O Que Visitar No Rio Grande do Norte: Paraíso em terras potiguar

O Que Visitar No Rio Grande do Norte: Paraíso em terras potiguar

Às vezes você se pega pensando no quanto de lugares que existem mundo a fora e que você ainda pode descobrir? Ou talvez lugares que você até tenha ouvido falar, mas que é tão fora do circuito de lugares turísticos que acaba, muitas vezes, passando despercebido e ficando de fora do roteiro? Talvez o Rio Grande do Norte seja um desses lugares. Por sorte, desde pequena sempre viajei muito para o Nordeste com a minha família e tive a chance de vivenciar lugares incríveis e a cultura local. Falando em aeroporto, o estado conta com um dos aeroportos internacionais mais modernos do país: o Aeroporto Internacional de Natal.
Curiosamente, o estado fica entre o Ceará e a Paraíba, e, além disso, possui geograficamente falando o ponto mais próximo do continente africano. Vocês já notaram que em voos rumo ao continente europeu primeiro seguimos pela “borda” do Brasil até chegarmos ao Nordeste e só então passamos a sobrevoar o oceano?
A capital do estado se chama Natal e é lá que começa nossa aventura. A cidade do sol, como é conhecida, tem esse nome por ter sol quase o ano todo; com exceção do período entre março e julho, pois é o período de chuva.

Ponta Negra: e o Morro do Careca

Ponta Negra é o bairro mais conhecido da cidade de Natal por concentrar a maior parte de hotéis e pousadas da região. O cartão postal da cidade, o Morro do Careca, fica nesse bairro. Desde 2004 foi proibida a subida e a descida no morro, por isso foi instalada uma cerca, com o intuito de preservar o local. Diz minha mãe, potiguar nata, que durante sua adolescência subiu várias vezes e era uma sensação incrível estar ali. A duna possui mais de 100 metros de altura! O bairro possui uma vida noturna animada com bastante restaurantes na orla, lojas de artesanato e um shopping mall próximo.
A praia é um destino certo para muitos turistas e locais, que podem apreciar a vista do Morro e o mar fazendo atividades como stand up paddle. A Pousada Natal Pardise oferece não apenas uma hospedagem, mas uma experiência completa do que é estar nesse bairro. Além de ficar apenas a 8 minutos a pé da praia, a casa tem uma varanda com deck de madeira e um jardim relaxante pra aproveitar depois de um dia turistando. Os custos no local vão depender do seu consumo.

📷leandrociuffo

Forte dos Reis Magos: O Brasil foi descoberto aqui?

Reza uma lenda bem antiga que segue na minha família que o Brasil iria ser descoberto bem nessa ponta, mas os ventos fortes levaram as embarcações portuguesas à Bahia. A lenda não tem comprovação nenhuma, mas segue de geração em geração na minha família e no fim das contas até que é bom fantasiar. O Forte, com formato de estrela, possui uma vista linda da cidade e do mar, mas marca, na verdade, um papel importante na história da cidade. Ele foi construído durante o período de colonização do Brasil, em 1598, pelos portugueses. Porém sofreu um ataque e foi dominado pelos holandeses até 1654 quando o domínio voltou para os portugueses. A rota era utilizada por franceses para traficar o pau-brasil.
Se você quiser conhecer mais sobre a história da cidade e sua criação, uma visita ao forte, que hoje é patrimônio histórico, deve ser uma prioridade na sua lista de lugares a visitar! O forte funciona de 8h às 16h, com exceção da segunda-feira, pois está fechado. O ingresso custa apenas três reais. E uma recomendação: Prove o sorvete de rapadura que vendem por lá.

📷@bentavener

Curiosidade: Você sabia que durante a Segunda Guerra Mundial, o Brasil formou uma aliança com países aliados da guerra e com isso, a construção de uma base militar estadunidense foi construída em Natal, por ser ponto estratégico para o continente africano e europeu?

Dunas de Genipabu: Vai um passeio de buggy?

Curiosamente, o nome Jenipabu é original da língua tupi. O que mostra a grande variedade cultural do nordeste brasileiro. A área de proteção ambiental, na verdade, fica dentro de um parque chamado Parque Turístico Ecológico Dunas de Genipabu. O parque possui dunas, uma lagoa de água doce e uma praia. Chegar ao parque é meio complicado, pois por ficar há 20 km da cidade de Natal, a maneira mais fácil de chegar até lá é fechar um passeio diário de buggy: saindo de Natal, fazendo um passeio pelas dunas de Genipabu e depois te levando de volta a Natal.

