Europtrip e primeiro mochilão: Entrevista com a Jéssica Lobo

Europtrip e primeiro mochilão: Entrevista com a Jéssica Lobo

Foto 1

Real desvalorizado, trabalho e estudos que não acabam nunca, obrigações com mil pessoas, mas a vontade de fazer a sonhada Eurotrip não passa. A gente sabe como é. Obstáculos não faltam e um cartãozinho de crédito internacional sem limite ainda não está nascendo em árvore, infelizmente.

Para fazer a sua Eurotrip acontecer, um bom plano ajuda muito. Acrescente a isso uma dose de coragem, perseverança e inspiração e a receita tá pronta. Só falta uma boa chef pra nos ajudar e é claro que tínhamos que chamar a Jéssica Lobo para a missão.

A Jeh acabou de voltar do seu primeiro mochilão e primeira Eurotrip da vida. Ela trabalhou duro por alguns anos (quem a via como Fabi, na Malhação?), juntou grana e foi. Agora está aqui no nosso blog para compartilhar como foi tudo.

Foto 2

Primeira viagem pela Europa, né, Jeh? Conta como você se sentiu, como foi a emoção de realizar este sonho?

Nossa, você já falou tudo: um SONHO! Sempre quis conhecer a Europa, e é ainda mais impressionante que eu imaginava. Qualquer esquina transborda história! É ao mesmo tempo intimidador(?) e fascinante! Várias vezes me peguei com os olhos cheios d’água, ou de boca aberta. Quem acompanhou meu snap viu que eu estava nas nuvens. Lembro que quando vi a Torre Eiffel eu comecei a chorar, lembrando dos filmes que vi, dos livros que li onde tudo acontecia ali. Chega a ser difícil de descrever, mas ficou uma sensação: a CERTEZA de que vou voltar o mais rápido possível! E que a vida é feita de momentos assim, de viagens assim.

Viagens sempre mudam a nossa vida de alguma forma. Quebram paradigmas, abrem a nossa cabeça. O que você acha que mudou em você mesma depois desta Eurotrip?

Olha, voltei me sentindo uma nova pessoa. É como se você abrisse sua cabeça, sabe? Convivendo e vendo de perto muitas culturas e hábitos diferentes mexe em alguma coisa lá no fundo. E faz você querer voar também. Para longe.

O mundo tá ali, cheio de oportunidades, te esperando, te recebendo, e não vale a pena passar uma vida “presa” dentro de uma caixinha, num mesmo lugar.

Foto 3

Qual país que você visitou que mais mexeu com você? Porque?

Não foi bem um país e sim uma cidade: Londres. Nunca tinha visto um lugar que fosse tão a minha cara! E não tô falando só pelo fato de que eu consumo muito a cultura inglesa, como séries e bandas e tal que eu amo (alô Arctic Monkeys <3). Mas tudo lá é muito a minha cara. As pessoas são autênticas sabe? Cada um se veste como quer, não liga se você é gordo ou magro, alto ou baixo, engravatado ou punk com cabelo colorido… ou qualquer outra coisa que a sociedade e a mídia empurram pra gente que é certo e tentamos nos encaixar. Acho que podemos aprender muito com isso. Eles abraçam o lema “seja voce mesmo” e para alguém como eu, que sempre foi taxada de “esquisita”, me senti em casa. Sem contar a beleza da cidade, o contraste do antigo com o novo, que nem os dias chuvosos e nublados atrapalham. E os pubs <3. E o sotaque. E o Clink Hostel rs. E os eventos magníficos que sempre rolam, e de graça. Bom, Londres foi só amor, mesmo.

Muita gente tem dificuldades de planejar uma viagem pela Europa porque pode ser bem caro. Você tem dicas pra economizar e fazer a viagem ser possível?

A primeira dica é: planeje bem sua viagem! Veja tudo com antecedência, inclusive as passagens (caso seja mais do que um país). Tenha uma ideia dos lugares que você quer ir conhecer e visitar. Depois de resolvido isso, escolha um hostel bem localizado, ou que tenha fácil acesso a transporte público. É sempre bom conferir antes os museus que você quer ir, pq muitos deles oferecem horários de visitas gratuitos, ou até descontos para menores de 25 anos, estudantes e por ai vai! Pesquise também o transporte público, pois várias cidades oferecem descontos em bilhetes, por exemplo, em Madri, você pode comprar um ticket com 10 viagens que sai muito mais em conta que um bilhete único! Em Londres você faz um cartao (Oyster Card) e no final da viagem, se você nao usar todo o dinhiero que colocou, eles reembolsam.

