Viajando sozinha por países árabes: histórias e conselhos

Viajando sozinha por países árabes: histórias e conselhos

Paisagens fascinantes diretamente saídas das 1001 Noites, cidades animadas, culinária variada e deliciosa, enormes quantidades de chá e hospitalidade que aquece a alma – tudo isso e muito mais espera por você em uma viagem pelo Mundo Árabe. Apesar disso, porém, essa não tem sido uma viagem popular atualmente, mesmo quando falamos dos destinos mais elegantes da região, e isso é principalmente verdade entre as mulheres que gostam de viajar sozinhas. Mas não tenha medo, estamos aqui para te mostrar todas as razões pelas quais você deve viajar para o Oriente Médio, o que esperar, como se preparar e outras dicas para aproveitar ao máximo suas aventuras nas Arábias.

Travel to the Middle East - Woman standing in the desert with a camel

Wadi Rum, Jordânia 📷Lucy Schulze

Você tem que estar muito apaixonada pela ideia de conhecer algum desses lugares e preparada para enfrentar as inevitáveis conversas que terá com amigos e família. Claro que, infelizmente, algumas dessas ideias pré-concebidas podem ser verdade. Mas, em suma, as experiências incríveis e únicas que você terá enquanto viaja pela região vão fazer isso tudo valer a pena.

O Mundo Árabe é tão vasto, quanto é eclético, sendo constituído por 22 países extremamente variados. Existem até grandes diferenças entre as regiões de um mesmo país. Viajar para um país árabe, seja Marrocos, Jordânia, Omã ou outro lugar, definitivamente vai mudar sua perspectiva, bem como sua opinião sobre a cultura desses países e as pessoas que vivem lá. Na verdade, essa viagem vai fazer você querer voltar para experimentar todas as suas maravilhas.

Não importa qual dos muitos países árabes você decidir visitar, não se deixe levar por notícias chocantes que aparecem em seu feed do Facebook, jornais e etc. Especialmente se você é mulher, vai ouvir muitas coisas como “mas não é perigoso uma mulher ir para lá?”, ou “você não será levada a sério” ou “você não vai ter que se cobrir toda lá?”. Se você quer planejar uma viagem ao Oriente Médio, há algumas coisas que deve ler e considerar para ter uma viagem bem sucedida.

Travel to the Middle East - Four woman on a bench in front of ancient ruins in Amman, Jordan

Amã, Jordânia 📷Lucy Schulze

Somos Deborah e Lucy, duas estudantes de Negócios Árabes de Bremen, na Alemanha. Nós duas descobrimos nosso amor pelo mundo árabe e sua cultura passando um ano no Egito e na Jordânia. Reunimos uma lista de dicas baseadas em nossas experiências da vida cotidiana nas redondezas de Cairo e Amã como uma dupla de mulheres loiras. Isso deve dar uma ideia e uma visão geral do que esperar.

Razões pelas quais as mulheres devem viajar para os países árabes

Em primeiro lugar, por que ir para lá? Aqui estão algumas das coisas que fazem uma viagem para esses países ser tão valiosa:

👉 A comida – as comidas mais saborosas, desde tabule, falafel, hummus, tahine, mansaf e koshari, até kanafeh e shwarma

👉A cultura árabe do café e do narguilê – sente-se com seus amigos por horas sem fim, conversando e se divertindo, enquanto toma a melhor bebida de menta e limão que você já provou

👉Dabke – essa dança típica vai fazer você querer dançar e celebrar de forma adequada

👉A vida noturna de Beirute e dos Emirados Árabes Unidos

👉A cultura jovem eclética, colorida e interessante e as subculturas das cidades maiores, como Cairo, Beirute e Amã, que definem seus próprios caminhos entre tradição e modernidade, mostrando muita criatividade no processo

👉As paisagens naturais intocadas e diversificadas do Marrocos, Jordânia (com seus Wadis), Aswan no Egito, assim como o Mar Vermelho, Mar Morto e os parques nacionais do Líbano e Omã

