Guia Completo para um Mochilão em Portugal

Guia Completo para um Mochilão em Portugal

Desde explorar as praias lindas de Algarve e nadar nos lagos do Parque Nacional da Serra da Estrela até explorar as charmosas ruas de Lisboa e canais de Aveiro, Portugal tem uma coisa para encantar todo tipo de mochileiro. Nerds culturais, amantes de história, exploradores e pessoas que amam sol vão se sentir super em casa durante um mochilão por Portugal.No passado um pouco esquecido e subestimado em relação ao seu vizinho Espanha, Portugal definitivamente não está mais fora do radar. Não deixe de colocar isso na sua lista de viagem agora, antes que todo mundo faça!

  1. A melhor época para visitar Portugal
  2. Visto para entrar em Portugal
  3. Transporte em Portugal
  4. Quanto custa viajar para Portugal?
  5. Acomodação em Portugal
  6. Itinerário de 2 semanas em Portugal
  7. Comida em Portugal
  8. História e Cultura Portuguesa
  9. Segurança em Portugal
  10. Dicas de viagem de Portugal

A melhor época para visitar Portugal

Por Jemima Forbes

Portugal é abençoado por um calor que dura quase o ano todo e, mesmo durante o inverno (Novembro até março), o país ainda tem temperaturas pela volta dos 16 graus e menos chuva, quando comparado com outros países europeus.

De abril a outubro, a temperatura sobre muito e é raro ver um pingo de chuva. A temperatura agradável faz com que o país seja agradável de visitar em qualquer época do ano, mas certos meses sãot mais apropriados, dependendo da atividade que você quer fazer.

A melhor época para…

Praia

De maio até setembro, o clima é o mais quente e ensolarado, o que faz com que a ideia de passar o dia na praia seja irresistível. Para evitar multidões de turistas, tente planejar a sua viagem bem no final desse período, quando as praias não estão cheias de famílias aproveitando as férias escolares.

Conhecer cidades

Se você está mais interessado em absorver tudo sobre a história, cultura e arte do país, não existe tempo ruim para visitar. Você pode achar que as cidades são mais agradáveis quando não é o pico do verão ou fora da época de férias escolares, quando as cidades ficam geralmente menos cheias.

Festivais

Se você quer complementar o seu mochilão com um festival incrível, Portugal tem certamente muitas opções. Os maiores normalmente acontecem durante o verão europeu, com festivais de música como o NOS Alive em Lisboa e o NOS Primavera no Porto. Os dois atraem multidões vindas do mundo todo com bandas internacionais todo mês de Junho e Julho.

Alguns dos melhores festivais portugueses tem como principal foco comidas e bebidas, como o Festival de Santo Antônio, famoso por suas sardinhas, que acontece em Lisboa. Durante o mês de fevereiro, o país inteiro celebra o Carnaval e a cidade de Porto fica super viva no começo de junho para o Serralves em Festa, um festival de arte de três dias.

Festa

Se você quer conhecer festas interessantes em Portugal, não existe uma época específica para isso. Cidades festeiras na costa do Algarve, como Albufeira, atraem pessoas durante todo o ano (mas mais durante meses quentes, entre abril e outubro). Outras épocas de celebrações incluem o Carnaval em fevereiro e o Festival dos Santos Populares, em junho, quando a cidade de Lisboa fica cheia de festas.

Clima em Portugal

Por David Irvine

O clima em Portugal pode ficar muito intenso no verão, especialmente no sul do país. Quem ama o sol vai achar essa a estação perfeita para visitar o país, enquanto os amantes de cultura vão provavelmente preferir o outubro ou primavera. O clima também varia significativamente entre regiões.

Clima em Lisboa

A capital, e maior cidade de Portugal, fica no Sul da Região Central do país. Mesmo que os locais comecem a reclamar do frio quando a temperatura chega perto dos 16 graus, o clima é bem agradável durante todo o ano. No fim do outono e inverno, as temperaturas ficam em torno dos 15 graus. Não é o clima ideal para a praia, mas ótimo para explorar a cidade. No entanto, não é a temperatura que causam incômodos no inverno, mas sim a chuva que tende a ser mais pesada no fim do outono e início da primavera, aumentando bastante a partir do mês de setembro. Os meses mais chuvosos são outubro, novembro, dezembro e janeiro, mas as vezes o bom tempo pode durar até outubro ou início de novembro, conhecido pelos portugueses como Verão de São Martinho.  

Backpacking Portugal - view of Lisbon

📷@macarenaescriva

No verão, de Junho a Agosto, semanas podem passar sem um pingo de chuva. Perfeito para pegar um trem e ir passar o dia na praia. Quando o sol aparece, a cidade ganha mais vida, com muitos eventos acontecendo ao ar livre. A cidade é cheia de terraços e as pessoas passam muito tempo relaxando nos miradouros. É também a época em que a cidade fica lotada de turistas. Durante o mês de junho, as temperaturas ficam entre 20 e 25 graus e podem chegar a mais de 30 em agosto. Se você procura por um lugar menos quente para passar suas férias, considere visitar a cidade em maio ou começo de setembro. Tenha em mente que no mês de agosto, muitos portugueses tiram férias, o que faz com que muitos restaurantes e bares fechem durante esse período.

Clima no Algarve/Sul

backpacking Portugal - Algarve

📷@astaclivo

As praias maravilhosas e mares azuis do Algarve fazem dessa região um destino perfeito para férias relaxantes no mar. De fato, a cada ano a região vêm ganhando mais sol do que a Califórnia. A melhor época para visitar vai depender muito do quanto você gosta de calor: as temperaturas de verão costumam ser entre os 25 e 30 graus, mas podem chegar a mais de 30 em Julho e Agosto, com chuva quase inexistente durante esses meses.Vale a pena lembrar que as praias costumam ficar muito lotadas nessa época do ano, especialmente em agosto, quando muitos portugueses vão passar as férias na região.

