Nova Zelândia: Ilha Sul ou Ilha Norte? As melhores atrações em cada ilha  

Nova Zelândia: Ilha Sul ou Ilha Norte? As melhores atrações em cada ilha  

Parque Nacional e cenário do filme Senhor dos Anéis são pontos turísticos da Ilha Norte, enquanto a capital dos esportes radicais, Queenstown, fica na ilha sul

 Cavernas, vulcões, águas termais, praias, neve, cultura Maori e esportes radicais: tudo isso (e mais um pouco) é possível encontrar no pequeno território da Nova Zelândia.  Não foi por acaso, que o país foi escolhido para ser cenário do Senhor dos Anéis, as paisagens são mesmo de tirar o fôlego.   Mas entre tantas opções como escolher o melhor passeio? Para te ajudar, separamos algumas dicas de como viajar no país e as principais atrações em cada ilha.

Para começar a viagem, você deve pensar se prefere cruzar o país de carro ou de ônibus. Se estiver em grupo, compensa alugar uma van ou motorhome – assim já economiza na acomodação. Por cerca de R$ 80 por dia, você consegue alugar um motorhome para 4 pessoas.

Já se você está viajando sozinho ou prefere viajar de ônibus, é possível escolher alguns pacotes de empresas como a Kiwi Experience ou o Backpackers Bus . Se você prefere montar seu próprio roteiro, pode comprar trechos separados  pela Intercity . Com antecedência, os bilhetes têm preços bem legais!

Agora que você já sabe como viajar, seguem os melhores destinos para você aproveitar o melhor de cada ilha:

Ilha Norte

Auckland

Auckland é uma das maiores cidades da ilha norte e ponto de partida de muitos viajantes, por isso algumas pessoas até pensam que ela é a capital da NZ – que, na verdade, é Wellington.

É possível explorar a cidade a pé e muitos hostels disponibilizam citys tours diários  de graça! Entre os pontos turísticos, estão os piers em volta do mar (repletos de barzinhos), o mercado de peixes, a Sky Tower e o Albert Park.  A Sky Tower é o cartão-postal de Auckland, com mais de 328 metros de altura e uma vista panorâmica da cidade. Para finalizar a  caminhada, vale à pena passar na Galeria de Arte de Auckland Toi o Tamaki, a entrada é gratuita e ela conta com um coleção bem legal de arte do país e cultura Maori.

Para quem quer investir um pouco mais para conhecer a história do país, a dica é ir ao museu de Auckland, que conta com um acervo  sobre as guerras, a cultura Maori e a história da NZ. Já para finalizar o dia, ir ver o pôr do sol tomando cerveja no Provedor, um barzinho que fica próximo ao Pier 4 e conta com cervejas artesanais e  uma bela vista.

Outro passeio imperdível é a Ilha Waiheke. O barco sai do Ferry terminal de hora em hora e o trajeto dura cerca de 45  minutos. A paisagem por lá é composta por praias e baías de águas cristalinas, além disso, eles oferecem uma ótima culinária e passeios por vinícolas.

Localizada há 170km de Auckland, a península de Coromandel é outro local de praias paradisíacas na ilha norte e uma sugestão para quem vai ficar por um período maior.

Onde ficar em Auckland

Nossa sugestão em Auckland é o Fat Cat Travellers Community. Localizado em uma casa de fazenda, o hostel foi montado por uma comunidade de viajantes e conta com jardins orgânicos, gatos, galinhas, cursos gratuitos de culinária, jardinagem, entre outros.  Todos os dias eles disponibilizam vegetais e jantam juntos.  Café da manhã e estacionamento também estão inclusos na diária.

Taupo

Taupo é um lugar muito especial da ilha norte, pois é lá que fica o Lake Taupo, o maior lago da NZ e o  segundo com maior volume de água na Oceania;  e o Tongariro National Park, o parque mais antigo do país e quarto mais antigo do mundo. Reserve tempo para ele, pois a caminhada  mais famosa, a Tongariro Alpine Crossing, conta com quase 20km e 3 vulcões como cenário. É importante cuidar a previsão do tempo e reservar mais de um dia pela cidade, pois de acordo com o clima não é possível fazer a trilha, além disso, não esqueça de usar roupas adequadas e levar lanches e água.

Outra dica imperdível de passeio em Taupo é a Huka Falls. Uma queda de água azul turquesa de força impressionante, com uma vazão média de 220 mil litros por segundo.  Se quiser ir caminhando até o local, a trilha de 5 km conta com paisagens lindas.  Entre elas, o local onde acontecem os  pulos de bungee jumping no  Waitomo River. Enquanto o sul fica com a queda mais alta  de bungee jumping da NZ, no norte há uma opção de encostar na água durante o salto. No mesmo caminho, fica o  Spa Thermal Park, uma queda d’água quente ao ar livre que forma piscinas naturais. O local é um verdadeiro spa a céu aberto ( e é gratuito).