Comprar comida no mercado e fazer no hostel é sempre uma boa opçao também. Hostels normalmente tem cozinha e você sempre encontra alguem lá fazendo um miojo, querendo economizar como você rs.

Ande mais. Explore a cidade. Assim você acaba “sem querer” esbarrando em lugares que você não esperava encontrar. Um bom exemplo disso é Paris, que em cada esquina tem um monumento, ou um museu, ou um prédio lindo, que se tivesse pego um metro eu teria perdido (e gastado mais).

Foto 4

Quais os itens essencias que não podem faltar na mochila de um turista hardcore: que sai do hostel de manhã e só volta à noite? Hahaha 

Ih, essa sou eu, sou uma turista hardcore, rs! Minha primeira dica é um tênis bom! No meu primeiro dia em Amsterdã tive que comprar um pq não estava mais conseguindo andar de tanta dor no pé! Estar confortável para andar o dia inteiro é essencial, seja nos pés ou na roupa. Se for no verão, o protetor solar é seu novo melhor amigo! Não saia sem ele na bolsa! Cidades como Madri, por exemplo, são muito secas e traiçoeiras. Falando em seca, leve sempre uma garrafa d’água! Você vai sentir muita sede e existem diversas fontes pelas cidades que você pode encher sua garrafinha (olha a economia de dinheiro aí também rs). Mas como ser turista hardcore tem que ser um turista prevenido, leve também uma capinha de chuva portátil ou um mini guarda chuva (me salvou em alguns momentos).

Leve um mapa! Mapas são amigos, e salvadores, e não te deixam no mão como o Google Maps (isso se você for como eu que nao quer pagar absurdos por dia para usar a internet e nao quer depender só de Starbucks). Sem contar que é uma sensaçao tao gostosa abrir o mapa na mesa e ir marcando oq você ja fez, oq você vai fazer, como uma aventureira de filme *.*  e de quebra ficar com um ótimo souvenir =) todos os meus mapas estão guardadinhos aqui, como lembranças boas.

Como foi a experiência de ficar em hostels?

Olha, maravilhosa! O hostel definitivamente não é só uma opção mais barata para estadia, é muito mais que isso! É um ótimo lugar para você conhecer gente do mundo todo. Sem contar que todo mundo que tá lá, tá na mesma vibe que você, conhecer o mundo e estar aberto a conhecer pessoas novas.

Às vezes parece que tudo do hostel é feito pra você economizar dinheiro: todos que ficamos ofereciam opções mais baratas de excursões pela cidade (algumas até de graça), promoções e tudo mais. Sem contar com o restaurante e pubs dentro do próprio hostel! Alias, os pubs são uma maravilha. Todos que eu fiquei tinham noites interativas, como open mic night ou bier pong (SIM!), então não precisava ir muito longe pra ser feliz rs. E a comida, hmmmm, a comida boa (saudade Belushi’s). Conheci muita gente nova, uma francesa louca que cantava no pub do hostel, um argentino que estava sem rumo, rodando a europa por 3 meses, escolhendo o roteiro conforme o dia fluía, um italiano que tinha pego uma carona de Paris e acabou perdido em Amsterdã, até mesmo um amigo meu brasileiro, que por acaso, estava indo beber no nosso hostel!

Parece filme, né? Nem acredito que vivi tudo isso, e tenho total consciência que nada disso teria acontecido se eu não tivesse ficado num hostel.

Qual conselho você dá pra quem nunca ficou em hostels e quer quebrar este ciclo?

Uma dica? Fiquem! rs Mas sério, vai sem medo e vai com tudo porque isso vai fazer muita diferença na sua viagem! Não fiquem pensando que só tem aqueles quartos que dividem com mil pessoas e tal, tem de tudo, você pode montar a viagem que você quiser de acordo com o que você imaginou! Vai, explore, conheça gente nova, seja feliz. Vai viver seu sonho! E depois, conta tudo pra gente! 🙂

Stalkeie os Hostels que a Jeh ficou na Eurotrip dela:

Londres -> Clink78

Amsterdam -> St Christopher’s at The Winston

Paris -> St Christopher’s Inn Gare du Nord

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/europtrip-e-primeiro-mochilao-entrevista-com-a-jessica-lobo/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.