Se você acha que as temperaturas vão ser um pouco altas, você pode também visitar em maio, setembro e início de outubro, quando fica em torno de 25 graus. Durante essa época, pode chover ocasionalmente. Mesmo que as temperaturas sejam confortáveis durante o ano todo, você não vai encontrar o clima ideal de praia no inverno, quando tem uma grande chance de chover, especialmente em dezembro. Diferente de Lisboa e Porto, que podem ter bastante vento, os ventos na região do Algarve não são muito fortes.

Clima no Porto/Norte

Backpacking Portugal - Porto

📷@conrad.cardona

Quando comparado com Lisboa e o Sul, o clima no Porto (e o Norte de Portugal no geral) é um pouco mais frio e chuvoso, especialmente durante o inverno. Dezembro é o principal mês de chuva e, por causa dos efeitos do Atlântico, os ventos podem ser muito fortes. As temperaturas chegam ao nível mais baixo em Janeiro (pela volta dos 13 graus, alguns graus mais baixo do que Lisboa ou Algarve). Assim como o resto do país, a época mais chuvosa é de novembro a março.

O clima no Porto é, no geral, bem agradável. A partir de maio, as temperaturas ficam acima dos 20 graus, chegando aos 25 em agosto. Quente, mas ainda super confortável para passar o dia explorando a cidade. Isso faz de Porto a cidade perfeita para quem ama o sol, mas não conseguem lidar com o clima muito quente. Durante as épocas mais quentes, a temperatura pode chegar aos 30 graus, perfeito para ir para uma cidade próxima e surfar. Se você prefere um clima um pouco mais fresquinho, visite em maio ou começo do outono, o clima é mais ameno, entre 20 e 25 graus, com possibilidade de chuva.

Preciso de visto para visitar Portugal?

Por Laura Carniel 

De acordo com o Consulado de Portugal em São Paulo, brasileiros não precisam de visto para entrar em Portugal por um período de até 90 dias em casos de: turismo, negócios, cobertura jornalística e missão cultural. Caso você precise prolongar esse período, você terá que pedir autorização para o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e a prorrogação não pode ultrapassar 90 dias.

Mesmo que não precise de um visto, pode ser que peçam alguns documentos na fronteira de Portugal, então não se esqueça de ter em mãos:  passaporte com validade mínima superior em, pelo menos, 3 meses à duração da estada prevista (preferencialmente, com validade superior a 6 meses, caso venha a pretender a prorrogação), passagem de avião (ida e volta), comprovante de estadia no seu hostel, um documento que comprove algum vínculo com o Brasil (estudos ou trabalho) e comprovantes de que você tem dinheiro suficiente para se sustentar no país durante a sua estadia. Caso você tenha uma carta convite de um amigo ou parente que more no país, a comprovação do valor diário poderá ser dispensada.

Transporte em Portugal

Por No Man Before

Portugal pode ser pequeno (leva mais ou menos cinco horas para dirigir de Faro na costa Sul até Porto, no Norte), mas é cheio de cidades incríveis e podia facilmente ganhar um prêmio da costa mais linda da Europa. Já que você vai passar o seu tempo se perdendo em cidades antigas e pegando um sol, aqui vão algumas dicas que vão fazer se locomover em Portugal ser mais fácil.

 

Trens em Portugal

Você pode facilmente se locomover pelo país usando o sistema de transporte público: Comboios de Portugal. Eles tem quatro tipos de serviço, indo desde o mais econômico até opções mais caras: Trens regionais ( R) fazem o maior número de paradas, Interregionais (IR) são um pouco mais rápidos, e Intercidade (IC) são os trens Rápidos ou Expressos. O Alfa Pendular Deluxe (AP) é o mais rápido, e também mais caro. Quando você for comprar uma passagem, o tipo de serviço vai estar expresso pelas abreviações que usamos acima. A jornada em um trem IC entre Lisboa e Porto custam em torno de 25 euros e demoram 3 horas, mas as vezes, comprando com antecedência, você pode encontrar ótimas ofertas por até 10 euros.

Mesmo que as passagens de avião entre Lisboa e Porto possam ter preços melhores, ir de trem vai acabar te salvado tempo porque você não vai ter que viajar para fora da cidade para chegar ao aeroporto, ou se preocupando em ter que passar pela segurança.

Como um bônus para a sua viagem, algumas das estações de trem de Portugal tem uma arquitetura e arte lindas! Não deixe de visitar a moderna estação de Lisboa Gare do Oriente, com metal e vidro, ou a Estação de São Bento em Porto, coberta de azulejos e muitas vezes nomeada a estação de trem mais bonita do mundo!

Os trens IC entre Lisboa e Faro custam em torno de 21 euros e tem um trajeto de aproximadamente 3 horas. Ofertas especiais (geralmente se você reservar 8 dias antes de viajar) custam em torno de 10 euros.

Aviões em Portugal

O pequeno território português é super prático para viajar de trem, mas você vai precisar pegar um avião se quiser visitar as ilhas. O vôo entre Lisboa e Madeira leva cerca de duas horas e para São Miguel, a maior ilha do arquipélago de Açores, duas horas e meia. TAP Air Portugal, Ryanair e EasyJet façam vôos regulares para as ilhas a partir de Lisboa.

Ônibus em Portugal

Ônibus são outra maneira super conveniente de viajar por Portugal. A Rede Expressos é a rede nacional de ônibus, formada por companhias de ônibus locais e regionais. Expressos, os ônibus diretos entre as principais cidades, são geralmente mais baratos e um pouco mais lentos, quando comparados com trens, mas geralmente não muito. Por exemplo, uma passagem entre Lisboa e Porto custa 19 euros e demora três horas e meia. Lisboa para Faro custa 18.50 euros com uma jornada de aproximadamente quatro horas. As rotas de ônibus também oferecem mais destinos do que as de trem, o que é ótimo se você quer fazer um trajeto diferente ou conhecer mais das populares cidades resorts de Algarve.