👉Arquitetura antiga absolutamente deslumbrante em polos culturais do Marrocos, Tunísia, Egito e Jordânia (como Petra e os Castelos do Deserto)

Vai ser difícil encontrar outra região tão variada quanto o Oriente Médio. Em Dubai e nos estados do Golfo Pérsico (ou Golfo Árabe), você pode ver como as princesas árabes modernas vivem. Se você quer experimentar a vida tradicional árabe antiga, também pode fazer isso, com um passeio pelo deserto ou visitando países que ainda estão profundamente enraizados na tradição, como Omã, Egito e Marrocos.

Travel to the Middle East - Boat party on the Nile River in Cairo, Egypt

Festa em um pequeno barco típico (Falouka) no Rio Nilo (Cairo, Egito) 📷@deborah0409

Você vai encontrar uma cultura completamente diferente, que com certeza vai te conquistar com sua simpatia, generosidade e calor humano. Isso não é tudo, você também vai se familiarizar com outra parte do mundo e tirar uma nova compreensão disso. A forma como a região é retratada na mídia fez com que ela ficasse com uma imagem negativa de guerra e terror. No entanto, há muito mais do que isso nesses países, que são cheios de surpresas prontas para te apaixonar.

Seja você homem ou mulher, vale a pena viajar para o Oriente Médio para formar suas próprias impressões, conhecer os moradores e entender seu ponto de vista. As pessoas abertas e extrovertidas vão mostrar um nível de calor humano, ajuda e apoio que você não faz ideia.

Se você estiver preparado para respeitar certos costumes, morais e tradições, aberto a experimentar algo completamente diferente e se lançar em um mundo quase desconhecido, vai ter alguns dos melhores momentos da sua vida. Yallah!

Preparando a viagem

Encontre e leia o máximo de informações possível sobre o país que quer visitar. Isso inclui coisas que você deve saber, roupas que deve usar, história e os acontecimentos atuais do país, as diferentes comunidades e a dinâmica entre elas. Também deve descobrir os lugares para comer, se há locais que não deve ir, o que significa aceitar tomar um café com um homem e se é OK aceitar quando uma família te convida para ir a algum lugar.

Conhecer um pouco das línguas é sempre útil, e pode abrir portas para conhecer novas pessoas ou mesmo fazer compras. Por exemplo, você vai se virar fácil na região conhecida como Magreb se souber falar francês. Do Egito ao Golfo, o inglês é amplamente falado, mas não por todo mundo.

É seguro para mulheres viajarem sozinhas pelos países do Oriente Médio?

Travel to the Middle East - Woman sitting on some rocks in Wadi Rum, Jordan

Rainha do Deserto (Wadi Rum, Jordânia) 📷Lucy Shulze

Em geral, os países em que você pode realmente viajar (todos os lugares, exceto Argélia, Iraque, Iêmen, Líbia e Síria) são semelhantes à Europa em termos de segurança. Claro que, como mulher, há coisas que você faria na Europa sem problemas e sem nem parar para pensar, mas que não deve fazer quando estiver em um país árabe. A maioria das pessoas já ouviu pelo menos uma história de terror sobre a região, já que é possível cair nas mãos das pessoas erradas nos países árabes, assim como em qualquer outro lugar do mundo. Ainda assim, não se deixe levar por julgamentos radicais sobre a segurança (ou falta dela) na região. Por exemplo, em Amã, na Jordânia, você nunca vai se sentir insegura de noite. Há sempre muita gente na rua e uma vibe relaxada e tranquila depois que o calor do dia diminui.

