Guia para seu mochilão na Indonésia

Guia para seu mochilão na Indonésia

Contando com o impressionante número de 17.000 ilhas, a Indonésia é um dos países mais fascinantes e diversos do planeta. Desde macacos adoráveis a templos antigos, dragões de Komodo a muitas festas, não é a toa que o país entrou na lista de viagem de muitos mochileiros. O tamanho do país e o número de opções podem fazer com que seja difícil escolher onde visitar, então nós pedimos para os nossos mochileiros mais experientes para dar todas as suas dicas de onde visitar na Indonésia.

  1. A melhor época para visitar a Indonésia
  2. Eu preciso de um visto para entrar na Indonésia?
  3. Viajando pela Indonésia
  4. Custos de uma viagem para a Indonésia
  5. Onde ficar na Indonésia
  6. Itinerário pela Indonésia
  7. Comida na Indonésia
  8. Cultura e religião na Indonésia
  9. Conselhos de viagem para a Indonésia

A melhor época para visitar a Indonésia

Recomendado por Oriana Diplacido

Com temperaturas na média de 28 graus e nível de humidade entre 70% e 90%, o clima tropical da Indonésia é o paraíso perfeito para fugir do frio, especialmente para viajantes que querem escapar o gelo do Canada ou o clima super cinza de Londres. As ilhas da Indonésia são um verdadeiro paraíso para qualquer mochileiro… se você for lá na época certa. O clima do país também tem períodos de chuva torrencial, humidade super intense e quase nada de vento para amenizar o calor em certas regiões.

Miradouro Pianemo, Ilhas Raja Ampat . 📷 @jackson.groves

Estações da Indonésia

As estações da Indonésia podem ser divididas em duas partes muito distintas durante o ano: a estação de chuvas e a estação seca. Na maior parte do país, a estação de chuvas começa em setembro e vai até março, enquanto a estação seca acontece de abril à agosto.

Mesmo que não tenha uma “má época” para visitar o país, eu diria que os melhores meses para visitar a Indonésia seria em maio, junho e setembro; você vai evitar a alta temporada com todos lugares lotados e, além disso, o clima ensolarado e quente são mais agradáveis para viajar. Só não esqueça de levar sempre uma garrafa da água, uma vez que a estação seca pode ser muito quente! Você também tem que manter em mente que o começo e o final da estação seca podem variar um pouco de acordo com as regiões do país.

A estação de chuvas da Indonésia podem trazer águas agitadas, chuvas tropicais intensas e alagamentos. Isso pode causar condições realmente não ideais para mochileiros que querem fazer mergulho, explorar lugares remotos ou subir montanhas como a  Mt Bromo ou Mt Rinjani. Durante a estação de chuvas, mares super agitados também podem fazer com que viajar de barco entre as ilhas seja perigoso, então é melhor tentar planejar a sua visita durante a estação seca se você quer fazer esse tipo de atividade. A notícia boa é que dependendo do seu plano de viagem, você não precisa deixar com que os dias chuvosos arruinem o seu humor (e viagem)!

Durante a estação de chuva, a chuva tipicamente começa durante a tarde e dura algumas horas, então você pode aproveitar esse tempo para experimentar pratos locais deliciosos como o gado-gado ou nasi goreng em um warung  local (pequenos restaurantes ou café). Ocasionalmente, a chuva não vai parar até a noite, mas um guarda-chuva ou capa de chuva (que você vai encontrar para comprar em muitas lojas), vai te ajudar a continuar a sua viagem sem problemas.

Feriados nacionais: Eid al-Fitr

Lebaran, também conhecido como Eid al-Fitr, é um feriado religioso de dois dias celebrado por muçulmanos e feriado nacional na Indonésia. Eid al-Fitr acontece durante dias diferentes dependendo do ano (normalmente acontece entre abril e junho), mas pode afetar os seus planos de viagem durante todo o mês. Durante esse período, vôos e outras formas de transporte ficam muito mais caros, acomodação fica menos disponível, o trânsito fica super engarrfado e horas de funcionamento do comércio podem mudar.

Eu preciso de um visto para entrar na Indonésia?

Recomendado por Vicki Garside

De acordo com o Portal Consular, brasileiros (junto com mais de 100 países) podem obter um visto de até 30 dias na chegada ao país. Se você quiser ficar mais tempo do que isso, você também pode optar por um visto que custa 35 dólares que vai te permitir aumentar o seu tempo no país por mais 30 dias.

Se você quiser fazer isso você mesmo, você vai precisar ir três vezes em um escritório de imigração na Indonésia, mas você também vai encontrar vários agentes de visto que podem te ajudar. Esse serviço geralmente involve eles pegarem o seu passaporte e fazerem todo o trabalho de irem até os escritórios por você.

