Dez motivos para você adicionar Belize na sua lista de viagens

Dez motivos para você adicionar Belize na sua lista de viagens

Belize não é tão longe assim para você não conhecer. Tudo bem que o país, espremido entre a Guatemala e o México, é pequeno: tem o tamanho de Sergipe. Mas é banhado pelo Mar do Caribe e é cercado por 200 ilhas. Só por aí já dá para garantir que você vai ver praias maravilhosas e nadar em um mar com aquele tom de azul surreal e supertransparente. Além disso, Belize tem muuito verde, cachoeiras, trilhas, vibe alegre e um fundo do mar maravilhoso. Dá para nadar olhando corais coloridos, barracudas e até tartarugas imensas. Se convenceu de que sobram motivos para conhecer o país? Então veja dez das muitas razões para ir para lá.

1) Você vai ter o Caribe só para você

Você provavelmente não pensou em Belize para a sua primeira viagem pelo Caribe, né? Que bom. Isso só prova que Belize é daqueles lugares sem multidão, hotéis americanizados e drinques que custam os olhos da cara. Viajando pelo país você vai conhecer o Caribe autêntico, como deveria ser Cancún e Punta Cana, por exemplo, dezenas de anos atrás. Em várias praias, vai ser presenteado com aquele mar azulzinho e transparente só para você. E descobrir que não é preciso gastar rios de dinheiro para conhecer ilhas isoladas e quase secretas.

2) Você vai conhecer muita gente

Em Belize, o clima é descontraído. É chinelo e não salto alto. É reggae e não techno, e é shorts e não calça jeans. Por conta desse ar livre, leve e solto, é fácil conhecer gente no país. O idioma oficial é o inglês, mas praticamente todos falam também espanhol. Então, é só escolher seu idioma preferido. Uma boa informação para você se virar em Belize: além de alegres, os moradores são solícitos, especialmente nas estradas. É supercomum pedir e dar carona. Vai com fé.

3) Você vai subir em ruínas maias

Hoje em dia, Belize é um país discreto, mas já foi um dos principais centros da cultura maia em todo o mundo. Por isso, nesse país pequeninho, você vai sempre esbarrar em ruínas maias. Afinal, são 29 sítios arqueológicos espalhados por Belize – e 18 deles abertos aos turistas.
Nas ruínas do país não tem um segurança apressando, gente disputando a foto e barulho de turistas. São lugar de paz, para você se sentir um privilegiado de ser um dos poucos a ver aquelas construções feitas há quase 2.500 anos. O maior sítio arqueológico de Belize é o Caracol, onde já chegaram a viver 60 mil pessoas (só para comparar: tantos séculos depois, Belize City, hoje a maior cidade do país, é agora uma “metrópole” com 85 mil habitantes). Mas o sítio arqueológico mais perto do aeroporto, a só 45 minutos de Belize City, é Altun Ha. Ali, você pode subir em qualquer um dos antigos templos sem ser importunado, mas anote a dica: a construção com o visual mais bonito é do Temple of Masonry Altars, de onde dá para ver bosques por todo lado. Vai ser fácil reconhecer a construção: é a mesma que estampa o rótulo da Belikin, a cerveja do país que certamente você vai provar.

4) Você vai poder provar o rice&beans e o beans with rice

Belize City tem mais bares do que atrações. Quando estiver escolhendo uma comida para acompanhar a cerveja Belikin, provavelmente você vai ver no cardápio o rice& beans e o beans with rice – não é erro no menu, não. Em Belize essas são duas comidas típicas, e, sim, são dois pratos diferentes. O primeiro é o mesmo que o nosso arroz com feijão, com o feijão ao lado ou em cima do arroz. Já o rice&beans é um arroz cozido no caldo do feijão junto com leite de coco. Guardou? Para não confundir, só mesmo comendo.

5) Você vai ver uma floresta multicolorida de corais roxos, verdes e vermelhos

Belize é dono da segunda maior barreira de corais do mundo (fica só atrás da Austrália) e ainda leva uma vantagem: é a maior quando se trata de corais vivos. Isso quer dizer que você não precisa pegar todas aquelas horas de avião e ir até a terra dos cangurus para fazer um mergulho bonito. É só ir para Belize e colocar a cara na água, de snorkel mesmo, e a impressão é de que você está em uma floresta multicolorida embaixo do mar, com corais roxos, verde e vermelhos. Detalhe: tudo fosforescente. É um cenário incrível, por onde ainda passam tubarões inofensivos, barracudas e até tartarugas para você tirar umas boas selfies.
Um dos melhores lugares para ter essa visão que parece sonho é ao redor da ilhota Silk Caye, um pedaço de terra com o comprimento de vinte passos e cinco coqueiros rodeada por aquele mar azul claríssimo caribenho. Os passeios para essa ilha saem pela manhã da cidade de Placencia levando tanto quem quer ver o fundo do mar com uma máscara de snorkel quanto quem prefere os tubos para mergulho.