E se você precisar de ajuda, é só dizer que está meio perdida, e a pessoa ao lado vai fazer de tudo para te levar ao lugar que procura, sem sequer parar para pensar (mesmo que seja totalmente fora do caminho), e seguir em frente depois. Nenhuma de nós jamais se viu em uma situação em que estivéssemos assustadas demais para continuar. Mesmo que algo inesperado aconteça, é exatamente nessas horas que as pessoas desses países mostram sua hospitalidade e vontade de ajudar. Para nós, é uma lembrança dos motivos pelos quais nos sentimos tão em casa nessa região, particularmente no Egito e na Jordânia.

No entanto, é impossível evitar completamente algumas ocasiões indesejadas. Infelizmente, essas situações são mais frequentes do que o esperado. É bom se preparar mentalmente com antecedência. Você não deve se intimidar por assobios ou comentários. Nós temos alguns conselhos sobre o que fazer em situações onde se sente desconfortável: abordar diretamente alguém ao seu redor – seja homem ou mulher – e pedir ajuda, entrar em uma loja movimentada ou ligar para um táxi. Na Jordânia, muitas vezes você vai receber ajuda, mesmo que só porque está parecendo meio perdida. Em alguns sites de turismo e informações sobre os países você pode encontrar informações atualizadas sobre como se manter em segurança e quais regiões evitar, quando for o caso.

Dicas para uma viagem mais segura

Travel to the Middle East - Lucy Schulze riding on the back of a camel

Tem jeito melhor de ir de um lugar para outro 📷Lucy Schulze

Ajuda se você lembrar do velho ditado: “Prevenir é melhor do que remediar”, especialmente quando está viajando. Isso significa que há certas coisas que você deve evitar e regras que deve seguir. Listamos algumas delas:

1 – Quando estiver sozinha, não saia com homens que você não conhece. Quando for sair de noite, fique nas áreas que já conhece.

2 – Se alguém estiver assediando você, deixe absolutamente claro que o que ele está fazendo está passando dos limites e não é desejado, não fique calada e deixe a pessoa te incomodar. Nos países árabes, os ataques indesejados são tão mal vistos quanto em qualquer outro lugar. Assim que outras pessoas souberem o que está acontecendo, o assediador vai parar por causa do constrangimento.

3 – Se você se encontrar em uma situação desconfortável ou ameaçadora, grite, e grite alto! Isso vai chamar atenção das pessoas ao redor e algumas delas virão em sua ajuda.

4 – Ao visitar um país mulçumano, você nunca deve beber álcool em locais públicos fora das áreas turísticas. Se estiver carregando álcool, certifique-se de que as garrafas sejam mantidas sempre em sacos opacos. Além disso, é importante não sair ou pegar um táxi sozinha quando estiver visivelmente embriagada.

5 – Tente garantir que seu celular esteja sempre com bateria cheia antes de sair do hostel. Salve os números de pessoas nas quais você confia, ou o número do hostel, pelo menos. Vale a pena anotar o endereço de onde você estiver hospedada. Faça essa anotação em um pedaço de papel também, caso a bateria do seu telefone acabe.

6 – Motoristas de táxi no aeroporto geralmente cobram preços ridículos, então tente organizar seu transporte antes de chegar. O Uber já está disponível em muitos países do Oriente Médio. O aplicativo define preços padrão e permite rastrear a rota, o que torna muito menos provável que você seja enganada.

7 – Tente viajar durante o dia. Entretanto, algumas empresas de ônibus oferecem viagens seguras durante a noite, com padrões parecidos com o que é visto na Europa.

8 – É melhor ser excessivamente cauteloso do que ingênuo – mesmo que a maioria das pessoas dos países árabes seja realmente muito curiosa e goste de mostrar hospitalidade, você deve ter cuidado. Isso é especialmente verdadeiro quando se trata de homens jovens que querem te mostrar a região ou tirar uma foto com você. É possível que você esbarre com uma foto no Facebook com legendas como “eu e minha namorada”.

É importante lembrar que as pessoas que você conhecer terão crescido em um ambiente diferente, e em uma cultura com valores próprios. Tais diferenças podem tornar as coisas mais complicadas, mas não devem ser um problema muito grande com um pouco de compreensão intercultural.