Onde ficar em Taupo

A sugestão em Taupo é o Tike Lodge, localizado no centro da cidade ele conta com vistas deslumbrantes do Lago Taupo, café da manhã, estacionamento e mapas grátis.

Rotorua

Ao entrar em Rotorua, você já vai sentir que está em um local diferente, o cheiro de enxofre no ar e o vapor que escapa do solo são os primeiros sinais da atividade geothermal da região.  A cidade é conhecida pelas piscinas de lama borbulhante, gêiseres e os parques termais.

A atração principal é o maior parque geothermal da NZ:  o Wai- o –tapo .O nome vem do Maori e significa “águas sagradas”, lá é possível ver diversas atrações geotérmicas. A primeira parada é para a erupção de um geyser, que acontece todos os dias às 10h15 da manhã, a partir daí, o visitante pode  escolher as trilhas preferidas.  As substâncias químicas presentes no solo mudam as cores dos lagos ao longo do caminho, piscinas de lama borbulhante e nuvens de vapor ajudam a tornar o local ainda mais mágico. Os visitantes podem ainda se deliciar  em spas de águas termais ou visitar um vilarejo Maori.

Onde ficar em Rotorua

Nossa sugestão em Rotorua é o Rotorua Central Backpackers.O hostel faz parte da rede Base,  ótima para quem viaja sozinho e quer fazer amigos. Em Rotorua, eles contam uma piscina geotermal ao ar livre.

Hobbiton Movie Set

Para quem é fã do Senhor dos Anéis esse é o momento mais aguardado na viagem pela NZ, para quem não é fã, é preciso decidir se vale a pena pagar o salgado preço da entrada – fica em torno de R$ 250. O cenário é a vila dos Hobbits de J.R.R Tolkien e uma paisagem bucólica cercada por montanhas.  Durante o passeio, o guia vai contando algumas curiosidades do filme e no final  você pode tomar uma cerveja no pub dos Hobbits.

O ideal é fazer esse passeio quando você estiver hospedado em Rotorua.

Waitomo

A atração principal de Waitomo são as cavernas subterrâneas de mais de dois milhões de anos com os Glow Worms. O Glow Worm é uma larva que vive pendurada no teto de cavernas e brilha no escuro. A sensação que você tem ao entrar na caverna, é que você está entrando em um local estrelado.  É possível explorar o local de bote, ou tornar a experiência mais divertida fazendo rafting ou rapel.

Onde ficar em Waitomo

A dica de hostel em Waitomo é o  Junohall YHA Hostel Waitomo. O hostel conta com quadra de tênis, piscina e eles podem te buscar na parade de ônibus, é só avisar com um dia de antecedência.

Ilha Sul

Queenstown

Queenstown é a cidade mais famosa da Ilha sul e é, sem dúvidas, encantadora.  Para quem gosta de esportes, é o local ideal, pois ela é considerada a capital dos esportes radicais. Lá é possível esquiar, saltar de paraquedas ou bungee jump, andar de jet boating, quadriciclo ou fazer rafting, entre outros. Para quem não é tão radical, só curtir as belas vistas da cidade e desfrutar de uma boa gastronomia já é o suficiente. O sorvete da Patagonia e o hambúrguer do Ferg Burguer  são as comidas mais famosas do local. Queenstown também dispõem de uma noite bem agitada para quem curte  a vida noturna.

É possível ter uma bela vista da cidade passeando de gôndola  ou somente subindo a  pé até a Skyline Gondola,  a caminhada é de cerca de 1h para subir e mais 1h para descer.  No mesmo local  é possível fazer corrida com uma espécie de carrinho de rolimã.  Para quem quer se arriscar em uma caminhada mais longa, a opção é a Queenstown Hill Time Walk, são três horas até o cume do Monte Te Tapu Nui, que garante uma linda paisagem ao final.

Para os mais radicais, dá para pular de parapente, fazer um passeio em lanchas rápidas ou uma trilha de motorbike. Se você preferir algo mais tranquilo, um passeio à beira do lago Wakatipu ou pelo Jardim botânico já é suficiente para aproveitar a cidade. No pôr do sol, os restaurantes com vista para o lago são a melhor opção.

Onde ficar em Queenstown

Quer uma experiência de hostel diferente? O Absoloot Value Accomodation oferece uma sala de Games com PlayStation, X-Box e Wii. Sem falar na cozinha com vista para o lago e montanhas e funcionários super gentis. Não é por acaso que foi considerado o melhor hostel da NZ.