Swimming in IndonesiaRaja Ampat Islands. 📷 @jackson.groves

Então, eles vão te avisar quando o seu visto ficou pronto e você pode ir para o “visa hall” – onde eles vão estar te esperando para te ajudar – para tirar a sua foto, estampar o seu passaporte e pronto! Eles costumam cobrar em torno de 50 dólares por esse serviço, o que pode ser muito mais barato do que pegar um vôo para outro país e voltar para a Indonésia para estender o seu visto. Porém, tenha em mente que você tem que estar perto de um “immigration hall” nas últimas duas semanas do seu visto inicial, então isso pode não ser uma boa ideia se você está planejando viajar para lugares mais remotos.

A extensão do visto pode demorar entre 7 e 10 dias úteis, então leve isso em consideração. Assim que for aprovado, o visto vai começar assim que o seu visto inicial termina e vai cobrar 30 dias do calendário (não necessariamente um mês), incluíndo a data que o visto foi concedido. Tenha cuidado para não ficar mais tempo do que o seu visto permite, uma vez que tem uma multa em dinheiro (atualmente é cerca de 300,000IDR ou 21 dólares por pessoa e por dia, mas isso pode aumentar sem aviso prévio).

Viajando pela Indonésia

Recomendado por Oriana Diplacido

Se você quer visitar o maior arquipélago do mundo, você vai poder escolher entre ônibus, aviões, trens, barcos e todo o tipo de transporte de duas ou quatro rodas, o que faz com que seja super prático conhecer todas as maravilhas culturais que as ilhas da Indonésia tem para oferecer. Na maior parte das vezes, viajar pela Indonésia é um jeito super fácil e interessante de conhecer a cultura, mas você tem que estar preparado para inevitáveis atrasos, muito trânsito e medidas de segurança mais flexíveis do que as que você está provavelmente acostumado.

Backpacking Indonesia - Bike📷@jackson.groves

Ônibus entre cidades

Muito longe de serem luxuosas, os ônibus intermunicipais da Indonésia vão te levar do ponto A ao ponto B. Geralmente tem duas ou três classes diferentes para você escolher, então preste atenção nisso quando você estiver comprando o seu ticket. A classe que você escolher pode significar passar horas em um ônibus com paradas super frequentes, pessoas fumando e sem ar condicionado ou passar bem menos tempo e um ônibus expresso relativamente confortável com ar condicionado e banheiro. Você geralmente tem que reservar o seu ticket com antecedência ligando para fazer uma reserva ou indo ao terminal de ônibus no dia anterior. E não se esqueça, você precisa ir na estação pelo menor uma hora antes do horário de saída para pegar o seu bilhete e garantir o seu lugar.

Balsas entre as ilhas

Se você estiver viajando pelo maior arquipélago do mundo, parece lógico falar que você vai ter que pegar barcos entre as ilhas. Barcos Pelni são os que tem a melhor reputação no país. O site deles tem as informações das rotas e preços, mas pode ser que seja meio difícil para você entender uma vez que a maior parte está em indonésio e você vai precisar comprar os seus tickets com antecedância em um dos escritórios da Pelni. Barcos podem ser uma ótima experiência de viagem (mesmo que as vezes te deixem meio enjoado), e, mesmo que você não tenha normalmente enjôo causado por movimento, eu te recomendaria trazer alguns remédios para isso e achar um lugar para sentar ao ar livre.

Às vezes você vai ter que usar empresas que são menores ou com uma reputação não tão boa para viajar entre as ilhas, então aqui vão algumas coisas para levar em mente quando estiver viajando de barco. Águas agitadas e tempestades são coisas para você prestar atenção quando for viajar de barco. Se você estiver em dúvida sobre o clima ou as condições do barco, é melhor você atrasar os seus planos de viagem ou mudar a rota, se possível. Lembre-se a segurança vem primeiro!

Avião

Mesmo que barcos oferecem muitas possibilidades de conexão entre as principais ilhas da Indonésia, voar normalmente é a opção mais rápida, com várias opções de empresas da Indonésia prontas para te levar para o próximo destino. Vale a pena dizer que empresas áereas do país geralmente tem uma reputação não tão excelente. Sendo uma viajante meio nervosa, eu sempre tento reservar vôos com a Garuda Indonesia (de londe a com melhor reputação e preço de todas as empresas Indonésias) ou AirAsia.

Eu tive ótimas experiências com essas duas empresas, mas eu também conheço pessoas que voaram com empresas menores como LionAir, Wings Air, Batik Air, e Citilink que disseram que tiveram uma boa experiência sem grandes problemas. Se você escolher voas com uma dessas empresas menores, esteja preparado para a sua experiência equivaler ao preço que você pagou, o que significa assentos pequenos, sem muita permissão de bagagem e cancelamentos e atrasos frequentes.

Ojek

Ojek, também conhecido por táxi de moto, é um ótimo jeito de se movimentar no país se você não quiser colocar as suas habilidades de direção à prova nas ruas super agitadas da Indonésia. Anúncios de aluguel de Ojek podem ser encontrados espalhados pelas cidades, mas um jeito bem mais fácil de contratar esse serviço é usar o aplicativo  Go-jek.

Assim como o Uber, o Go-jek é um serviço de táxi de moto super popular que te permite pedir uma moto (go-ride) ou um carro (go-car) para te buscar e te deixar no seu destino por uma quantia já determinada. Eu usei isso durante minha estadia na Indonésia e foi ótimo.