Alugando um carro Portugal

Alugar um carro vai te permitir flexibilidade se você quiser explorar destinos menos populares (Eu não recomendaria dirigir em Lisboa ou Porto), conhecer o interior do país, ou explorar as praias mais remotas do Algarve.Os preços dos aluguéis ficam mais caros nos meses em alta (junho, julho e agosto), então faça a sua reserva cedo ou visite o país em meses fora da alta temporada para encontrar preços melhores. Se você alugar por mais do que alguns dias, procure por um valor semanal para um melhor preço e planeje uma viagem que sai e volta do mesmo lugar, uma vez que deixar o carro em uma cidade diferente da do destino implica em taxas extras.

E não se esqueça de andar sempre com dinheiro para pagar o pedágio.

Locomoção em Lisboa

Uma coisa que eu amo de Lisboa é que é muito fácil de se locomover caminhando, então, geralmente, a melhor forma de se movimentar pela cidade é justamente, andando! Se você ficar cansado de subir e descer as ladeiras da cidade, você tem a opção de pegar um funicular ou um elevador, para te ajudar a subir e descer as mais íngrimes. Se você planeja explorar um pouco mais além, não tenha medo, porque tem muitos jeitos de se locomover pela cidade!

O jeito mais conveniente e barato de pagar pelo sistema de transporte público de Lisboa é comprar um cartão Viva Viagem Reutilizável (0.50 euros pelo cartão) e colocar quantos euros você quiser, usando o método “zapping”. Você pode usar esse cartão nos trens amarelos históricos da cidade, ônibus e trens ao redor da cidade e até mesmo a rede de trens para lugares como Cascais e Sintra.

Se você quiser pegar um táxi em Lisboa, eles vão te custar mais barato do que a maioria das capitais européias, mas Uber é ainda mais barato. Se você pegar um Uber do aeroporto até a cidade, vai te custar em torno de 15 euros para chegar até o centro.

getting around Lisbon - Portuguese tram

📷@astaclivo

Quanto custa viajar por Portugal?

Por Laura Carniel (Hostelworld)

Portugal é um ótimo lugar para mochileiros procurando economizar na sua viagem para a Europa com acomodação, comida e custos de viagem acessíveis. Comparado com outros países na Europa, você vai ver que pode fazer muito mais coisas com o seu dinheiro. Apoiar o comércio local e evitar armadilhas para turistas é um ótimo jeito de contribuir para a comunidade local e também um ótimo jeito de não sair do seu orçamento.

Moeda em Portugal

Como na maioria dos países da União Europeia, a moeda de Portugal é o Euro. Comparada com outras capitais europeias, Lisboa é super accessível e é ótima para mochileiros.

Custos para chegar até Portugal

Voar de/para Portugal a partir de outras capitais européias é geralmente barato e com vôos frequentes. Lisboa, Porto e Faro costumam ter voos diretos. Saindo do Brasil, dependendo da cidade, os voos costumam custar entre 500 e 600 euros e pode ser que você tenha que fazer uma conexão em cidades maiores como Paris ou Londres e depois voar para Portugal.

Se você vier de Portugal a partir da Espanha ou França de trem ou ônibus, você pode pagar quase a mesma coisa que um voo e levar muito mais tempo.

Média de preços

Em um café local, você vai conseguir comprar um café e um pastel por 2.5 euros, algumas vezes até menos! Se você for em um lugar super turístico, os preços vão ser muito mais altos. Procure por lugares pequenos, gerenciados por família, com mais informação em português do que em inglês para ter uma experiência mais autêntica e local. Eles podem ser menos modernos do que outros lugares, mas a gente promete que a comida vai ser muito melhor, vai ser mais barato para você e você ainda vai estar ajudando a crescer negócios locais.

Você pode ter uma janta super chique entre 15 e 20 euros e um almoço bacana entre 5 e 10 euros. Se você quer economizar, ir no mercado e cozinhar no hostel é uma ótima forma de fazer isso. Você pode comprar comida para a semana inteira por 30-40 euros.

A maior parte dos eventos e atividades são relativamente baratos com entrada entre 6 e 15 euros. A maioria das melhores atrações de Portugal são gratuitas – as ruas maravilhosas, atmosfera cheia de vida e arquitetura de tirar o fôlego. Lisboa especialmente tem uma vida cultural e artística super vibrante e você vai encontrar artistas de rua incríveis enquanto explora a cidade. Você também vai encontrar muitas opções de shows, exibições e peças de teatro realizado pela comunidade local, geralmente por um preço muito barato. Fazer parte de uma atividade da comunidade vai te dar uma experiência de viagem super autêntica sem te custar muito.

Quanto custa morar em Portugal

Se você desistir fazer de Lisboa a sua casa por um período mais longo, você pode esperar pagar entre 300 e 450 euros por um quarto em uma casa compartilhada ou 500-700 por um apartamento de um quarto. Um passe mensal que você pode usar em qualquer tipo de transporte na cidade custa em média 36 euros e você vai gastar mais uns 300-450 euros por mês nas suas outras contas, dependendo do seu estilo de vida, claro!

No Porto, um quarto em uma casa compartilhada vai custar entre 200 e 300 euros e você pode encontrar um apartamento de um quarto por uma média de 450 euros. O transporte no Porto depende da zona que você está, mas começam a partir de 30.30 euros por mês. No total, você pode esperar gastar 500-600 euros nas suas despesas mensais.

Acomodação em Portugal

Portugal tem muitos tipos de acomodação super econômicas em localidades incríveis. Hostels são um ótimo jeito de conhecer novas pessoas, oferecendo eventos como pub crawls, jantares e city tours. Várias hostels tem bares e terraços onde você pode relaxar, aproveitar o sol Português. Alguns tem até mesmo aluguel de bicicleta para você explorar os arredores e aluguel de prancha, se você estiver em algum lugar perto do mar!

