7 passos para ser um Travel Writer de sucesso e explorar o mundo!

7 passos para ser um Travel Writer de sucesso e explorar o mundo!

Os Travel Writers estão espalhados por todos os cantos. Sempre acompanhados de suas câmeras, notebooks e livros. Quase sempre sentados em cafés e aeroportos escrevendo, provavelmente sozinhos. Eles viveram muito, conversaram com todo o tipo de pessoa, comeram iguarias exóticas e já dormiram no chão.

Viajar o mundo, relatar suas experiências e ganhar dinheiro com isso é uma das profissões mais sedutoras já inventadas, porém, atrás do glamour de cada foto, existe um trabalho intenso e muitos desafios. Neste post, além do conselho “leia e escreva muito”,  você vai mergulhar no universo dos Travel Writers, ganhar todas as ferramentas para começar seu próprio negócio e descobrir se escrever sobre viagens é a sua vocação.

Características gerais de um Travel Writer

1- Flexibilidade

Os Travel Writers estão predispostos a se adaptar em qualquer situação adversa. Enquanto o atraso de um trem ou uma tempestade podem estragar a viagem de pessoas comuns, os Travel Writers transformam tudo em uma história incrível.

2- Simplicidade

Os Travel Writers desenvolveram habilidades para viver uma vida simples. O maior ganho da profissão é a certeza de ter aproveitado a vida e não o poder de comprar o que quiser. Por isso, viver uma vida simples pode ser o segredo de evitar frustrações a respeito da sua conta bancária.

3- Persistência

Nenhum Travel Writer ficou famoso com seu primeiro rascunho. Escrever sobre viagens e viver disso é um processo longo e muitas vezes, desanimador. Você precisa insistir em seu sonho, construir um portfólio, vender sua ideia com paixão e não desistir na primeira porta fechada.

4- Paixão

Esta seria, ao meu ver, a principal característica de um Travel Writer. É preciso ter paixão pela vida na estrada, por conhecer outras culturas e viver cada dia uma aventura. Os Travel Writers são apaixonados por natureza e além de curiosos sobre novos destinos, pesquisam sobre literatura, arquitetura, história e tudo mais que aparecer pela frente.

5- Fé em você

A sua profissão não é comum e muitas vezes, não é compreendida. Você vai precisar desenvolver um alto nível de autoconfiança para sustentar suas escolhas. Além de ter fé no seu processo, você precisará transmitir para seus amigos e familiares que essa é a sua escolha e viajar faz parte de quem você é.

6- Coragem

Mas os Travel Writers sabem que as grandes histórias estão esperando logo depois de seus piores medos. Viajar sozinho, tomar todas as decisões do percurso e não ter um endereço fixo exige coragem assim como caminhar sem rumo, conversar com estranhos e provar os iguarias em mercados.

1º Passo:  Encontre sua história

O papel do Travel Writer é transportar o leitor para o exato momento da experiência narrada. Ele transforma palavras em instrumentos e cada texto em uma música que vai contar sobre o clima do lugar. Escrever o que se viveu pode ser ótimo para um diário de viagem, mas para vender seus textos e realmente viver disso é preciso entregar informações úteis ao leitor e descobrir exatamente o que os editores buscam para publicar em suas revistas, jornais e blogs.

Dica 1: Fique por dentro dos trends do momento

-O país sede de um grande evento como a Copa do Mundo e as Olimpíadas receberá a atenção do mundo todo.

-Novos investimentos em turismo como novos parques nacionais, novos hotéis e novas linhas aéreas que deixam o local mais acessível são um tiro certo

-Escrever sobre viagens curtas de final de semana, viagens com uma pegada ecológica e viagens para aproveitar a experiência local de verdade estão em voga.

Dica 2: Cuidado com seu juizo de valor

Ao produzir um texto de viagem, os Travel Writers precisam deixar suas certezas de lado.

As leis, o bem/mal, o certo/errado e o belo/feio variam a cada cultura. Viajando você vai descobrir que o mundo não é preto no branco. Observar e participar sem julgamentos te permite viver coisas novas e surpreender com seu relato.

2º Passo: Escreva um texto incrível

Os editores recebem milhares de textos todos os dias. Para ser publicada, sua produção precisa ser relevante e se destacar. Guardar registros com informações e sentimentos ao longo da viagem é essencial para facilitar sua memória. Você pode gravar em áudios ou anotar palavras soltas, cheiros e sons que ativem sua memória.