6) Você vai se divertir nas badaladas praias de San Pedro e Caye Caulker

A cidade com o maior agito de Belize é San Pedro. Pode ser graças à Madona, que dedicou a música La Isla Bonita à ilha onde está a cidade, a Ambergris Cayes. Mas pode ser também mérito próprio desse pedaço de terra. Tem hostels pé na areia, beach bars, drinques baratos com rum, mar azulzinho… precisa de mais alguma coisa? De Belize City você pode pegar um voo até a ilha, ou a forma mais barata é de barco. Nesse caso, você precisa ir do aeroporto até o terminal de ferry e de lá navegar cerca de uma hora e meia de barco.
Já “o” lugar para você conhecer mais mochileiros é a ilha Caye Caulker. Fica a meia hora de barco de San Pedro ou a 45 minutos de navegação de Belize City. É tão turística quanto Ambergris Cayes, mas as opções de passeios e de acomodações são mais baratas. Tem lojinhas de artesanato, aquele mar azulzinho do Caribe, boas praias e a barreira de corais logo ali. É aquele típico ponto onde todo mundo fala com tudo mundo, fica horas na beira da praia e o negócio é não fazer muita coisa – e, convenhamos, descansar e não se preocupar com a vida é tudo de bom.

7)Você vai se sentir rico comendo as famosas lagostas de Belize

Nos bares e restaurantes de Belize você pode encontrar de hambúrgueres a massas e ceviches, mas o destaque do país são as lagostas. Elas são consideradas as mais saborosas do mundo e chegam na mesa grandes e suculentas. Se você ainda não provou, deixe essa experiência para fazer em Belize. Por lá, é coisa comum pedi-las nos restaurantes: custam cerca de US$ 15 para você uma vez ou outra se fazer de fino e se esbaldar na lagosta.

8) Você vai se alegrar (ainda mais) na cidade colorida de Hopkins

Como não amar casas coloridas? No fofíssimo vilarejo de Hopkins, elas são pintadas de verde-limão, azul, roxo, rosa…é uma perdição para as fotos. A vila, com todo o jeito de hippie, é um dos principais destinos de Belize e point dos mochileiros. Tem ruas de terra batida, vários restaurantezinhos e um hostel. São só mil moradores por lá, mas Hopkins é animada. É cheia de turistas que caminham como manda o figurino: é lugar para andar despojado e de chinelo.
Hopkins é geralmente usada como base porque fica a 45 minutos da linda praia de Placencia e a meia hora do Bocawina National Park, um parque com tirolesas e trilhas para três cachoeiras lindas. Se você tiver preparo físico, escolha chegar até a cachoeira Antelope: vai ser preciso usar pedras como degraus e se apoiar em cordas, mas a recompensa pelo esforço vai chegar (mesmo que demore). Depois de uma hora vão aparecer as quedas em um poço verdinho para você se revigorar naquela água gelada.


Hopkins é o lugar da cultura garífuna, originada dos negros africanos. As casas são decoradas com fotos de Bob Marley, o pessoal tem cabelo rastafári e os restaurantes servem a comida garífuna. Se você não tem ideia do que seja, prove no Innie’s Restaurant o bundiga (peixe com banana cozida em leite de coco) e o huduto (peixe servido em sopa de leite de coco acompanhado de purê de banana amassada e tapioca), cada um por uma média de US$ 10.

9) Você vai nadar em um poço de agua azul no meio da mata

Quando você for de Belize City para as praias do sul, preste atenção na estrada e não perca uma parada. A que indica o St. Herman’s Blue Hole National Park, a só meia hora de carro da capital de Belize, Belmopã. Nesse parque não precisa se acabar de andar em trilhas. É só caminhar 5 minutos por um caminho facinho e pronto: vai surgir na sua frente um poço de água azul cercado pela mata. É perfeito para se refrescar no meio da estrada, e passar um bom tempo nadando junto com os peixinhos.

10) Você vai mergulhar em uma caverna no oceano

Do mesmo jeito que todo surfista sonha com as ondas do Havaí, todo mergulhador sonha em explorar o Blue Hole. É uma formação inacreditável. Uma caverna vertical perfeitamente redonda, no meio daquele mar azul-turquesa. Imagine mergulhar em um túnel vertical no oceano, escuro, cheio de estalactites e estalagmites, e endereço de vários tubarões. É para os fortes. O buraco chega a 130 metros de profundidade, mas os mortais podem mergulhar “só” até os 40 metros. O mergulho não é dos mais baratos e não dura muito tempo – é permitido ficar no máximo 8 minutos lá embaixo – mas a aventura é garantida.

📚 Sobre a autora 📚

Natália Manczyk é jornalista de turismo. Viaja todo mês mundo afora à caça das melhores inspirações para os viajantes, e aos 31 anos conhece quase 60 países. Você pode acompanhar as dicas de viagem no blog Porta de Embarque e no Instagram.

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/dez-motivos-para-voce-conhecer-belize/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Laura Carniel

I'm Laura, Brazilian, and I'm obsessed with dogs, films, sharing good stories with friends and discovering quirky places. Social Media & Content Executive and #HostelworldInsider at Hostelworld. 🌏 Favourite place on earth: London, UK. 🏠 Favourite hostel: Oki Doki Hostel - Warsaw, Poland. Follow my travel adventures and loads of dogs on Instagram @astaclivo 🐶✈️

Inspire-se

One Response to “Dez motivos para você adicionar Belize na sua lista de viagens”

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.