Fiordland National Park

Próximo à Queestown, fica o Fiordland National Park, Patrimônio Mundial pela Unesco, que abriga os fiordes de Milford e Doubtful Sounds. O cenário composto por penhascos íngremes e águas azuis é quase  inacreditável e é considerado o principal ponto turístico da Nova Zelândia. Durante o caminho até o parque, é possível já ir admirando belas paisagens. Entre as paradas obrigatórias, estão a floresta de faia e os Mirror Lakes que são lagos que formam espelhos para a paisagem.

É possível pegar uma excursão diária de Queenstown ou então ir de carro até a entrada e de lá pegar um barco.  Se você tiver sorte, golfinhos, baleias ou pinguins podem fazer parte do passeio.

Nossa dica é fazer o passeio quando você estiver hospedado em Queenstown.

Mount Cook National Park

No caminho para chegar ao  Aoraki Mount Cook National Park,   já é possível avistar a magnitude dos 3.754 metros  de altura do Mount Cook de muito longe na estrada.  Pelo caminho, o lago Pukaki torna a paisagem ainda mais encantadora é quase impossível não parar para tirar algumas fotos. São 23 picos que compõem essa montanha repleta de neve e o reflexo da montanha na água azul do lago faz com que o cenário seja fascinante.

No parque é possível escolher diferentes opções de trilhas, de opções mais fáceis até escaladas. A sugestão é a Hooker Valley Track, com duas horas de duração, trajeto acessível e bem sinalizado.  Todo caminho pelo parque  é repleto de lagos e glaciares e à noite o show fica por conta do céu, na única reserva de céu escuro da Nova Zelândia.   Para quem quiser chegar pertinho do gelo, é possível fazer um passeio de barco.

Onde ficar em Mount Cook Nationak Park 

Nossa dica de hostel é o YHA (Youth Hostel Association of New Zealand) , uma organização sem fins lucrativos que existe para receber viajantes no mundo todo. Com acomodação a um preço acessível e com qualidade, a rede é sempre muito bem avaliada principalmente em critérios como localização, funcionários e limpeza.

Tekapo

Do Mount Cook, a próxima parada é o Lago Takapo. O local é pequeno, mas a paisagem é muito bonita e  o show mesmo acontece durante a noite,  pois a cidade tem um dos melhores céus do planeta para se observar as estrelas.  O ideal é subir o Mount John Observatory.

Durante o dia, o tom da água impressiona e um belo cartão postal é a Igreja do Bom Pastor, construção que é um marco na região.

Onde ficar em Tekapo

Com vista para o lago,  o Lake Tekapo Backpackers Lodge oferece uma ótima estrutura em madeira e pedra, incluindo uma área externa para churrascos e uma área interna com lareira. Fica há apenas 10 minutos da cidade.

Wanaka

Wanaka é uma cidade próxima a Queenstown, com um lindo lago, parques e restaurantes à beira da orla.  Lá também é possível fazer esportes radicais e é onde rolam  a maioria dos pulos de paraquedas na ilha sul.

Um passeio imperdível é a ida ao parque Mount Aspiring National Park e a trilha que leva ao glacial Rob Roy. São 4h de caminhada em um trajeto de 10 km ida e volta.  Esse é um dos picos mais altos da Nova Zelândia e o cenário é composto por montanhas, geleiras, vales fluviais e lagos.  São diversas trilhas para  atravessar as montanhas. No passado, a área era rota dos Maoris.

Onde ficar em Wanaka

O Wanaka Bakpaka é a nossa dica, ele conta com uma linda vista do lago, trocas de livros, estacionamento e mapas da cidade gratuitos. A área de jantar e lazer não tem TV, para que os viajantes possam interagir entre si.

Dicas de passeios

Para reservar passeios, o site bookme.nz sempre oferece ofertas e descontos.

📚 Sobre a Autora 📚

Ananda Unmani é jornalista e chef por formação e uma apaixonada por café, comida e hostels. Buscadora espiritual, acredita que viajar é uma forma de expandir o nosso mundo, aprender, compartilhar e estar mais conectado com o momento presente. Você pode seguir suas aventuras no seu Instagram, Blog e Youtube.

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/nova-zelandia-ilha-sul-ou-ilha-norte/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Laura Carniel

I'm Laura, Brazilian, and I'm obsessed with dogs, films, sharing good stories with friends and discovering quirky places. Social Media & Content Executive and #HostelworldInsider at Hostelworld. 🌏 Favourite place on earth: London, UK. 🏠 Favourite hostel: Oki Doki Hostel - Warsaw, Poland. Follow my travel adventures and loads of dogs on Instagram @astaclivo 🐶✈️

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.