoeiras e uma vida noturna para lá de agitada!

📷 rodrigoaccurcio

Como chegar

Para ter acesso a ilha é preciso pegar uma embarcação. Ao contrário da Ilha Grande, em Ilhabela é permitido o trânsito de veículos. Pedestres e bicicletas são isentos de cobrança e podem utilizar a travessia via balsa gratuitamente. Para mais informações e outras tarifas, pode-se acessar aqui.

O que fazer

Difícil mesmo é escolher quais são as melhores praias de uma ilha paradisíaca! Mas vamos lá: Praia do Bonete, essa maravilha foi eleita pelo jornal britânico The Guardian como uma das 10 praias mais bonitas do Brasil, e não são só os gringos que acham não, a praia é linda e mais um pouco. A Praia Jabaquara é pequena em extensão – 500m de faixa de areia – mas grande em beleza, areia clara, com muitas árvores e águas transparentes, vale muito a pena! A terceira é a Praia do Pinto. Essa é para quem quer um lugar mais afastado, com menos turistas e pouca estrutura, daqueles lugares que fazem a vida parecer um filme. Uma outra dica fora das praias que eu deixo aqui é a Cachoeira de Paquetá, também conhecida por Cachoeira da Borda Infinita. É necessária uma trilha de 30 minutos, mas vale a pena cada passo.

📷 kikesan

No quesito vida noturna a ilha também não deixa nada a desejar. As noitadas começam nas quartas-feiras, com o famoso Forró do Estaleiro. Nas sextas e sábados à noite como esperado a Vila se enche de turistas e locais. Por ali existem várias opções, bares com música ao vivo, restaurantes e algumas baladinhas.

Onde ficar

Hostel da Vila (Nota 9.6)

Construído sobre uma casarão de estilo colonial, é o tipo de lugar que te abraça. A apenas alguns minutos do centro histórico, o hostel é cercado por área verde e gramado, além de piscina e terraço. É um excelente lugar para quem busca uma experiência de imersão em uma das mais lindas ilhas do Brasil.

Reserve no Hostel da Vila aqui

Green Hostel Ilhabela (Nota 9.0)

O hostel está localizado a 1.5 km da balsa e apenas uma quadra da Praia do Perequê. Próximo ao hostel estão disponíveis padarias, mercados e restaurantes. Além de café da manhã incluso, possuem também bicicletas e um computador com acesso à internet para empréstimo.

Reserve no Green Hostel Ilhabela

Vitória e Vila Velha (ES)

Não dava para esquecer da capital capixaba né?! E aqui eu vou ser muito sincero, esse pedacinho de Brasil chamado Espirito Santo não perde em nada para a beleza do restante do país. A Baía de Vitória, que divide a capital com Vila Velha, é uma das paisagens mais bonitas do nosso litoral, e ficam assim, meio esquecida, como uma espécie de irmã mais nova do Rio de Janeiro.

📷 giancornachini

Falar de Vitória só é possível falando também de Vila Velha. As duas cidades se complementam como praia e água de coco e, a não ser pelas vistas maravilhosas das três pontes que ligam uma a outra, você provavelmente nem perceberia a diferença. Certo é que, como são grandes cidades, elas têm à disposição não apenas belas praias, mas também um rico patrimônio cultural e uma vida noturna agitada.

O que fazer

Existem uma infinidade de praias para se conhecer nas duas cidades. Para quem quer agito e mais serviços disponíveis uma boa pedida é a Praia da Costa em Vila Velha e a Praia de Camburi em Vitória. Agora, se você assim como eu, prefere lugares mais vazios uma boa pedida é a Ilha do Boi em Vitória, mais afastada e com águas calmas. Outra praia que vale a pena na capital é a Praia das Castanheiras, localizada na Ilha do Frade e que possui pequenas piscinas naturais e mar aberto.

Morro do Moreno 📷 blude

Um pouco mais afastado seguindo pela Rodovia do Sol existe uma praia que eu particularmente gosto muito e não é tão conhecida: a Praia do Sol, com extensa faixa de areia, e um mar com mais ondas. Recomendo ficar na altura da Cabana Aroreira Surf, sempre com som ao vivo, ótima comida e um pessoal jovem reunido!

Uma outra dica que eu quero deixar é a gastronômica. Para mim existem duas comidas na lembrança dessas cidades: o caranguejo e a moqueca capixaba. Passar pelo Espírito Santo e não provar esses pratos é “como não ir”, então aproveite o embalo e vá ao Triângulo das Bermudas, área boêmia de Vitória, com vários bares, e boates, além de ótimos restaurantes para provar as iguarias capixabas.

Onde ficar

Sono Vitória (Nota 10)

Sono Vitória é uma grande casa transformada em hostel e próxima ao Rio Santa Maria. Possui uma ótima área de lazer, com piscina e área de churrasqueira. Café da manhã, estacionamento e toalhas estão inclusos.

Reserve sua estadia no Sono Vitória aqui

Guanaaní Hostel (Nota 9.2)

Fundado em uma casa de arquitetura colonial, é um hostel bem decorado e descolado. Por ser localizado próximo a Catedral Metropolitana de Vitória, conta com diversos serviços próximos. Possui café da manhã e estacionamento inclusos.

Reserve sua estadia no Guanaaní Hostel aqui

 

📚 Sobre o autor 📚

Pedro Biaso, jornalista brasileiro, é um nômade digital apaixonado por estradas, ruas e bares. Sua única missão é contar o que nem todos podem ver. Você pode seguir suas aventuras no Instagram @pbiaso .

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/praias-sudeste/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Iami Gerbase (Hostelworld)

Hi! My (weird) name is Iami and I'm a Brazilian journalist tired of hearing "You don't look Brazilian". I love to taste street food, read at the beach and watch Naked and Afraid. 🌏 Favourite place on earth: Praia de Palmas, SC, Brazil. 🏠 Favourite hostel: Bananas Bungalows, Krabi, Thailand. You can follow my travels on Instagram: @iamigerbase.

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.