📷@rosanetour

Vale a pena e é emocionante! Já no parque, você vai atravessar o rio Ceará Mirim em uma balsa. Já nas dunas, o bugueiro vai perguntar se você gostaria de um passeio “com emoção ou sem emoção” e quando você menos percebe: lá está você descendo areia abaixo e se divertindo. Você vai ter a opção de visitar também a Lagoa de Jacumã e descer de “aerobunda” ou “skibunda”. Pra descer a lagoa custam 10 reais adicionais por pessoa. Além de passeios como a Praia de Genipabu e os dromedários. Pra vivenciar essa experiência de um Saara, no estilo Lençóis Maranhenses, é cobrado um valor adicional de 10 reais por pessoa.
O valor de um buggy para quatro pessoas custa aproximadamente 600 reais. Converse com o bugueiro antes de fechar seu passeio, pois você pode personalizar o trajeto. Dica: leve frutas, sanduíches e bastante água e/ou suco, pois você vai ficar o dia inteiro se aventurando. Os locais oferecem opções de restaurante, mas se você é mochileiro como eu e gosta de economizar: anota aí.

Praia de Pipa: Paraíso para os surfistas

A praia de Pipa, ou da Pipa, está sempre cheia independente de ser alta ou baixa temporada. É também uma área de proteção ambiental, pois preserva tartarugas marinhas em toda sua extensão. No município de Tibau do Sul, há 85 km de Natal, a praia tem uma grande variedade de restaurantes, hotéis, vida noturna agitada e oferece atividades para todos os gostos e idades.

📷@rvc

Dica: por ficar situada em um balneário no Litoral Sul do estado, é possível visitar outras praias que ficam na região. Como por exemplo: é possível visitar a Baía dos Golfinhos e poder apreciar alguns golfinhos que por ali estão.
Curiosidade: A Praia de Pipa é como os locais a chamam. A praia da Pipa é como os turistas a conhecem.

Maior Cajueiro do Mundo: Pirangi

Muitos turistas estrangeiros nem sabem que existe a fruta chamada Caju. Por ser proveniente de áreas quentes, é de fato, difícil de ser encontrada. O que normalmente conhecemos é a castanha que é importada mundo a fora. A árvore gigante foi plantada por um pescador local em 1888 e cresceu em proporções inexplicáveis. São cerca de 8500 metros quadrados que são ocupados pelo cajueiro e por safra, são produzidos 80 mil cajus, o que equivale a em média mais de 2 toneladas e meia de caju.

📷@drigoteixeira

As visitas no local ocorrem o ano todo e podem ser guiadas. De setembro a dezembro é época de colheita, com isso é possível também provar da fruta no local. A entrada custa 8 reais.

Maracajaú: Paraíso escondido

Há apenas 55 km de Natal é possível vivenciar um pouco do Caribe brasileiro bem ali em frente dos seus olhos. Indescritível. A comunidade fica situada no município de Maxaranguape (eita nome difícil!) e possui apenas 2.000 habitantes. As principais atrações por lá são o mergulho Snorkelling e o Snorkel com Batismo. Com a maré baixa dá pra mergulhar nas águas cristalinas, mornas e ver a variedade local de peixes. Assim como os corais, que são protegidos ambientalmente. No site local é possível ter uma melhor noção das datas disponíveis, horários e as opções de mergulho: tem opções para mergulhos mais rasos e mais profundos. Os passeios tem duração de aproximadamente de duas horas e os valores variam de 60 a 120 reais.

📷@OtávioNogueira

Se você busca uma opção de turismo que envolva descansar, vivenciar a cultural local e aproveitar o mar e o sol talvez seja essa a opção perfeita. O Rio Grande do Norte é uma região do nordeste com um potencial turístico muito diversificado e com uma importância histórica enorme em nosso país. Mais destinos nacionais incríveis como esse, você confere clicando aqui.

📚 Sobre a Autora 📚

Marie Barbosa é daquelas que coloca o despertador pra tocar a cada dez minutos e ama tirar um cochilo, mas falou em viagem ela é a primeira a acordar e estar com a mala pronta. Não é a toa que está tentando a vida em seu terceiro país, pra acompanhar mais @mariesbarbosa.

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/o-que-fazer-no-rio-grande-do-norte/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Laura Carniel

I'm Laura, Brazilian, and I'm obsessed with dogs, films, sharing good stories with friends and discovering quirky places. Social Media & Content Executive and #HostelworldInsider at Hostelworld. 🌏 Favourite place on earth: London, UK. 🏠 Favourite hostel: Oki Doki Hostel - Warsaw, Poland. Follow my travel adventures and loads of dogs on Instagram @astaclivo 🐶✈️

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.