Backpacking Portugal - Aveiro Rossio hostel

Aveiro Rossio hostel em Aveiro

Uma das melhores partes de ficar em um hostel é que você vai ter a chance de conhecer viajantes de mente aberta e pessoas que trabalham no hostel e são super amigáveis. Em Portugal, os hostels geralmente são gerenciados por pessoas da própria cidade, com um staff que quer mostrar para os hóspedes o lugar que vivem. Hostels também ajudam a crescer a comunidade uma vez que aluguéis privados de temporada tem sido responsáveis por aumentar o preço dos aluguéis e expulsar residentes do centro para locais mais afastados da cidade, especialmente em Lisboa.

Lisboa tem bairros super interessados que podem ser perfeitos para sair de noite (Bairro Alto), para história(Mouraria) ou ideal para criativos (Intendente). Escolha uma vizinhança para ficar dependendo de qual é a vibe do seu feriado. Lisboa é também o lar para alguns dos hostels mais luxuosos do mundo que parecem mais um hostel boutique do que hoteis. Então, se você estiver viajando por um tempo e precisa relaxar, os hostels lisboetas tem coisas incríveis, uma decoração maravilhosa e quartos privativos que não vão estourar o seu orçamento.

Backpacking Portugal - Yes Hostel

Yes hostel em Lisboa

Além de Lisboa, o país tem muitas outras opções de hostels em destinos populares como Porto, Algarve, a região central de Portugal e as Ilhas de Madeira e Açores.

Dá uma olhada no nosso guia de hostels em Portugal para planejar a sua viagem perfeita.

Itinerário de 2 semanas em Portugal

Por Jemima Forbes

Um dos jeitos mais fáceis de fazer um mochilão por Portugal é simplesmente começar pelo norte do país e ir descendo até o sul. Comece pela histórica cidade do Porto e siga pelas outras principais cidades do país, parando pelas praias maravilhosas, cidades excêntricas e impressionantes parques naturais para um respiro entre aproveitar as atrações turísticas e descobrir a cultura local. Se você tem duas semanas em Portugal, esse é um ótimo roteiro a seguir:

Porto

Embora não seja tão animada quanto outras cidades portuguesas, Porto é cheia de charme graças aos séculos de história refletidos em ambos sua linda arquitetura e na variedade de atrações disponíveis. Não deixe de subir até o topo da Igreja e Torre dos Clérigos, datada do século 18, para apreciar uma vista panorâmica do pôr do sol ou passar uma hora explorando a Livraria Lello, uma incrível livraria com interiores neo-góticos e uma escadaria magnífica.

Se você curte arte moderna, o Museu Serralves, perto da costa da cidade, sempre tem alguma exposição de graça no primeiro domingo do mês. E como o nome da cidade sugere, Porto é o lugar do vinho do Porto e fica na região vinícola do Vale do Douro, o que significa que há inúmeras oportunidades de degustação de vinhos. A região da Vila Nova de Gaia ao longo do rio é famosa pelas suas casas de vinho do Porto, que são consideradas os melhores lugares para experimentar o vinho, seja durante uma sessão de degustação ou em um coquetel refrescante sentado no terraço sob o sol (Graham tem um bar especialmente bom com vistas incríveis).

Melhores lugares da vida noturna de Porto para beber e dançar até o sol nascer (em inglês)

Coisas incríveis para fazer em Porto para viciados em cultura

Tempo necessário para explorar: 2-3 dias

📷@anamelissa

Aveiro

Não vamos te culpar se você pensar que de repente foi parar em Veneza enquanto visita essa cidade pitoresca junto à lagoa Ria de Aveiro. Assim como a cidade italiana, Aveiro é feita de canais cheios de barcos Moliceiro coloridos nos quais você pode pagar para andar. A cidade é primeiramente universitária e quieta mas vale visitar se você é fã de arquitetura colorida e arte. Os prédios cor pastel estilo Art Nouveau ao longo dos canais no bairro de Rossio fazem o cenário ideal para fotos, enquanto o pitoresco monastério Mosteiro de Jesus, que abriga o museu local, é a atração principal da cidade.

Aveiro fica há 70km ao sul de Porto e pode ser visitado em uma viagem de um dia se você não tem muito tempo livre. Se você chegar de trem, não esqueça de explorar a linda estação de trem antiga com seus azulejos azuis e brancos  que fica bem do lado do terminal mais novo. Há também bicicletas de graça (conhecidas como BUGAs) para pegar emprestado da prefeitura local se você não quer andar a pé o dia todo.

Tempo necessário para explorar: 1-2 dias

Coimbra

Coimbra fica pertinho de trem de Aveiro e oferece o equilíbrio perfeito entre a cultura portuguesa antiga e contemporânea. A cidade foi um dia a capital de Portugal e é, consequentemente, cheia de prédios medievais maravilhosos e atrações históricas, incluindo um palácio real numa montanha que abriga a Universidade de Coimbra há séculos. Seu campus pitoresco pode ser visitado de graça (exceto pela incrível biblioteca do século 18) ou você pode participar de um tour guiado por menos de €20

Deixando a cultura de lado, Coimbra é predominantemente uma cidade de estudantes e você encontrará muita coisa para fazer de noite. Não há falta de bares na cidade e vários deles estão situados em volta da Catedral de Sá. A Mercearia Fangas fica dentro de um antigo mercado e serve bebidas e petiscos (incluindo várias opções vegetarianas), enquanto o Bar Bigorn é  um verdadeiro achado que oferece bebidas baratas e a chance de conhecer pessoas locais e outros viajantes. Se você tiver a oportunidade, vá para o centro de Fado também para apreciar um pouco da música tradicional portuguesa.

Se você puder alugar um carro ou estiver viajando dirigindo, vale muito a pena tirar um dia para explorar o Parque Nacional da Serra de Estrela. Fica há duas horas de carro de Coimbra e é conhecido por ter a montanha mais alta do país e por ser o único lugar em Portugal que você pode esquiar. Escalar montanhas, andar à cavalo, andar de bicicleta e nadar nas geleiras derretidas são apenas algumas das outras atividades disponíveis.