1- Ranking de experiências

Ao voltar de uma viagem, escreva as 10 experiências mais marcantes. A partir delas você vai criar os blocos que darão estrutura ao seu texto.

2- Personagens

Reconstruir um personagem para seus leitores é um grande desafio, mas eles podem fazer toda a diferença em sua história. Assim como é importante conhecer pessoas em uma viagem, descrever os personagens nela é fundamental para humanizar o texto e gerar conexão com seus leitores

3-Evite clichês

Editores perderam as contas de quantos lugares foram descritos como “terra de contrastes” por exemplo. Exercite escrever a partir de experiências particulares, assim, só você poderia ser o dono do texto final.

4-Não descreva, mostre

Que tal escrever que seu personagem “dava voltas na sala do hospital, sem parar” no lugar de escrever “ele estava ansioso”?. Mostrar a cena possibilita que o leitor tire suas próprias conclusões, o que é uma delícia.

5-Lidando com sua criatividade

Até grandes escritores de viagem passam por momentos sem inspiração. Mas escrever é o trabalho deles e o prazo final de entrega chega para todos. Um exercício recomendável é começar a escrever qualquer coisa. Desde “hoje eu não estou conseguindo escrever…” até um comentário sobre um livro ou série que gostou. Assim você desbloqueia sua mente e vai direto ao ponto

3º Passo: Escolha um nicho específico

Quem tenta escrever para todo mundo, não alcança de verdade ninguém. Escolha um nicho específico como: viagem com crianças, viagem barata, comidas locais ou tudo sobre uma região do mundo. Ao mergulhar em um assunto, você vai precisar pesquisar menos antes de cada viagem, suas entrevistas vão fluir melhor e seu texto vai passar mais autoridade. É assim que você constrói uma marca e é reconhecido por ela.

Depois de estabelecer seu nicho, é possível que você se torne muito interessante para certas publicações, empresas de turismo e marcas. As Press Trips, que são viagens pagas para escritores e jornalistas além dos Freebies, que são estadias em hotéis e passagens de avião são raras, mas podem começar a aparecer. Receber este tipo de atenção é ótimo, mas fique atento a dois pontos:

1- A marca/empresa combina com seu trabalho?

Se você é um viajante que escreve sobre viagens baratas e têm um público ávido por destinos low cost e passagens em promoção como você vai promover um hotel cinco estrelas?

2- Seus leitores também podem viver a experiência?

Ministérios de turismo, empresas de transporte ou de hospedagem podem te proporcionar viagens extraordinárias, o que é ótimo. Mas como uma experiência que seus leitores nunca poderão ter, como visitar um museu vazio, vai ajudá-los?

4º Passo: Seja curioso antes e durante a viagem

Os Travel Writers são curiosos de nascença. Suas histórias misturam experiência com um contexto e para isso, fazem uma bela pesquisa antes de viajar e durante a experiência, continuam anotando e lendo sobre tudo.

Antes da viagem

Leia guias, jornais locais, filmes e séries sobre o destino além de mergulhar nos blogs de viagem. A ideia de fazer uma pesquisa antes de viajar não é formatar um roteiro quadradinho e sim, chegar entendendo um pouco mais sobre a história do lugar e como as pessoas vivem alí. Aprender um pouco da língua local é também muito importante para os Travel Writers.

Durante a viagem

Promova encontros e anote os principais insights de conversas. Guarde mapas, flyers e grave audios de momentos que te marcaram. Explore outros ângulos do destino e pense em como relacionar sua experiência com assuntos que estão na mídia.

5º Passo: Crie seu próprio Blog de viagem

Se você fosse criar um blog em 2009, bastaria escolher um grande nicho, como “viagem de aventura”. Hoje, o mercado está saturado e ao pesquisar por “blog de viagem” no Google, você vai encontrar milhares e milhares de resultados. Por isso, escolha um segmento bem específico dentro de um nicho. Assim, além de “viagem de aventura”, você poderia criar um projeto de “viagem de aventura para mulheres no Brasil” e assim, ser mais facilmente encontrado. Pense rapidamente em 20 pautas sobre o assunto escolhido. Se for uma tarefa fácil, vá em frente. Além disso, existem dois tipos principais de Blog.

