Os desertos do mundo que você precisa conhecer

Os desertos do mundo que você precisa conhecer

Dentre as várias definições que o dicionário nos traz da palavra deserto, uma delas diz que: “Deserto é a ausência total de alguma coisa; aridez”. Acontece que, quando você está viajando, essa “ausência de tudo” pode, na verdade, significar o encontro de muita coisa. Para mim, os desertos trazem uma paz única, quase como um sopro de liberdade. Te dão a incrível oportunidade de desfrutar tranquilamente da sua própria companhia, te ensinam, com a sua imensidão, a infinitude de caminhos que podem ser traçados nessa vida. Então, se é desse momento de paz que você está precisando, vou te mostrar esses desertos INCRÍVEIS que você ainda precisa conhecer neste mundo:

Salar de Uyuni, Bolívia

O famoso Salar é, nada mais nada menos, que o maior deserto de sal do mundo, localizado na cidade de Uyuni, na Bolívia.
Geralmente, para chegar até lá, você faz um passeio de 4 dias, no percurso clássico que cruza do Uyuni ao Atacama, no Chile. Esses passeio te leva por paisagens extremamente diversas e surpreendentes, todo o percurso é inacreditável. É uma combinação de lagunas coloridas, montanhas, mudança climática… A experiência é intensa! O passeio todo é maravilhoso, mas, para não perder o foco, especialmente o Salar é mágico. É lá mesmo onde, em época de chuva, nasce um enorme espelho d’água, refletindo o céu inteirinho… E quem é que nunca quis ter o céu aos seus pés, não é mesmo?
Confesso que esse foi o destino do meu primeiro mochilão e eu tenho um carinho especial por esse lugar até hoje <3

Deserto do Atacama, Chile

Na continuação do passeio do Uyuni, você chegará ao maravilhoso Deserto do Atacama, o deserto mais seco e alto do mundo. Esse lugar provavelmente te mostrará como o “deserto” não significa “ausência total de alguma coisa”, pois ele traz uma variedade gigante de paisagens, vegetações, de animais (lhamas, alpacas, vicunas e flamingos), de dunas de areia contrastando com rochas gigantes… Enfim, tem para todos os gostos. O Atacama te dá de presente lugares magníficos, como o Valle de la luna, as Lagunas Altiplánicas, as Termas de Puritama e os Geysers del Tatio. Você precisa ir lá conferir.

Deserto da Tatacoa, Colômbia

O deserto da Tatatacoa ainda é pouco conhecido, fica pertinho de Bogotá, a capital da Colômbia, e te guarda lindas surpresas! Isso porque lá é um dos melhores locais do mundo para admirar o céu, é isolado, sem nenhuma poluição visual, é repleto de estrelas cadentes. Tem um observatório astronômico lindo e bem equipado. Você ainda pode acampar na região, entre os vários tons avermelhados do deserto e o seu relevo único.

Deserto de Guajira, Colômbia

La Guarija é uma região desértica ao norte da Colômbia, povoada, em sua maioria, pela população indígena Wayuu. As duas cidades “mais turísticas” da região são: Cabo de La Vela e Punta Gallinas. E bom, eu escrevi entre aspas porque, por lá, o turismo ainda é pouquíssimo explorado – o que torna a experiência ainda mais autêntica e fascinante, na minha opinião. Quando estive neste lugar, no meio de 2018, a única acomodação existente era a rede, que a própria população tecia, você alugava a sua e botava em uma cabana na praia. Sim, la guajira tem uma conjunção inacreditável do deserto com o mar! Eu, particularmente, amei tudo neste lugar: a simplicidade, a paz, o deslumbre que é a união do deserto com a água abundante. É um do meus lugares preferidos no mundo, por ser ainda tão autêntico e preservado.

