O Seu Guia De Como Conhecer Lisboa De Um Jeito Responsável

O Seu Guia De Como Conhecer Lisboa De Um Jeito Responsável

Até poucos anos atrás, pouco se falava do impacto que o turismo tem nas principais cidades do mundo. Afinal de contas, o turismo enriquece a economica local, cria novos empregos e oportunidades e melhora a estrutura da cidade como um todo. Nada disso deixa de ser verdade, mas o que acontece quando o turismo sai de controle e passa a ser visto como um problema pelos locais?
Nos últimos anos Lisboa tem atraído milhões de turistas que viajam para a capital portuguesa em busca da autenticidade, preços baixos e clima agradável. Essa mesma busca pela autenticidade dos tradições bairros da cidade, tem forçado residentes a se mudarem para regiões mais afastadas devido ao aumento do preço do mercado imobiliário. Alguns dos bairros mais tradicionais de Lisboa, como Alfama, tem perdido seus mais antigos residentes devido a especulação imobilária para aluguéis privativos de curta duração.
Diversas organizações portuguesas trabalham para colocar o tema na pauta e pensar soluções para um turismo responsável na cidade.Estas entidades e empresas reconhecem o peso que o turismo em Lisboa tem para a economia portuguesa e não condenam a prática em si, apenas o modo não responsável como vem sendo feito até o momento. O turismo incontrolado feito em total desconexão com a realidade da cidade, traz consequências para os moradores que se vem deixados de lado e proibidos de usufuir da sua própria cidade em épocas de alta temporada.
Bruno, um dos fundadores da We Hate Tourism Tours, empresa que oferece tours alternativos na cidade, afirma que o mais importante é a consciência do turista, é aí que devemos actuar. Temos de ter presente qual é o nosso papel como viajantes e moradores temporários destas cidades. É esse o papel da We Hate Tourism Tours “Nós não fazemos tours no sentido da palavra, o que realmente fazemos é abrir diálogos entre locais e turistas, que conosco exploram a cidade onde crescemos, vivemos e amamos”. Um dos seus lemas é “Viaje de forma responsável ou fique em casa”

Quer aproveitar o melhor que a cidade tem a oferecer? Continue lendo o nosso guia de viagem responsável para Lisboa.

Conheça a cidade a pé e em pequenos grupos

Lisboa é, em sua maioria, uma cidade de ruas pequenas e estreitas, e o uso de aparelhos motorizados acaba por interfir na vida dos moradores, especialmente os de bairro tradicionais como Alfama. Prefira caminhar com seus amigos para conhecer a cidade, até porque esse é o melhor jeito de conhecer as histórias incríveis escondidas por trás de cada rua.

📷@facualbaqui4

Valorize o comércio local e tradicional

Quer provar os famosos pásteis de nata portugueses? Lisboa é CHEIA de pequenas padarias incríveis com os melhores pastéis que você pode imaginar. Ao consumir em locais pequenos e geridos por portugueses, você estará contribuindo para a economia local e incentivando moradores a abrirem pequenos negócios. A gente promete que você não sei se arrepender de ter provado uma dessas maravilhas!

📷@piratecavegirl

Além disso, a gente garante que você vai achar muitas coisas interessantes se você parar e apreciar os pequenos negócios.

📷@leonorsousa

Procure ter experiências diferentes e autênticas

Fuja dos guias tradicionais do que fazer na cidade. Além de ter uma experiência muito mais autêntica, você não vai passar por vários perrengues em lugares super lotados. Tá com vontade de aproveitar uma vista linda da cidade? Porque não procurar miradouros um pouco mais afastados do centro para ir com seus amigos?

Miradouro da Nossa Senhora Do Monte 📷@nelson.sales

Ou explorar ruas menos conhecidas em um bairro interessante? Claro, isso não quer dizer que você não deva fazer as coisas mais tradicionais da cidade, mas sim que você pode abrir a sua mente para novas experiências e fugir do senso comum!

📷@itsestellahavisham

Respeite os locais

Essa dica parece óbvia, mas muita gente acaba esquecendo isso quando está viajando. Enquanto estiver se divertindo na rua com seus novos amigos de viagem, não faça nada que você não faria em casa. Depois de voltar de uma festa, por exemplo, ao passar por ruas residenciais tente não fazer muito barulho! Respeite os costumes locais, seja educado com os moradores e aproveite a cidade de um jeito consciente.