Tempo necessário para explorar: 2-3 dias

Backpacking Portugal - Coimbra

📷@astaclivo

Peniche

Paraíso dos surfistas, Peniche é uma cidade costeira ao norte de Lisboa. Pode parecer que você está voltando no seu roteiro mas, a não ser que você esteja de carro, o jeito mais fácil de chegar lá é de ônibus por Lisboa. A viagem leva menos de duas horas e você pode pegar um ônibus da estação de Sete Rios ou Campo Grande.

Logo que chegar em Peniche, você vai perceber que o local é um verdadeiro paraíso praiano graças a sua posição especial em um promontório rochoso. Há 10km de balsa de Peniche ficam as Ilhas Berlengas, uma linda reserva natural formada de três ilhas perfeitas para observar pássaros, caminhadas idílicas ou mergulhos se você tem dinheiro para gastar. É apenas regularmente acessível pela terra de maio a outubro e há um limite diário de pessoas que podem visitar o local, o que garante que nunca esteja lotado.

A praia de Baleal é um ótimo lugar para passar o dia na areia já que tem alguns estabelecimentos e escolas de surf (com aulas a partir de €30). Se você é um surfista sazonal, a praia do Medão Grande (conhecida localmente como Supertubos) e a praia Lagido têm ótimas ondas e frequentemente tem campeonatos de surf internacionais. Além das praias, a fortaleza do século 16 de Peniche abriga um ótimo museu, e em volta há vários restaurantes onde você pode se deliciar com peixes e frutos do mar frescos.

Tempo necessário para explorar: 2 dias

Lisboa

Embora você possa passar um mês aqui e nunca ficar sem coisas para fazer, comer e ver, alguns dias são suficientes para pegar um gostinho da vibrante capital portuguesa. Com sua variedade de influências e eras  arquitetônicas, as vistas de Lisboa são realmente únicas e melhores apreciadas do topo do Elevador de Santa Justa, um elevador do século 19 no bairro Santa Justa.

Os amantes de arte irão amar passar uma tarde explorando o boêmio e cheio de escadarias Bairro Alto, conhecido pelas suas ruas estreitas, trens amarelos dos anos 50 e sua mistura de bares boêmios, restaurantes e boutiques. O local também é cheio de hostels e hotéis para escolher, sendo a região perfeita para se hospedar.

Os loucos por história não pode perder a chance de se perderem pelo Castelo de São Jorge e seus lindos jardins. Também vale passar algumas horas explorando o bairro Belém, ao oeste da cidade, para ver suas duas mais famosas atrações: a impressionante Torre de Belém – uma fortaleza do século 16, e a padaria Pastéis de Belém, casa dos famosos pastéis de nata portugueses.

Os melhores restaurantes em Lisboa (em inglês)

Onde ficar em Lisboa: um guia dos melhores bairros da cidade

6 ideias de viagens a partir de Lisboa: lugares incríveis que você pode chegar em até 3 horas

Tempo necessário para explorar: 3 dias

Backpacking Portugal - a square in Lisbon

📷@astaclivo

Lagos e Algarve

Alguns dias sob o sol, nadando ou bebendo coqueteis é um ótimo jeito de terminar sua viagem por Portugal. Há um rápido vôo de Lisboa fica a popular região do Algarve que fica basicamente toda na costa sul do país, repleta de vilas de pescadores, lugares idílicos e cidades de resorts. As temperaturas podem variar, mas um mergulho no mar pode ser um pouco mais do que refrescante, já que a região é banhada pelo oceano Atlântico!

Albufeira é a cidade para escolher se você está buscando dias de festa com pessoas mais jovens. Para algo mais tranquilo, Lagos é ideal, já que não somente tem praias incríveis e várias opções de entretenimento e restaurantes e como também um centro histórico cheio de praças bonitas e ruazinhas excêntricas.

Se você prefere sair dos lugares turísticos, alugue um carro por um dia e faça uma viagem ao sul para encontrar praias escondidas e vazias. Acampar nas areias brancas da Ilha de Tavira (uma hora de carro de Lagos) também é uma forma barata e memorável de passar uma ou duas noites longe do agito das cidades mais populares. Depois de aproveitar a praia ao máximo, você pode voar para casa do aeroporto de Faro ou extender sua viagem para o país vizinho Espanha, de avião, trem ou carro, já que a fronteira é apenas há 40 minutos de distância.

Tempo necessário para explorar: 3 dias

E se você tiver tempo…

Backpacking Portugal - boat

📷@dorotheegmz

Açores

Se você tiver tempo de sobra depois das suas duas semanas explorando Portugal, vale muito a pena pular num avião e voar até os Açores, 900km oeste de Portugal. Um paraíso para os amantes da natureza e extremamente eco-friendly graças às suas milhas de terras protegidas, os Ações são um grupo de ilhas relativamente desconhecidas mas igualmente incríveis. As visitas à região tendem a ser cheias de ação, com trilhas, observação à baleias, canoagem e mergulhos entre as listas de atividades disponíveis.

Comida em Portugal

Por David Irvine e Jemima Forbes

Se você não conhece a comida portuguesa, a primeira coisa que você precisa saber é que a culinária do país é uma mistura de sabores. Como foi um dia uma das nações com maior atividade comercial do mundo, temperos exóticos e ingredientes diferentes são combinados com a cozinha mediterrânea típica para criar uma culinária realmente deliciosa e diversa, que definitivamente merece mais reconhecimento do que tem.

Para um país com centenas de milhas de praia, não é surpreendente que a sua gastronomia é cheia de peixes frescos e frutos do mar. De fato, os portugueses são um de seus maiores consumidores na Europa, consumindo de bacalhau a camarões diariamente.

Alguns dos pratos mais autênticos do país têm suas raízes na cozinha camponesa rústica, de ensopados de vegetais e salsichas a sardinhas frescas servidas com arroz, salada e batatas. Você irá descobrir que a maioria dos pratos vêm acompanhados deste trio, e que cada região tem sua especialidade de pratos principais, que variam de sardinhas grelhadas no sul a porco assado ou javali selvagem nas regiões mais rurais e centrais.