1- Blog Portfólio

No blog portfólio você vai publicar seus principais textos e assim, mandar propostas para editores de revistas, jornais e portais maiores para escrever para eles. Antes de mandar sua proposta, estude o tom de voz da marca e como o veículo se comunica com seus leitores

2- Blog Profissional

Os blogueiros profissionais estão se multiplicando e cada dia, mais marcas fazem publicidade através de influenciadores. Você pode utilizar seu blog profissional para vender pacotes de viagem, seguros e outras facilidades por meio de links afiliados e colocar Adsenses – espaço comprado pelo Google para propagandas, além de vender produtos digitais como e-books e oferecer cursos online.

Para ter seu próprio Blog, você vai precisar de outros conhecimentos além de escrever bem. É preciso envolver-se com Marketing Digital, Business, Estratégias de conteúdo e SEO, que são as ferramentas para posicionar-se nas primeiras páginas do Google. Além de estudar para empreender e sustentar o seu negócio, o bom relacionamento com outros blogueiros e profissionais da área é fundamental. Esteja atento a eventos de turismo e também de outros assunto que possam te levar a fazer conexões importantes.

6º Passo: Ganhe um dinheiro extra

É possível escrever sobre viagem e viver disso, mas antes, é preciso de paciência, constância e determinação para criar relacionamentos com editores e construir um público fiel. Enquanto isso, você pode buscar outros caminhos para formar uma renda que te mantenha na estrada. Entre as opções principais estão:

  • Vender fotos, vídeos e imagens de drone
  • Dar palestras e entrevistas
  • Fazer freelas com redes sociais e conteúdo para empresas
  • Vender roteiros personalizados
  • Oferecer consultorias sobre como viajar e como abrir seu próprio negócio

7º Passo: Seja autêntico!

A melhor forma de tornar-se um Travel Writer de sucesso é ser você mesmo. O que pode ser o maior clichê de todos os tempos é também, o segredo do negócio. De que adianta pegar um ônibus, um trem e um barco para chegar ao seu destino tão esperado se o seu texto final não tiver a sua cara? O grande ponto que diferencia os grandes escritores de viagem é ter, ao longo do tempo, desenvolvido um estilo único que pode ser reconhecido nos primeiros parágrafos. Eles escrevem como pensam e como são. Criam textos mais emotivos, irônicos ou detalhistas, conforme sua personalidade. Escreva todos os dias e viaje, sempre que puder.

Bônus: Como ser publicado

Os travel writers têm muito em comum, mas não são todos iguais. Além de assuntos diferentes, a maioria se especializa em um tipo de veículo e publicação para tornar-se um mestre na área. Alguns exemplos de publicações são:

-Jornais

-Revistas

-Livros

-Guias de destinos

-Blogs, sites e outros portais

E para começar a ser conhecido no ramo, existem duas formas principais de mandar suas ideias para editores. A primeira e mais comum é vender uma pauta de uma viagem que você já fez e a segunda, é enviar uma ideia de uma viagem que você tem vontade de fazer, o que pode ser mais difícil. O importante é manter sempre uma boa relação com seu editor e independente de qual for seu approach, mandar mais de uma ideia de pauta e não atrasar sua entrega, depois de combinar um prazo.

📚 Sobre a Autora 📚

Raquel Cintra Pryzant, 23, é jornalista e vive em São Paulo entre suas viagens pelo mundo. Ela é autora do projeto Sola no Mundo, viagens por histórias e culturas onde compartilha entrevistas e reportagens sobre suas viagens. Além de produzir artigos para Hostelword, a Raquel é colunista de portais internacionais e trabalha como Nômade Digital.

 

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/passos-para-ser-um-travel-writer-de-sucesso-e-explorar-o-mundo/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Laura Carniel

I'm Laura, Brazilian, and I'm obsessed with dogs, films, sharing good stories with friends and discovering quirky places. Social Media & Content Executive and #HostelworldInsider at Hostelworld. 🌏 Favourite place on earth: London, UK. 🏠 Favourite hostel: Oki Doki Hostel - Warsaw, Poland. Follow my travel adventures and loads of dogs on Instagram @astaclivo 🐶✈️

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.