Entre os muitos motoqueiras e veículos pequenos passando por você, você provavelmente vai notar uma coisa meio estilo bicicleta chamado becak. Com espaço suficiente para duas pessoas, o becak vai estar disponível para você andar curtas distâncias e você vai ver muitos locais usando isso para carregar as coisas do mercado de volta para a casa. É muito rato ver turistas usando um becak, mas é um preço super justo e uma experiência de transporte na Indonésia super autêntica.

Custos de uma viagem para a Indonésia

Recomendado por Vicki Garside

Moeda na Indonésia

A moeda na Indonésia é a Rúpia Indonésia (IDR)

Taxa de câmbio e trocando dinheiro

Nos últimos 18 meses (2017-2018) a taxa de câmbio do dólar para o IDR ficou estável entre 13,500-14,000 IDR para 1 USD (RS3.80). Com tantos zeros envolvidos, fica mais fácil usar um número para arredondar, por exemplo 5USD = 70,000IDR ( R$27=100,000IDR)

O melhor lugar para trocar dinheiro na Indonésia é em uma das muitas lojas na rua. Eles normalmente tem os valores listados do lado de fora e todos eles oferecem mais ou menos a mesma taxa sem comissão. Esses lugares para trocar dinheiro são muito comuns em Bali e outros lugares muito turísticos no país, mas não tanto em partes menos conhecidas por turistas. Você também vai encontrar muitos caixas eletrônicos pelo país que você pode sacar dinheiro diretamente em rúpias indonésias, mas geralmente isso tem uma taxa e também uma cobrança do seu banco.

Os lugares que trocam dinheiro aceitam muitos tipos diferentes de moeda, mas tenha cuidado ao usar eles. Um golpe muito comum (especialmente para turistas de primeira viagem), é contar o dinheiro na sua frente e assim que você confirma que está tudo certo, eles  pegam o dinheiro de volta e viram de costas para você para colocar em um envelope e então removem algumas das notas. Para evitar isso, coloque o dinheiro que você quer trocar no balcão; permita que o vendedor conte a moeda local na sua frente. Depois conte de novo o dinheiro você mesmo e se a quantia estiver correta, não coloque o dinheiro novamente no balcão.

Backpacking Indonesia @jackson.groves KOMODO LIVEABOARD 2 CROPPED📷@jackson.groves

Média de preço

A Indonésia é um país super amigável para o bolso do mochileiro. Se você estiver feliz em comer comida local, um prato completo pode te custar em torno de R$6-R$10, e se você quiser comer em qualquer um dos 5* restaurantes (como aqueles em Seminyak) o custo típico vai ser entre  200,000-300,000IDR (R$60-R$75) por pessoa por jantar, incluíndo drinks.

A média de preço de algumas coisas:

1L água: 10,000 – 15,000 IDR

Refeição 30,000 – 60,000 IDR

Cerveja grande (em uma loja): 40,000 – 50,000 IDR

Cerveja grande (em um bar ou na praia): 60,000 – 90,000 IDR

Cocktail: 70,000 – 150,000 IDR

Copo de vinho: 70,000 – 130,000 IDR

Uma hora de massagem: 80,000 IDR

Manicure/pedicure: 35,000 – 45,000 IDR

Onde ficar na Indonésia

Recomendado por Hostelworld

Com quase 300 hostels nas 43 cidades da Indonésia, é muito fácil explorar o país sem estourar a sua conta bancária. De fato, a Indonésia tem alguns dos hostels mais lindos do mundo e as camas em dormitórios custam em torno de R$25 – um preço super acessível para mochileiros. Escolhemos os melhores hostels em destinos chaves pelo país:

Bali

É muito difícil escolher somente um hostel em Bali, quando tem tantos! O The Farm em Canggu é o nosso escolhido, com uma piscina, terraço, ar condicionado e muito mais.

Descubra mais hostels em Bali

Best hostels in Bali @emilyallison1994 The Farm HostelThe Farm Hostel 📷: @emilyallison1994

Jakarta

Veja toda a energia da capital do país no Six Degrees. Aproveite yoga ao nascer do sol no jardim no terraço e café bem na sua porta.

Descubra mais hostels em Jakarta

West Java

Bandung

Buton Backpacker Lodge tem camas em pods, café da manhã e uma ótima cozinha para você cozinhar.

Descubra mais hostels em Bandung

Central Java

Yogyakarta

Novo e moderno, o  Pondok Sare hostel tem a incrível nota de 9.2! E os quartos super estilosos tem cortinas individuais.

Descubra mais hostels em Yogyakarta

East Java

Kabupaten Jember

Esse hostel super estiloso InnBox Capsule Hotel tem camas super confortáveis e café da manhã gratuito assim que você acordar.

Descubra mais hostels em Kabupaten Jember

Malang

Pondok Backpacker dá chinelos para os seus hóspedes, assim como outras mordomias como chapinha e wifi gratuito em todo o hostel.