Se você visitar em certas partes do ano, há algumas especialidades sazonais que você deve experimentar. No inverno, você verá muita fumaça saindo de carrinhos de comida na rua vendendo castanhas. Na época do Natal as padarias estarão cheias do colorido Bolo Rei, um bolo rechado de uvas passas e coberto de frutas cristalizadas. É bem parecido com panacotta. No verão, você com certeza verá vendedores na rua vendendo figos frescos e cerejas, e em Junho, durante o festival dos santos populares, você experienciará cheiros e imagens de pessoas grelhando sardinhas nas ruas.

Dicas para comer fora em Portugal

Quando se trata de uma refeição tradicional portuguesa, nada pode ser mais autêntico do que a tradicional tasca. Se você procurar por uma, você encontrará botequins baratos e animados cheios de mesas e cadeiras de metal, colocadas bem pertinho uma da outra, e comida caseira deliciosa. Eles geralmente ficam abertos das 12:30-2:30 para o almoço e das 7-10:30 para o jantar.

Tenha cuidado para não cair em ciladas turísticas que geralmente se apresentam com móveis mais chiques e nomes em inglês como “Traditional Portuguese Cuisine”. O preço é um bom indicador de um restaurante local. As tascas são sempre mais baratas. Espere pagar entre €1-2.50 por uma taça de vinho e o mesmo por uma cerveja pequena. Pratos com carne devem custar em torno de €5-8  e frutos do mar €6-9. Você também pode encontrá-los através das suas listas de pratos do dia coladas nas janelas, às vezes rabiscadas nas toalhas de mesa de papel.

As refeições em Portugal nunca são às pressas, e você pode acabar esperando um pouco para que o chef prepare sua comida já que geralmente é feita desde o início. Assim como muitos restaurantes em países europeus, o pão, manteiga e azeitonas servidos na mesa não são de graça e serão adicionados na sua conta no final da refeição.

Frutos do mar

Dourado, robalo ou peixe espada frescos grelhados são todos opções autênticas. Para os mais aventureiros, há polvo e lula no menu, bem como especialidades como percebes e ligeirão. Experimente o arroz marisco ou arroz de polvo. E, se você for fã de calamari, experimente o choco frito.

Carne

Pratos com carne são extremamente deliciosos em comparação a outros países do sul da Europa. Nada fica muito melhor do que um bitoque: bife cozido com vinho e alho servido com batatas fritas frescas e ovo frito. Carne de Porco à Portuguesa é feita da mesma forma mas com porco e sem ovo. Adicione mexilhões e você tem Carne de Porco à Alentejana.

Experimente deliciosos cortes de carne como picanha e secretos de porco preto. Alheira é outra especialidade local – uma mistura de salsicha com pão ralado, servida com ovo frito e batata frita.

Tostas são uma ótima opção barata. A mais comum é a tosta mista (queijo e presunto). A rainha das tostas é a gloriosa francesinha, uma delícia originária do Porto. Ela consiste em pão torrado, porco, linguiça e bacon com molho de queijo e é servida em um prato cheio de cerveja e molho de tomate. Outro clássico português é o sanduíche de bifana, um pedaço de porco em pão duro.

Outros petiscos que você deve experimentar são o caldo verde (sopa de repolho) e sopa de feijão. Quando estiver em Portugal, você certamente irá esbarrar em pequenas padarias tradicionais que servem empadas, pataniscas (bolinhos de bacalhau) e folhadas.

Comida vegetariana e vegana

Backpacking Portugal - Portuguese food

📷@astaclivo

Embora carne e peixes sejam grande parte da culinária portuguesa, há muitas opções para veganos e vegetarianos. Lisboa tem muitos restaurantes nepaleses com excelentes opções veganas e vegetanrians. Os Tibetanos serve comida em um espaço antigamente ocupado por monges budistas.

Food Temple também é uma ótima opção, servindo deliciosas tapas veganas. Em Lisboa e Porto, há também a opção de visitar uma associação cultural. Essas organizações comunitárias sem fins lucrativos servem comida vegetariana e vegana barata e deliciosa por cerca de 3 euros o prato. Se você não sabe onde procurar, tente perguntar para alguém no seu hostel que conheça bem a área. Se você for em alguma dessas organizações, lembre-se que elas são organizadas por voluntários e, embora eles recebam qualquer pessoa, eles não gostam de turistas barulhentos.

Sobremesas

Não resiste a um doce? Então você está com sorte! Os fãs de chocolate irão amar o brigadeiro português. Pão de Deus é um pão doce com crosta de coco. Você também tem que experimentar a Bolsa de bolacha, um bolo feito de várias camadas de biscoitos com creme. Os portugueses também são particularmente orgulhosos do seu espresso, que você pode comprar em cafés e restaurantes por menos de um euro. Para algo um pouco mais doce, experimente o galão, que é feito de leite e espuma, ou um meio de leite (mais forte, metade leite, metade café). Meu preferido é o pingado ou o café cheio.

📷@astaclivo

Vinho e cerveja

De coqueteis sofisticados ao vinho local, é possível beber qualquer coisa sob o sol e por um preço decente em Portugal. O país tem uma longa história de produção de vinho e produz alguns dos melhores vinhos do mundo, com um sabor robusto e encorpado. O Douro é a região vinícola mais estabelecida. Alentejo e a península Setúbal também produzem vinhos incríveis. Há também o bem conhecido vinho verde, nomeado por causa da sua pouca idade e não de sua cor, com menor teor alcoólico. Mas também é refrescante, perfeito para um dia quente de verão.

O vinho do Porto é provavelmente o mais famoso do país. Com cerca de 18% teor alcóolico, é bem doce e feito na vinícola do Douro. Embora originalmente produzido somente com vinho tinto, hoje existem opções de vinho branco também. Se você está em Porto, por que não visitar uma das adegas de vinho do Porto da Vila Nova da Gaia, e se deliciar com uma taça ou duas enquanto estiver por lá.