Deserto do Saara

O Saara é o segundo maior do mundo, só perde para Antártida – difícil competir, né… E ele vai te deixar sem palavras. É realmente muito difícil descrever a imensidão desse lugar. Existem vários passeios que te permitem dormir uma noite lá no meio do deserto, em tendas (às vezes com música e comida típicas – falei mais disso aqui, no artigo sobre o Marrocos), em que você irá ganhar de presente o céu mais iluminado de estrelas deste universo – os terraplanistas que me perdoem, mas era uma infinitude de estrela, eu as vi até a bordinha do mundo e tive certeza que a terra era redonda, haha.

Lençóis Maranhenses, Brasil

📷@gjofili

E nosso Brasil não ficou atrás! Este paraíso no Nordeste nos lembra como é lindo observar a força da natureza: a potência dos ventos e o movimento das dunas fazem a paisagem ser criada e recriada bem diante dos seus olhos, em pouco tempo. O gostoso é se perder pela imensidão, ou, melhor ainda, escorregar até as lagunas de um verde inexplicável, que te esperam lá embaixo. Estas lagunas são formadas pelas águas das chuvas e estão por lá até o mês de setembro, então a dica é ir por essa época.

Chihuahuan – México

📷@kenlund

Já imaginou encontrar ursos e onças em um deserto? Pois é, lá em Chihuahuan você pode! Além de ser o lar destes animais, o lugar é o deserto com maior biodiversidade da terra. A região é mais plana, cheia de cactos e o céu, especialmente no pôr do sol, é transformado em infinitos tons de amarelo. De quebra, a área desértica vai se desenvolvendo em cânios deslumbrantes que, ao final, te deixam de cara com várias cachoeiras lindas – A cachoeira de Basaseachi é uma delas.

Painted Desert – Estados Unidos

📷@psyberartist

O “deserto pintado”, como o próprio nome já sugere, parece que foi feito a mão e esbanja um colorido único. Ele fica dentro do Petrified Forest National Park, no Arizona. Neste desse parque gigantesco (que cabe até um deserto dentro) existem mais de 800 sítios arqueológicos, o que significa que, na área, a paisagem desértica é contemplada por troncos petrificados e vistas impressionantes.
Para completar, o Petrified Forest National Park ainda guarda um pedaço da Histórica Rota 66, é o único parque americano que pode te proporcionar isto.

Pinnacles Desert – Austrália

📷@obliot

Claro que a Austrália não poderia ficar de fora dessa lista, já que 56% do país é formado por desertos. O deserto dos pináculos faz parte do Nambung National Park, fica próximo da cidade de Perth, é bem diferentão, todo composto por formas um tanto quanto curiosas (os pináculos, que, segundo cientistas, há milhões de anos eram raízes de árvores, o deserto era uma floresta) e o que eu achei muito interessante é que você pode alugar um carro por lá (só cuidado para não atropelar um canguru pela estrada), ou apenas seguir uma das várias trilhas, e assim ter a liberdade de andar pelo deserto da maneira que preferir! Outro ponto alto é que esse deserto também fica pertinho do oceano, o que cria uma combinação lindamente inusitada.

Espero que este artigo te dê aquela vontade de “experenciar” a natureza de uma forma única, que algum desses lugares te presenteie com a oportunidade de sentir que “deserto”, na verdade, pode significar a presença de muita coisa.

📚Sobre a Autora 📚

Sou a Alice Maffucci. Depois de morar em Nova Iorque, em Lisboa e na Colômbia, assumi que sou dona de um “coração vagabundo que quer guardar o mundo em mim” e de um desassossego permanente na alma que, vira e mexe, me faz por a mochila nas costas – sempre com um livro de poesia dentro. Posto meus devaneios sobre esse mundo aqui no meu Instragram.

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/desertos-do-mundo-que-voce-precisa-conhecer/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Laura Carniel

I'm Laura, Brazilian, and I'm obsessed with dogs, films, sharing good stories with friends and discovering quirky places. Social Media & Content Executive and #HostelworldInsider at Hostelworld. 🌏 Favourite place on earth: London, UK. 🏠 Favourite hostel: Oki Doki Hostel - Warsaw, Poland. Follow my travel adventures and loads of dogs on Instagram @astaclivo 🐶✈️

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.