Coisas para se ter em mente

Em geral

 

Travel to the Middle East - Damanhour, Egypt

Vovô Mohamed mostra os campos do Egito para Deborah (Damanhour, Egito) 📷@ray.7ana

Digamos que você está visitando uma família árabe e elogie a anfitriã sobre o vaso da mesa – de repente, ela pega o vaso e o oferece para você. Você definitivamente se encontrará em situações semelhantes com essa mais de uma vez – os árabes gostam muito de compartilhar, e nunca aceitarão um elogio dizendo apenas “obrigado”. Também é possível que, ao elogiar o casaco de um amigo, ele o ofereça a você. No entanto, isso é apenas um gesto, então, obviamente, é melhor recusar educadamente.

No entanto, existem algumas coisas que você deve aceitar. Como dissemos, os povos árabes gostam de compartilhar, e estão muitos dispostos a ajudar. Se alguém lhe ofereceu comida, transporte ou uma viagem, e eles insistem que você está convidado e não precisa pagar, aceite educadamente algumas vezes. Mas lembre-se de não ultrapassar os limites, mesmo que as pessoas realmente façam tudo o que dizem, pois essa generosidade pode ficar fora de controle. Respeito, cortesia e medo de envergonhar alguém fazem com que as pessoas não digam quando algo é demais.

Algumas coisas sobre as quais ocidentais ficam felizes em falar geralmente não são considerados temas adequados para uma conversas em países árabes, exceto, talvez, entre amigos bem próximos. Alguns exemplos incluem o “triângulo proibido” de sexo, política e religião, assim como problemas familiares. Claro, às vezes esses tópicos são discutidos abertamente, especialmente pelos jovens. Por último, você deve ter em mente o que é considerado apropriado (halal) ou inapropriado (haram) em termos de costumes e cultura locais.

 

O que vestir

Travel to the Middle East - Three women sitting together in Wadi Rum, Jordan

Wadi Rum, Jordânia 📷Lucy Schulze

Leve em consideração os costumes do país ao decidir o que usar. Há um hora e local para usar roupas mais curtas ou um top cropped, por exemplo, ao ir em um clube noturno. Entretanto, nos países árabes, ainda é preferível que você não mostre muita pele descoberta. Calças compridas, saias e camisas (de mangas compridas ou mais curtas, dependendo de onde você estiver) vão te preservar de muitos olhares incômodos, evitar situações embaraçosas e te deixar mais à vontade no deserto.

Não é necessário usar um lenço (você nem precisa cobrir os cabelos), a menos que esteja na Arábia Saudita. Se você quiser visitar uma mesquita (uma obrigação absoluta), é sempre bom ter um deles para usar. Se você acabou de lavar os cabelos, também é fácil cometer uma gafe cultural, por isso tenha cuidado: em algumas partes do Egito e da Jordânia, ainda há rumores de longa data de que, quando você sai com os cabelos molhados, é porque acabou de fazer sexo, já que, naturalmente, você sempre lava os cabelos logo depois. É melhor ter o cuidado de deixar seu cabelo secar ou usar um secador, quando necessário.

Travel to the Middle East - Playing with children in Aswan, Egypt

Crianças em Aswan 📷@deborah0409

Quando se trata de escolher roupas adequadas para o seu destino, não é aconselhável usar camisetas muito curtas ou justas, ou que não cubram seus ombros. Nós também aconselhamos a cobrir os joelhos. Calças longas mais soltinhas ou saias longas são recomendadas. Apesar do fato de que em muitos dos países do Oriente Médio você possa viajar de camisas sem problemas, leve sempre um cardigan leve e de mangas compridas, ou algo parecido, caso você faça uma visita espontânea a um país mais conservador ou região rural. O mesmo vale para óculos escuros, para quando quiser que as pessoas não te notem ou percebam para onde está olhando.

