Razões para conhecer as ilhas paradisíacas da Bahia

Razões para conhecer as ilhas paradisíacas da Bahia

O grande Dorival Caymmi começa esse texto por mim e pergunta: “Você já foi à Bahia, nêga? Não? Então vá!”. É simples assim mesmo, vá, porque esse Estado é pra lá de encantador. Mas vá além de Salvador e de Porto Seguro, fuja do óbvio e esteja de coração aberto para desbravar as ilhas e penínsulas baianas, porque, pode confiar, você vai se surpreender. Aqui eu te mostro alguns motivos que despertarão aquela vontade de aproveitar esse litoral:

Não é lotado, é sossego puro

Um dos pontos mais positivos das ilhas é, sem duvidas, a exclusividade. A grande maioria das praias é praticamente deserta, uma tranquilidade só, deixa todo o caos da cidade grande para trás, você acaba descobrindo paraísos particulares. E vamos combinar que isso traz uma liberdade muito maior para aproveitar, né?

Se você achou que sossego era sinônimo de tédio, você achou errado: aqui tem bons drinks para animar a noite

É sossegado, é tranquilo, é quase exclusivo mesmo, mas isso não quer dizer que não exista agitação. Quem procura sempre acha e nas praças principais das ilhas tem bastante movimento à noite, com aquelas barraquinhas oferencendo drinks com frutas deliciosas.

A dica é provar uma capirinha de cacau com biribiri, já que bebida mais típica que essa é impossível! É uma delícia, doce com azedinho na medida certa. De quebra, termine a noite provando também uma caipirinha de seriguela e só mais uma de tamarindo. Ah, e claro, para quem não curte álcool, os sucos dessas frutas também são incríveis e a água de coco custa entre R$ 1,00 e R$2,00.

Desfrute do tempero baiano com preços mais atrativos

Dorival segue cantando para gente e nos diz que: “Lá tem vatapá, Então vá! Lá tem caruru, Então vá! Lá tem munguzá, Então vá! Se “quiser sambar”, Então vá!”. Lá tem tudo isso mesmo, ressaltando que, especialmente nas ilhas, os frutos do mar são super frescos e, devido à maior oferta, o preço também é menor. Da pra esbanjar na moqueca mesmo com orçamento mochileiro.

Aproveito para dar a dica do melhor polvo do universo: feito na única barraca da praia de Tassimirim, em Boipeba. A barraca fica literalmente na areia e a comida, feita no fogão a lenha, é dos deuses.

Comece a aproveitar a viagem já no caminho

Para chegar às ilhas você irá pegar um (ou vários) barcos e já dá para ir aproveitando a aventura a partir deste momento. Nem todos os barcos são desconfortáveis, têm várias opções, então dá tranquilamente para curtir o caminho, deslizando pelo marzão da bahia e, quem sabe, pegar até um por do sol na água, o que é uma experiência única.

A ilha de Boipeba: praia da Cueira, Tassimirim, Moreré e Ponta dos Castelhanos

Boipeba é, literalmente, um paraíso. Super preservada, a ilha traz toda a combinação das águas transparentes, quentes, mansas, comida boa e barata bem na areia – com rede na maioria dos restaurantes para aquela soneca depois do almoço. Acho que foi a água mais clara que eu já vi no Brasil, sem exagero.

Saindo da cidade (velha boipeba), você consegue ir andando até as duas primeiras praias e, para as outras, vale muito a pena fazer um passeio de barco que dá a volta completa na ilha, ele te leva especialmente a Moreré, que parece que foi desenhada pelos deuses – só indo até lá para conferir.

E para aproveitar completamente sua viagem pela ilha, fique no aconchego do Abaquar hostel, que é repleto de verde por todos os lados e tem um ambiente bem zen, com aula de yoga e tudo. A diária custa R$ 50,00 e inclui um café da manhã maravilhoso. O hostel tem nota 9,4, vale muito conferir.