Portugal tem tido um boom em cervejarias artesanais nos últimos anos. O distrito de Marvila em Lisboa é cheio delas e você pode encontrar suas cervejas (tais como Dois Corvos e Musa) em cafés e bares pela cidade. Uma das cervejarias mais conhecidas da cidade é a AMO, um pequeno estabelecimento executado por Margaret Orlowski, que oferece uma grande variedade de cervejas e abre suas portas a uma multidão amigável de estrangeiros e locais nas quintas e sextas-feiras à noite.

Se você prefere coqueteis, você perceberá que os bares perto da praia de Lagos e baladas em volta de Lisboa são os que têm a maior variedade. Portugal também produz alguns licores como o de sabor cereja Ginja de Óbidos bem como variedades de sabor laranja e castanhas que são servidas como aperitivos em restaurantes e vendidas em lojas como lembrancinhas. Os preços de beber no país são bem em conta, com meio litro de cerveja custando cerca de €1.50-€2.00 e uma garrafa de vinho €6.

Seis comidas portuguesas que você precisa experimentar

Backpacking Portugal - Pastel de nata

Torne sua missão experimentar a maioria destas delícias tradicionais portuguesas!

Pastel de nata

Com uma massa que derrete na boca e um creme de nata com canela, o pastel de nata é a primeira coisa que você deve experimentar. O melhor lugar para encontrar essas delícias fica em Lisboa, na mais antiga e conhecida pastelaria da cidade – Pasteis de Belém, perto da Torre de Belém. Há inúmeros outros lugares menos turísticos para experimentá-los, como a Manteigaria em Chiado, onde você pode ver os chefes fazendo os pasteis, e a famosa Pastelaria Cristal na Lapa, que é a favorita dos locais.

Bacalhau

Conhecido como o prato nacional de Portugal, o bacalhau pode ser servido de várias formas, com purê de batata em forma de bolinho até assado no forno com creme e batatas. Apesar das águas portuguesas serem cheias de peixes, o bacalhau não é nativo da área e foi introduzido no país na era dos Vikings, que os trouxeram das águas frias escandinavas. No entanto, quase todo restaurante português serve bacalhau, muitas vezes com uma receita única, mas o prato mais famoso é definitivamente o bacalhau à brás – bacalhau desfiado e cozido com ovos e batatas.

Frango no churrasco com piripiri

Portugal é o lugar certo para experimentar a verdadeira piripiri, ou como chamamos, pimenta malagueta. De frango à camarões, você verá esta pimenta em muitos restaurantes. O frango no churrasco com piripiri é a opção mais conhecida e há muitos lugares onde você pode experimentá-lo em Lisboa. Bonjardim, há poucos minutos da parada de metrô Restauradores, é um dos mais famosos lugares e, além disso, é barato (pouco mais de €5 por um frango inteiro) e você pode sentar na rua e observar o movimento enquanto come.

Bifanas

Perfeitos para um almoço rápido, o bifana é um sanduíche recheado com fatias finas de porco temperadas com ervas e alho. São considerados “comida de rua” então você pode encontrá-los em cafés ou barraquinhas pela cidade. Custam apenas €2-€5 e são ideais para comer andando enquanto você aproveita para turistar mais um pouco.

Amêijoas à bulhão pato

Se você pode abusar um pouco do orçamento, não pode perder este autêntico prato que consiste em moluscos frescos ao molho de azeite de oliva, alho, coentro e suco de limão. Geralmente encontrado na maioria dos restaurantes costeiros (especialmente na região do Algarve), também podem ser encontrados em Lisboa. Um vinho branco português é a bebida ideal para acompanhar as amêijoas e alguns lugares até colocam um pouco no molho enquanto preparam o prato!

Francesinha

Se você realmente ama comida, Porto tem que estar no seu itinerário, já que é conhecido como a capital da comida portuguesa. Uma de suas especialidades é a francesinha, parecido com o bifana por ser um sanduíche, mas recheado com deliciosas e suculentas carnes. É servido aberto e vem com um ovo frito no topo, queijo derretido e um molho de cerveja espetacular.

Things to do in Porto - Food

📷@onuratalayyy

História e Cultura Portuguesa

Por David Irvine

Embora esteja cada vez se tornando mais moderno, até recentemente Portugal era ainda um país um tanto rural, que demorou bastante para se industrializar. Como resultado disso, tradições ainda são valorizadas e a igreja tem um espaço importante na sociedade, especialmente em comparação ao norte da Europa. Durante os anos, o país foi ocupado por romanos, franceses e seus vizinhos espanhóis e norte-africanos. O legado dos Mouros ainda pode ser visto na arquitetura de todo o país. Exemplos incluem o Castelo de São Jorge em Lisboa e o Castelo do Mouro em Sintra.

Muitos portugueses continuam orgulhosos do papel do seu país na época do descobrimento, quando o país “descobriu” e colonizou as ilhas de Madeira e os Açores no século 15. Mais tarde, os navegantes portugueses Vasco da Gama e Fernando Magalhães se tornaram os primeiros homens a navegar até a India e fazer a volta no globo terrestre. Como resultado desta expedição, Portugal foi, por pouco tempo, uma das nações mais ricas do mundo.

A democracia portuguesa é ainda bem jovem. Entre 1926 e 1974, o país foi governado sob um regime onde os partidos políticos, sindicatos e greves eram proibidas. Aqueles que tentassem contestar eram brutalmente oprimidos pela polícia secreta. Esse regime foi, eventualmente, derrubado por uma facção do exército, que no dia 25 de abril de 1974, tomou Lisboa em um golpe relativamente sem sangue. A população jubilante colocou cravos vermelhos nas armas dos soldados, no que ficou conhecido depois como a Revolução dos Cravos.

O dia 24 de abril é a data que a democracia portuguesa é celebrada com shows e festas. Em Lisboa, as celebrações acontecem na Praça do Comércio, a principal da cidade, e em Porto, na Avenida dos Aliados. Além disso, muitas cidades pelo país fazem marchas de protestos no dia 25 de abril, bem como exposições comemorativas e palestras.