Descubra mais hostels em Malang

Surabaya

Tab Capsule Hotel

é uma experiência futurística para dormir. Cada pod tem a sua TV individual e uma cama super confortável.

Descubra mais hostels em Surabaya.

Gili Islands

Gili Air

Se você gosta de Super Mario, então você não pode deixar de visitar o hostel que tem uma piscina em formato de cogumelo – Begadang.  Esse hostel incrível tem muitos espaços sociais, perfeito se você quer fazer novos amigos de viagem.

Descubra mais hostels em Gili Air

Gili Meno

Durma sob um céu estrelado no Gili Meno Eco Hostel. Eles tem bungalows de bambu incríveis e você vai acordar com o som do mar e passar o dia nadando com tartarugas.

Descubra mais hostels em Gili Meno

Backpacking Indonesia @josefiinebjork Gili Meno Eco HostelGili Meno Eco Hostel 📷: @josefiinebjork

Gili Trawangan

Essa ilha festeira tem muitos hostels perfeitos para você curtir e o  Gili Mansion é um dos melhores. Não deixe de aproveitar a piscina para se recuperar da ressca e churrascos nos domingos.

Descubra mais hostels em Gili Trawangan

Karimunjava Island

O colorido hostel The Happinezz Karimunjawa vai te ajudar com tudo o que você precisa durante a sua aventura na ilha. Snorkelling, scootering, trilhas, kayaking –até mesmo câmeras abaixo da água.

Descubra mais hostels em Karimunjava Island

West Nusa Tenggara

Lombok

Relaxe no novo hostel Surf Hostel Lombok que fica em uma tradicional casa da Indonésia. Pratique sua vibe surfista pegando ondas ou a sua serenidade no yoga shala.

Descubra mais hostels in Lombok

Kuta Lombok

Não se esqueça de trazer seu skate quando você se hospedar no Pipes Hostel para que você possa experimentar a sua pista de skate! Além disso, eles tem uma piscina maravilhoso e um jardim tropical.

Descubra mais hostels em Kuta Lombok

East Nusa Tenggara

Labuan Bajo

Se você estiver visitando Komodo National Park, então o La Boheme Bajo é um lugar mágico para você ficar. Ele fica na beira do rio, então você pode sentar no terraço e aproveitar a vista do parque.

Descubra mais hostes em Labuan Bajo

Backpacking Indonesia @gililaboheme La Boheme BajoLa Boheme Bajo 📷:@gililaboheme

North Sumatra

Medan

O hostel super chique e estiloso MM Capsule Hostel vai fazer a sua viagem para Medan ainda melhor. A maravilhosa cozinha, espaços sociais minimalista e as camas em formato de cápsula são imperdíveis.

Descubra mais hostels em Medan

West Kalimantan

Pontianak

Canopy Center Guesthouse vai fazer com que você queira muito visitar Pontianak. Conheça os locais super criativos, experimente café recém feito e fique em dormitórios ensolarados para uma experiência super autêntica.

Descubra mais hostels em Pontianak

Itinerário pela Indonésia

Recomendado por  Cheeky Passports

Levando em consideração o tamanho do país e as muitas ilhas, planejar uma viagem para a Indonésia pode parecer uma tarefa difícil mesmo para os viajantes mais experientes. O país é dividido em muitas regiões com clima, cultura e atrações muito diversas. Mochileiros podem escalar vulcões ativos, fazer escaladas na selva e nas montanhas, olhar macacos no seu habitat natural, visitar vilas e tribos tradicionais, relaxar na praia e explorar uma das vidas marinhas mais incríveis do planeta!

Com tanta coisa acontecendo na Indonésia, planejar um itinerário pode parecer difícil e, de fato, não tem como explorar tudo o que o país tem a oferecer em poucas semanas. No entanto, se você planejar o seu itinerário certinho, você vai conseguir colocar várias experiências incríveis no seu plano, junto com algum tempo para só ficar na praia sem fazer nada.

Se algumas semanas é tudo o que você pode pagar nesse momento, você deveria considerar fazer rotas clássicas como Java e Bali, ou Bali, Lombok e Flores. Alguns viajantes preferem sair da rota turística e preferem passar mais tempo em  Sumatra, Sulawesi ou Raja Ampat. A grande diversidade do país permite que você tenha muitas opções de rota dependendo do seu tempo, quanto dinheiro você quer gastar ou as coisas que você gosta. A Indonésia tem realmente de tudo.

Java e Bali

Se você está planejando explorar Java e Bali, o melhor jeito de fazer isso é a partir de uma conexão com Jakarta. A capital do país é localizada na ilha de Java. Eu recomendo que você vá para Yogyakarta com um vôo super rápido. Você também pode fazer essa viagem em um dos muitos trens diários entre as duas cidades, com uma jornada em torno de oito horas.