Morro de São Paulo: a mais badalada da região

Morro de São Paulo é um vilarejo simpático localizado na ilha de Tinharé, a 60 km de Salvador, sendo a ilha mais fácil de chegar saindo da capital. Por lá existem 5 praias principais (a primeira, segunda, terceira, quarta e quinta praia, que ficam mesmo uma seguida da outra), super famosas e mais agitadas, que atraem também muitos estrangeiros. O visual de todas é muito lindo, tem muita oferta de mergulho e trilhas e, para completar, você ainda pode descer na maior tirolesa do Brasil sobre essas praias! A dica é descer pela tirolesa durante o pôr do sol.

Para completar, morro de São Paulo ainda tem um hostel INCRÍVEL! No Che Lagarto Morro de São Paulo você encontra a melhor vibe da ilha, gente animada, sinuca, pingue pongue, localização excelente, staffs prontos para ajudar em tudo que for preciso. Sem duvidas, neste lugar você terá uma vivência completa!

Península de Maraú: Taipu de fora e Barra grande

A Península de Maraú foi abençoada por um litoral que é parte voltado para o oceano e parte para a Baía de Camamu. Então, no lado do oceano, a boa é ficar de olho na tábua das marés e, na época de maré baixa, mergulhar nas piscinas naturais de Taipu de fora. É um cenário lindo composto pelos coqueiros e a água cristalina e, de quebra, vários bangalôs em frente ao mar para descansar. Essa combinação é uma experiência incrível que só esse lugar te proporciona.

Para aproveitar mais um dia, pegue um barco de Maraú e chegue até Barra Grande, outra praia maravilhosa, e, na parte da tarde, vá até a Ponta do Mutá para ver um por do sol deslumbrante.

Caraíva

Caraíva é um presente do litoral sul da Bahia, que celebra o encontro do rio com o mar. Sendo um dos destinos mais “roots” do Estado, por lá não circulam carros e as ruas ainda são de areia, o que torna toda a experiência ainda mais charmosa. A vila traz aquela paz boa das ondas quebrando, tons azuis-esverdeados no mar, as falésias para completar a paisagem e uma iguaria deliciosa: o famoso pastel de arraia.

Nessa região, o destaque é para a Praia Barra Velha, que faz parte da reserva indígena Pataxó e é super preservada. Para quem prefere as praias mais desertas, a Praia do Satu é a melhor opção, fica a 4km da praia de caraíva e, além da linda água clarinha, ainda ostenta duas lagoas, uma de água doce e outra de água salgada.

Ah, e claro! Para fechar com chave de ouro tem que curtir o Rio Caraíva da melhor forma: descende de boia pela correnteza, deixando a vida te levar – literalmente.

Acho que nasceu por aí aquela vontade de conhecer esses paraísos dentro desse Estado que já é tão amado, né? Caymmi vem para finalizar e nos diz, ao pé do ouvido, que “tudo, tudo na Bahia faz a gente querer bem, a Bahia tem um jeito, que nenhuma terra tem!”. Então vai lá e me conta se ele e eu temos razão sobre isso.

📚 Sobre a Autora 📚

Sou a Alice Maffucci. Depois de morar em Nova Iorque, em Lisboa e na Colômbia, assumi que sou dona de um “coração vagabundo que quer guardar o mundo em mim” e de um desassossego permanente na alma que, vira e mexe, me faz por a mochila nas costas – sempre com um livro de poesia dentro. Posto meus devaneios sobre esse mundo aqui no meu Instagram.

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/ilhas-paradisiacas-da-bahia/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Laura Carniel

I'm Laura, Brazilian, and I'm obsessed with dogs, films, sharing good stories with friends and discovering quirky places. Social Media & Content Executive and #HostelworldInsider at Hostelworld. 🌏 Favourite place on earth: London, UK. 🏠 Favourite hostel: Oki Doki Hostel - Warsaw, Poland. Follow my travel adventures and loads of dogs on Instagram @astaclivo 🐶✈️

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.