Backpacking Portugal - carnation

📷@bricco2013

Festivais e celebrações

Outros festivais em Portugal têm raízes religiosas, como as Festas dos Santos Populares em junho, que celebra os santos Antônio, João e Pedro. Grupos de pessoas em cidades e vilarejos se juntam para decorar casas com bandeiras e luzes. Eles também organizam barraquinhas vendendo bifana, cerveja, vinho e sardinhas frescas grelhadas.

As celebrações em algumas cidades podem ter como foco apenas um dos santos. Em Lisboa é o Santo Antônio. A parada segue pela Avenida da Liberdade, com grupos de músicos e dançarinos representando cada distrito competindo um com o outro. Caminhe por qualquer um dos distritos históricos de Lisboa (Bica, Alfama, Graça e Mouraria) na noite do dia 12 de junho e você encontrará as ruas cheias de gente cantando e dançando música Pimba – uma mistura de pop e folk português.

Você terá uma experiência parecida em Porto na noite do dia 23 de junho, quando a cidade festeja o São João. O centro velho da cidade, da estação de São Bento até o Cais Ribeira, fica todo decorado com bandeirinhas e as ruas cheias de músicos e barraquinhas vendendo churrasco e cerveja. Vá para o sul do rio à meia noite para ver os fogos de artifício, e depois vá até a praia dos Ingleses para fogueiras e mais festejos. Se você não estiver com muita ressaca no dia seguinte, vá para o rio ver a Regata dos Barcos Rabelos, uma procissão de barcos tradicionais de eram usados para transportar vinho das adegas para os rios no vale do Douro.

Há também dezenas de festivais de música na primavera e no verão como o Rock in Rio, NOS Alive e o Festival de Danças de Lisboa, bem como o NOS Primavera Sound em Porto. Para os fãs de jazz, o Outjazz em Lisboa acontece de Maio à Setembro e o Festival Porto Blues em maio.

Para um gostinho da música tradicional portuguesa, ouça o famoso fado em Lisboa ou Coimbra. É um estilo musical lindo e cheio de emoção que se originou nas regiões mais pobres de Lisboa no século 19. Os cantores de fado originais eram pobres e de grupos marginalizados da sociedade. Seu estilo melancólico reflete isso, com temas da vida diária como amor, perda, sorte e saudade. Os melhores lugares para ouvir fado são em pequenos bares e cafés, onde você pode sentar com um copo de vinho e aproveitar a atmosfera. .

Segurança em Portugal

Por David Irvine

📷@astaclivo

Eu vivi em Lisboa por um ano e meio e minhas experiências diárias com portugueses mostram que eles são amigáveis e fáceis de conversar. Sempre me senti seguro caminhando pelas ruas à noite. Já ouvi, no entanto, várias histórias de batedor de carteiras, especialmente durante a alta temporada, quando as ruas estão cheias de turistas. Embora os índices de criminalidade sejam baixos, crimes pequenos ocorrem.

Mantenha seus pertences perto de você quando estiver viajando em lugares lotados como trens e ônibus, ou quando estiver passando por praças cheias de gente. Ladrões também rouba, carros alugados e com placas de países estrangeiros. Sempre mantenha suas portas trancadas e estacione em locais seguros sempre que possível. Tenha cuidado com golpes vendendo ingressos falsos para atrações, especialmente em Belém e Lisboa. Apenas compre de vendedores oficiais.

Dicas de viagem de Portugal

Gorjeta

Gorjetas não são comuns em Portugal, especialmente em restaurantes mais casuais. Tenha em mente que muitos restaurantes cobram pelas entradas que colocam na sua mesa, mesmo se você não pediu, então sempre pergunte se eles estão oferecendo as azeitonas e o pão ou se você terá que pagar.

Visitar na baixa temporada

A época mais barata para visitar Portugal é entre Março e Maio ou Setembro e Outubro. Se você está com a grana contada, também é melhor visitar fora dos feriados como Páscoa e Natal – no entanto nestas datas há sempre as melhores festas.

Coma como os locais

Comer é algo sério entre os portugueses. Eles sempre encontram tempo para apreciar uma boa comida com sua família e amigos independentemente da sua agenda ocupada. Comece seu dia em uma padaria portuguesa com um Pão de Deus ou uma Tosta e espresso; e se você achar que precisa da experiência completa, peça outro espresso e deguste com um pastel de nata. Para o almoço, vá de algo mais leve e aproveite um sanduíche com caldo verde e um suco de laranja fresco. À noite é hora de se deliciar com uma refeição completa com vinho ou cerveja em um tasca tradicional.

📚 Sobre os Autores 📚

David Irvine é tradutor, bem como escritor ocasional e entusiasta de jazz. Originalmente da Irlanda do Norte, ele é apaixonado por línguas e outras culturas, já tendo vivido na Alemanha e em Portugal.

Jemima escreve sobre viagens enquanto explora o mundo. Ela também é amante de chá, cachorros e bons livros.

Kelly Barcus é blogger e fotógrafa de viagens e mora em Newport Beach, California. Quando não está explorando praias e trilhas no quintal da sua casa, ela está planejando sua próxima viagem. Ela adora levar seu filhinho em grandes aventuras e documentá-los no seu blog No Man Before e Instagram.

Laura Carniel é a Produtora de Conteúdo Brasileiro no Hostelworld e também morou em Lisboa.

Porque não guardar esse artigo no Pinterest para ler mais tarde? 👇👇

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/guia-mochilao-portugal/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Laura Carniel

I'm Laura, Brazilian, and I'm obsessed with dogs, films, sharing good stories with friends and discovering quirky places. Social Media & Content Executive and #HostelworldInsider at Hostelworld. 🌏 Favourite place on earth: London, UK. 🏠 Favourite hostel: Oki Doki Hostel - Warsaw, Poland. Follow my travel adventures and loads of dogs on Instagram @astaclivo 🐶✈️

Inspire-se

2 Responses to “Guia Completo para um Mochilão em Portugal”

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.