Backpacking Indonesia @jackson.groves SEKUMPUL WATERFALL BALI CROPPEDSekumpul Waterfall, Bali 📷@jackson.groves

Dias 1-3: Yogyakarta

Três dias em Yogyakarta vão te permitir visitar os famosos templos de Borobudur  e Prambanan (considere comprar a opção de ingressos conjunto se você quiser visitar os dois), visitar o castelo de água e a mesquita embaixo da água no distrito de Kraton, aproveite comida típica da região na rua Malioboro e de repente até faça uma viagem de um dia para o vulcão Merapi.

Dias 4-7: Karimunjawa

Se você está procurando por férias super relax, você devveria considerar visitar o grupo de ilhas Karimunjaw, onde as praias de areia branca combinadas com coqueiros faz com que realmente pareça o paraíso. A maior parte dos hostels podem ser encontrados nas Ilhas Karimunjawa, a ilha principal do arquipélago. Então ficando por lá vai te permitir acessar outras ilhas através de viagens compartilhadas de barco, geralmente organizadas pelos hostels para seus hóspedes.

A Ilha Karimunjawa tem uma floresta de manguezal e praias lindas que ficam ainda melhores durante o pôr do sol e o melhor jeito de chegar é alugando um scooter. Não deixe de visitar o mercado noturno depois do pôr do sol para comprar peixe super barato.

Dias 8-10: Trilha do Vulcão

Para vistas espetaculares e uma trilha não tão difícil, vá para o leste em direção ao Monte Bromo e Kawah Ijen, dois dos vulcões mais populares em Java. Mesmo que seja muito fácil comprar tours para visitar os dois lugares em muitos lugares em Java, também é muito fácil fazer isso de maneira independente usando transporte público entre dois ou três dias. Essa é a opção menos confortável, e também conhecida por ter vários golpes contra turistas, então seja cuidadoso e faça a sua pesquisa.  Você não pode perder o pôr do sol no Monte Bromo, as chamas azuis e os lagos acídicos (as vezes escondidos por vapores de enxofre) em  Kawah Ijen!

Dias 11-14: Bali

Kawah Ijen fica localizado perto de uma cidade chamada Banyuwangi, que tem conexão de trem com a Ilha de Bali. Se você estiver fazendo um tour para visitar Ijen, é comum que você tenha transporte para Bali incluído também. Vamos fazer um itinerário de Bali mais completo mais abaixo, mas você deveria passar pelo menos 4 dias explorando a ilha, possivelmente incluíndo uma viagem de um dia para as Ilhas Gili.

Bali, Lombok e Komodo

Outro itinerário de duas semanas muito popular na Indonésia cobre as ilhas de Bali e Lomboko, com uma viagem curta para as Ilhas Gili, terminando com uma viagem de um dia para a Ilha de Flores. Na viagem de barco, você vai parar na praia e lugares para fazer snorkelling, especialmente perto do Parque Nacional de Komodo, onde você pode ver os famosos dragões de Komodo.

Dias 1-4: Bali

Mesmo que a gente vá fazer um itinerário de Bali mais detalhado nesse artigo, eu recomendo que você passe pelo menos quatro dias explorando as principais atrações da ilha. O melhor jeito de fazer o maior número de coisas em um tempo curto é alugando a sua própria scooter ou um motorista particular durante a sua estadia.

Dias 5-9: Gili Islands e Lombok

Backpacking Indonesia - Sunset Gili IslandsPôr do sol na Ilha Gili Trawangan 📷 @jackson.groves

Depois de ir embora de Bali, você pode ir direto para as ilhas Gili em um barco. Ou você pode ir para Lombok de barco, balsa pública ou pegar um avião e de lá visitar as Ilhas Gili.

Passe alguns dias relaxando nas praias das ilhas Gili, fazendo snorkelling, surfando e nadando. Você vai encontrar mercados noturnos, yoga, passeios à cavalo e muitos bares para comer e beber se você precisar aumentar a sua energia.

Em contraste com as ilhas Gilis, Lombok não é uma ilha pequena, tendo muitas atrações e lugares para explores, então em um itinerário de duas semanas, você poderá apenar explorar um pouco do que Lombok tem para oferecer.

É muito fácil perder a noção do tempo quando você estiver em Lombok, uma vez que você vai passar o dia na água, relaxando na praia ou fazendo exercício escalando o Monte Rinjani, o segundo maior vulcão da Indonésia.

Com trilhas super íngremes, fazer uma escalada no Montte Rinjani não é aconselhável para quem é inexperiente. Só quem tem experiência e muita disposição para um desafio deve viver essa aventura e experienciar um pôr do sol maravilhoso no topo. Se você não incrivelmente fit, você também pode fazer a trilha no seu próprio passo de uma maneira mais leve.

Dias 10-14: Parque Nacional de Komodo e Labuan Bajo

Backpacking Indonesia - Komodo

Backpacking Indonesia - Komodo dragonKomodo National Park 📷 @jackson.groves

Se você estiver disposto a uma aventura durante a sua visita à Indonésia, voe direto para Labuan Bajo e visite a Ilha Komodo, Ilha Rinca e as outras atrações no Parque Nacional Komodo em uma viagem de um dia. Se você sabe mergulhar bem, o Parque Nacional de Komodo é um dos melhores lugares para melhores e para ver a vida marinha na Indonésia.