Países árabes: nossos destaques

Aswan, Egito

Travel to the Middle East - Boats at Aswan

Barcos em Aswan (Egito) 📷@ayshaaek

Se você é apaixonado pela natureza e que aproveitar alguns momentos de paz, silêncio e da beleza do Rio Nilo, você definitivamente deve visitar Aswan, no Sul do Egito. Fazer um passeio pelo Nilo em um antigo barco de pesca é uma experiência inesquecível, e inclui a chance de um mergulho no famoso rio. Também vale a pena planejar uma visita a algum museu núbio, que permite uma visão de como eram os povos da Núbia (uma maioria étnica que vive no Egito e Sudão). A maioria dos hostels locais também organizam noites núbias, que permitem experimentar o modo de vida, a deliciosa comida e a hospitalidade desse povo.

Wadi Rum, Jordânia

Travel to the Middle East - Camels in Wadi Rum, Jordan

Wadi Rum, Jordânia 📷@ray.7ana

Se você quiser sentir a magia do deserto, experimentar seu majestoso silêncio, ser encantado pelo estilo de vida beduíno e aproveitar o céu noturno mais claro que você pode ver, vai adorar Wadi Rum, no Sul da Jordânia. Os visitantes são atraídos para essa lendária paisagem do deserto por suas dunas vermelhas, paredões de granito, poços escondidos, inscrições antigas e pela companhia dos beduínos que vivem por lá, famosos por sua hospitalidade.

Passeios em off-roads 4×4, passeios de camelo e travessias do deserto em cavalos ou camelos são experiências inesquecíveis, especialmente porque muitos dos passeios ainda são liderados por beduínos experientes que cresceram no próprio deserto e podem te oferecer uma visão fantástica do seu modo de vida. As montanhas monolíticas representam um desafio para os alpinistas, enquanto os caminhantes podem simplesmente curtir o silêncio da paisagem aparentemente infinita. Você também pode fazer caminhadas pelo deserto, de Wadi Rum a Petra, por exemplo. Ao se aventurar um pouco mais para o sul, vai chegar em Aqaba, a porta da Jordânia para o Mar Vermelho, onde há muitas coisas interessantes para descobrir.

Tangier, Marrocos

Travel to the Middle East - The Arabian Souk in Tangier

O souk árabe em Tânger 📷@ deborah0409

Perto de Tânger, você vai encontrar as Grutas de Hércules, localizadas junto ao mar. As vistas são incríveis, e a foz da caverna, com vista para o mar, lembra o formato da África. O próprio Tânger possui uma bela Cidade Velha com um típico souk árabe (seus famosos mercados). O grande número de degraus e pequenas passagens na cidade mostram que a visita, definitivamente, vale a pena. No souk, você será atraído pelas lojas para ver tudo o que tem por lá.

Fujairah, Emirados Árabes Unidos

Um dos emirados menos conhecidos é esse que se encontra totalmente no Oceano Índico. Suas belas paisagens, condições ideais para surfe e muralhas históricas formam uma ótima alternativa para a selva de pedra que é Dubai.

Está planejando viajar para o Oriente Médio? Onde você quer ir? Há algo que o afaste dessa ideia? Deixe seu comentário! 👇

📚 Sobre as Autoras 📚

Lucy e Deborah são originárias de Bremen e Frankfurt, na Alemanha, e se conheceram quando estudavam Business Arabic (Negócios Árabes) em Bremen. Enquanto estava na universidade, Deborah decidiu passar um semestre no Cairo, enquanto Lucy optou por fazer de Amã, capital da Jordânia, seu lar por um ano. Lucy terminou seus estudos e agora está viajando pelo mundo, enquanto Deborah decidiu se mudar para o Cairo por trabalho e por amor.

 

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/por-que-as-mulheres-nao-devem-se-preocupar-em-viajar-sozinhas-para-o-oriente-medio/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Rayhana El-Mahgary

Inspire-se

2 Responses to “Viajando sozinha por países árabes: histórias e conselhos”

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 3 =

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.