📷@logout.ro

Fique em Hostels

Um dos grandes problemas ocasionados pelo turismo em massa na cidade de Lisboa é o aluguel de curta duração de propriedades privativas que afeta especialmente o tradicional bairro de Alfama. Com os preços dos alugueis cada vez mais altos, moradores que tem sua família há mais de três gerações no bairro, são forçados a se mudarem para lugares cada vez mais afastados.
Muitos dos hostels lisboetas são geridos por portugueses que tem uma grande paixão pela sua cidade e querem compartilhar isso com os visitantes. Além de escolher a sua acomodação de maneira consciente, você vai experienciar desde a sua chegada um pouco da cultura portuguesa e conhecer outros viajantes que estão tão empolgados quanto você para explorar a cidade!

Lisbon Destination Hostel 📷@caiquenogueira

Participe de produçoes culturais locais

Lisboa que vem se tornando cada vez mais cosmopolita e respira cultura. Você vai encontrar diversas opções de shows, teatro, exposições artísticas feito por locais por um preço amigo. Além de fazer uma coisa extramemente autêntica que você não encontrar em guia nenhum, você vai estar contribuindo para o florescimento da cena artística local e incentivando artistas a continuarem seu trabalho.
Dica: Os eventos do Facebook são uma ótima ferramente para encontrar eventos mais underground na cidade!

Anjos 70 📷@homemdosaco

Pegue transportes turísticos em horários alternativos, se você puder!

As rotas mais turísticas da cidade, como o elétrico 28, costumam ter filas enormes para andar durante o dia, fazendo com que locais que morem na área tenham dificuldade para usar o serviço. Que tal explorar a cidade no final do dia? Além de ver a cidade sobre outra perspectiva, você vai ter mais espaço para aproveitar a viagem no elétrico!

📷@ornelladc

A opinião de quem mora por lá

Teresa, 72 anos, portuguesa

Antes existia uma época específica em que a cidade estava cheia de turistas, geralmente no verão. Agora é o ano inteiro e fica difícil andar no centro e fazer atividades do dia a dia. É triste ver antigos moradores de bairros tradicionais de Lisboa mudando para bairros afastados porque o aluguel ficou muito caro.
Acredito que seria benéfico se turistas procurassem se integrar mais com a cidade, procurando experiência autênticas portugueses, contribuindo para a economia local e desafogando os transportes públicos em rotas centrais.

Ana Carolina, 34 anos, brasileira

Acredito que turistas podem ser mais responsáveis, antes de mais nada, pesquisando sobre como é a cultura do país para onde ele vai, como funciona, como vivem as pessoas, buscando informações com amigos, em guias turísticos e online. É fundamental que o turista ao chegar em Lisboa respeite os costumes locais, seja educado com as pessoas e com o ambiente e esteja aberto a novas percepções para perceber a dinâmica das pessoas que ali vivem. Não suje, prefira uma consumo sustentável, troque experiências e sempre que possa, dê boas gorjetas para estimular os negócios locais.

Denitza, 32, Búlgara

Lisboa é viva, linda e cheia de futuros. A pergunta é qual futuro irá escolher: a “Disneyficação” ou a recalibragem para um turismo mais moderado. Nós estamos todos juntos nessa – os imigrantes, os locais, os visitantes. Lisboa é amigável, mas está lutando para proteger a sua identidade. Como você sabe, não existe almoço grátis na vida: não é incomum que a hospitalidade com a qual um estrangeiro foi recebido foi paga por um Português que encontrou hostilidade ao ser afastado do que chamou de casa por décadas. Provavelmente eu já estive no lado “favorável” dessa dinâmica alguma vez. E não é justo, mas é um bom sinal que pelo menos o diálogo está crescendo. A melhor notícia é que depende de nós qual futuro iremos escolher.

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/o-seu-guia-de-como-conhecer-lisboa-de-um-jeito-responsavel/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Laura Carniel

I'm Laura, Brazilian, and I'm obsessed with dogs, films, sharing good stories with friends and discovering quirky places. Social Media & Content Executive and #HostelworldInsider at Hostelworld. 🌏 Favourite place on earth: London, UK. 🏠 Favourite hostel: Oki Doki Hostel - Warsaw, Poland. Follow my travel adventures and loads of dogs on Instagram @astaclivo 🐶✈️

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.