Muitas pessoas escolhem visitar esses destinos perfeitos para fazer snorkelling em um dia de passeio de barco com muitas baratas de Lomboko para Labuan Bajo, parando no Parque Nacional Komodo. Uma viagem típica de três dias inclui muitas paradas para fazer snorkelling, assim como a Ilha Komodo, a Ilha Padar e a praia Rosa. Vale a pena deixar claro que as condições dentro do barco são muito básicas com condições de segurança que podem ser questionáveis.

Você pode voar diretamente para Bali desde Labuan Bajo, onde você pode fazer a conexão com um vôo internacional de volta para casa. Mas não se esqueça, se você estiver mergulhando, não se esqueça de seguir as recomendações sobre intervalos seguros antes de entrar em um avião.

Duas semanas em Bali

Com tantas atrações e lugares diferentes para visitar em Bali, você vai querer aproveitar o seu tempo o máximo que você conseguir nessa ilha super popular famoso por apresentar a cultura Hindu do país junto com praias lindas e campos de arroz. Também é uma área super turística, o que quer dizer que você vai ter mais conforto, a não sei que você vá para lugares mais remotos.

Dias 1-4: Kuta, Seminyak e Canggu

backpacking Indonesia - long jumpNusa Lembongan, Bali 📷 @jackson.groves

Kuta é um dos destinos turísticos mais popular em Bali com muitos hostels e pousadas. Porém, nos últimos anos, a cidade ganhou uma reputação ruim devido à agências de turismo ruins. De qualquer forma, Kuta é o lugar perfeito para uma noite barata e hostels também.

Seminyak é a irmã mais chique de Kuta, com muitas boutiques e lojas de moda nas ruas. Os restaurantes por lá são mais caros do que em Kuta, mas também tem mais qualidade.

Mais para o oeste, em Canggu, a área mais calma das três, você vai encontrar muitos cafés e uma vibe muito hipster, o que fez com que virasse o meu lugar favorito para ficar. Fica também somente a alguns quilômetros do famoso templo Tanah Lot.

Se você alugar uma moto, você pode facilmente andar de uma áre para outro e aproveitar a praia em Seminyak enquanto ficar em Canggu. De fato, as áreas de areia preta em Canggu são mais adequadas para surfistas do que para quem quer só tomar sol.

Backpacking Indonesia @jackson.groves MANTA RAY NUSA PENIDA CROPPEDManta ratys – Ilhas Nusa Penida . 📷@jackson.groves

Dias  5-7: Ubud

Ubud se tornou recentemente uma das áreas mais populares em Bali e mesmo que tenha ficado menos autêntica desde o Comer, Rezar e Ama, ainda vale muito a pena visitar. Ubud tem muitos hostels incríveis, fazendo com que seja muito fácil ter uma base e sair explorando os campos de arroz e cachoeiras ao redor.

Além de visitar as atrações em Ubud (as mais populares são a Floresta dos Macacos e os maravilhosos campos de arroz), não deixe de visitar a cachoeira Kanto Lampo e Tibumana. A não ser que você esteja viajando mais para o norte, você também pode fazer uma viajar desde Ubud para o Monte Batur para fazer uma trilha no nascer do sol.

Dias 8-10: Amed   

Vá para Amed, um conjunto de vilas de pescadores onde você pode se desconectar do mundo e aproveitar as muitas praias incríveis. Amed também pode ser usado como uma base para visitar o palácio de água de Tirta Gangga e o templo sagrado de Besakih.

Dias 11-14: Parte sul de Bali

Eu sugiro que você termine a sua visita à Bali passando alguns dias na península Bukit, onde você pode conhecer as praias mais incríveis e visitar o Templo Uluwatu, que fica no topo de um penhasco. Quando você estiver nesse lado de Bali, você também pode fazer uma viagem de um dia para Nusa Penida para mais praias e lugares super Instagrammable nas praias Broken Beach e  Kelingking.

Mas precisamos deixar uma coisa clara. Você nunca vai ir embora da Indonésia com aquela sensação de que conheceu tudo – o país é enorme, a cultura é muito rica e o país é realmente muito diverso. Duas semanas em Bali e nas ilhas vizinhas vão te dar um gostinho do que é a Indonésia e você com certeza vai querer voltar para explorar ainda mais o país.

Comida na Indonésia

Recomendado por Cheeky Passports

A comida na Indonésia é rica assim como a sua história. A sua personalidade distinta se deve à séculos de influência estrangeira que deixou marcas na cozinha indígena.

Comida de rua na Indonésia é barato e muito fácil de encontrar. Você vai encontrar sopas, como soto ayam (sopa de galinha) e bakso (sopa de bolinhos de carne), variações de arroz frito (nasi goreng) e massa frita (mie goreng), dumplings de peixe (siomay) e murtabak (um lanche que está entre um omelete e uma panqueca).

Bife rendang

Beef rendang está na nossa lista dos pratos mais deliciosos da Indonésia com um sabor super intenso, com um molho cheio de temperos com leite de coco, gengibre e erva-cidreira, cobrindo pedaços de carne.  Nem todos os pratos de bife rendang são criados da mesma maneira, e o sabor também vai depender da região do país que você está. A gente descobriu que algumas versões desse prato popular eram muito fortes para o nosso paladar, especialmente quando tentamos comer isso de café da manhã.

Café da manhã

Como você pode esperar do Sudoeste Asiático, se come arroz em quase todas as refeições e um café da manhã tradicional pode incluir arroz frito ou puro com acompanhamentos como ovos fritos, tempeh (produto de soja tradicional do país), banana frita, galinha frita e até mesmo mandioca. Pratos tradicionais com arroz como nasi uduk (arroz com leite de coco), nasi pecel (arroz com vegetais e molho de amendoim) e nasi kuning (arroz amarelo) também podem ser servidos de café da manhã, enquanto mingau de galinha  (bubur ayam) é uma escolha de café da manhã muito popular em algumas partes do país.

Amendoim

O Amendoim está em todo lugar na comida tradicional da Indonésia e não só como um mero complemento. Molho de amendoim pode ser servido com pequenos espetinhos de carne assada (satay) ou como um acompanhamento para siomay. Amendoim também pode ser encontrado no prato tradicionao gado-gado (literalmente significa mistura-mistura), que combina vegetais crus e cozidos com ovos cozidos e um molho de amendoim.  Gulai é outro prato muito popular com carne, o que as vezes incluí órgãos, com um molho grosso de curry. Ayam goreng (galinha frita) também é encontrado em muitos lugares e é popular na Indonésia como é nos Estados Unidos. Se você é vegetariano, não se desespere, você vai ver que indonésios comem muito vegetais, tofu e pratos de tempeh.

Sambal

Em todo o lugar da Indonésia, você vai notar jarras (ou garrafas) cheias de molho, em vários tons de vermelho. Isso é sambal, provavelmente o condimento mais popular do país. Servido junto com toda refeição, sambal é uma pasta picante, tradicionalmente feito usando um pilão, incorporando pimenta, pasta de camarão, limão e açucar de palma, junto com outros irgentes.

A maior parte dos warungs (restaurantes pequenos e familiares) são muito orgulhosos de servir o seu próprio sambal feito em casa, mas as vezes você vai encontrar somente o sambal mais comercial, com menos sabor disponível. Esse sabor picante é geralmente incluído como um dos ingrediantes em alguns pratos tradicionais da Indonésia como sambal de bife.

Frutos do Mar

Como você pode esperar de um paós com uma costa enorme feito por mais de 17,000 ilhas, pratos com peixe são muito comuns na culinária da Indonésia. Peixe é geralmente servido grelhado, junto com arroz, vegetais e sambal, mas muitos tipos de curry de peixe, geralmente incluíndo muito leite de coco na receite, tão são facilmente encontrados, sendo o curry de cabeça de peixe um dos mais populares. Se você estiver em uma das muitas cidades no porto da Indonésia, não se esqueça de comer nos mercados noturnos onde você pode encontrar peixe fresco super barato feito do jeito que você preferir.

Doces

Se você ama doces, a Indonésia também não vai te decepcionar. Pisang goreng (bananas fritas) pode ser encontrado em todas as partes do arquipélago. Você também vai encontrar o super doce pisang epe, um prato de bananas grelhas e açucar derretido, em Makassar, Sulawesi. Uma variedade de sobremeses de gelo também são muito populares. Es teler combina abacate, coco fresco e outras fruitas com leite condensado, leite de coco, enquanto es doger é feito com leite de coco, tapioca, frutas, pão e leite condensado.

O básico martabak manis, também conhecido como terang bulan, é uma panqueca doce feita com nozes, mas também pode vir recheada com uma variedade de itens doces como chocolate, geléia, cookies, barras de chocolate e nozes e até mesmo queijo ralado. Terang bulan é sempre servido com muito leite condensado no topo antes de ser sobrado e fatiado. Os melhores são geralmente encontrados em barracas na estrada. Outro prato típico curioso é o verde klepon, um bolinho de arroz feito com açucar de palma, pasta de coco e pandan, o que traz a cor verde para o doce.

Como pode ser esperado de um dos países mais populosos do mundo, a comida na Indonésia é diversa e varia muito de ilha para ilha. Você vai adorar descobrir a cozinha tradicional de cada região enquanto estiver explorando o país!

Cultura e Religião na Indonésia

Recomendado por Alex Nissen

As pessoas da Indonésia são conhecidas por serem uma das mais gentis que você pode encontrar pelo mundo. Uma característica que define os locais é a simpatia. Só andando pelas ruas você vai encontrar muitos novos amigos. Uma vez um homem numa moto falou pro mim e meu amigo não ficar parado embaixo de uma árvore porque as frutas estavam caíndo. Duas horas depois, a gente estava tomando café com ele no campo de arroz de Ubud e falando sobre a vida. Outra vez, a gente começou a falar com o dono do restaurante e acabamos passando os próximos dias tocando música e navegando pelos rios de Sumatra. A minha dica é que você tente falar com os locais o máximo que você puder durante a sua viagem.

backpacking indonesia - locals📷 @jackson.groves

Língua

O Bahasa Indonésia é a língua oficial do país, mas você também vai encontrar cerca de 700 línguas indígenas faladas pelo país, como o Javanese, Balinese e Sasak. As crianças indonésia aprendem a sua língua local falada em casa. Então, quando eles entram na escola eles aprendem o Bahasa Indonésio, geralmente acompanhado do inglês. As pessoas que moram nas cidades ou destinos mais turísticos são geralmente fluentes em inglês e algumas outras línguas como o holandês e espanhol. Eles sempre apreciam se um turista tenta começar uma conversa com frases indonésias. Não se esqueça de ter um terima kasih (obrigado) na ponta da língua. Você também vai perceber que muitas crianças querem muito aprender e melhores o seu inglês e vão tentar conversas com você!

Religião

A Indonésia tem comunidades de religião Hindu, Budista, Islâmica e Católica. Você vai ver que a maioria das pessoas pratica o hinduismo em Bali, enquanto em Lombok você vai encontrar a maior parte de população islâmica.

Indonésios no geral são pessoas muito espirituais que incluem práticas religiosas no seu cotidiano. Você vai ver pessoas em Bali deixando folhas, flores e comida como um presente para os seus deuses. Você vai ver pessoas em Java pararem de trabalhar para rezar. A diversidade religiosa do país é mais um dos muitos motivos para visitar a Indonésia.

Conselhos de viagem para a Indonésia

Recomendo por  Alex Nissen

Arak

Se você bebe, você deveria experimentar o Arak. Você pode comprar garrafas de Arak em lojas, que também é destilado por locais ilegalmente. Isso significa que o Arak pode variar em níveis de toxicidade e teor alcólico e causar intoxicação por alcóol.

Devido ao preço alto do alcóol importado na Indonésia e a demanda crescente devido ao turismo, alguns lugares podem substituir drinks que seriam normalmente servidos com vodka ou gin por Arak. Eles podem colocar o Arak dentro da garrafa de outra bebida, então mesmo que você veja sendo servido na sua frente, tenha cuidado. Como você pode manter você e seus amigos seguros em uma noite?

Bem, ficar completamente distante de drinks que possam ter Arak como base para que você não acabe ingerindo acidentalmente, é o jeito mais seguro. Mesmo que custe mais dinheiro, vale muito mais a pena ficar na cerveja de garrafa ou vinho. Sim, mesmo que seja muito tentador, fique longe daqueles drinks muito baratos que provavelmente vão ter Arak dentro.

Uso de drogas

Muitos países são muito estritos quanto ao uso de drogas. No entanto, a Indonésia tem uma política de tolerância zero e uma reputação de ter as penas mais severas. Carregue uma cópia da sua receita médica. Alguns medicamentes preescritos são ilegais na Indonésia.

O país divide as substâncias controladas em três categorias. No grupo 3, drogas como a codeína podem resultar em prisão por possesão e tráfico. No grupo 2 drogas como a morfina podem levar a prisão e pena de morte por tráfico. No grupo 1 drogas como maconha, heroína, MDMA e ópio, entre outras. Sendo assim, é melhor ficar longe de drogas no país.

Golpes

Golpes comuns que você deve ficar atento ínclui guias turísticos falsos que começam a te contar sobre um templo ou atração e no final pedem por dinheiro pelo seu trabalho. Se você não quiser acabar pagando, educamente diga que não e diga que prefere olhar o lugar sozinho.

Como regra de ouro, não importa o que te oferecem, seja um tour, uma corrida de táxia, uma massagem na praia, sempre confirme o preço primeiro. Se você não fizer isso, você vai ter que pagar mais depois.

Outros golpes para levar em consideração são caixas eletrônicos que parecem um pouco estranhos e podem armazenar a sua informação, pegar o drogo errado em casas de câmbio, lojas cobrando muito mais do que deviam por itens e pessoas te falando que o ônibus/barco que você está procurando não está funcionando e que você deveria comprar tickets em outro lugar ao invés de um vendedor licensiado.

É melhor não dar dinheiro para pedintes na rua, uma vez que pedir dinheiro é ilegal de acordo com a lei do país.

É sempre uma boa ideia ter um lugar seguro para guardar dinheiro e outros objetos de valor que seja de difícil acesso para batedores de carteira. Pessoas passando de moto e pegando suas coisas também é muito comum, então sempre segure firme nas suas coisas!

 

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/guia-para-seu-mochilao-na-indonesia/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Laura Carniel

I'm Laura, Brazilian, and I'm obsessed with dogs, films, sharing good stories with friends and discovering quirky places. Social Media & Content Executive and #HostelworldInsider at Hostelworld. 🌏 Favourite place on earth: London, UK. 🏠 Favourite hostel: Oki Doki Hostel - Warsaw, Poland. Follow my travel adventures and loads of dogs on Instagram @astaclivo 🐶✈️

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.