Como economizar em uma viagem para a Chapada dos Veadeiros

Como economizar em uma viagem para a Chapada dos Veadeiros

A Chapada dos Veadeiros é um destino perfeito para quem procura uns dias mais sossegados em conexão com a natureza. Localizada em Goiás, a região é conhecida por suas paisagens impressionantes que combinam desfiladeiros, cachoeiras e uma vegetação típica do cerrado. A energia do lugar poderia até ser explicada por todas as forças da mãe-natureza, mas o misticismo vai além, já que a Chapada está localizada bem em cima de uma imensa placa de cristal de quartzo e na mesma latitude que Machu Pichu, no Paralelo 14.

Independentemente dos motivos, conhecer esse paraíso é altamente recomendado, mas, como a maioria dos destinos de beleza natural, visitar a Chapada dos Veadeiros requer um pouco mais das nossas finanças. Planejamento na compra de passagens e estadia em hostel é o básico no combo da economia, mas podemos ir além dessas estratégias. Então resolvi dividir aqui o que eu aprendi, na prática, visitando esse pedaço de paraíso.

Vá de Brasília à Chapada de transporte compartilhado

Apesar de estar localizada em Goiás, o aeroporto de Brasília é o mais próximo das duas cidades que servem de base para a maior parte de quem ruma em direção à Chapada dos Veadeiros. Os 230 Km até Alto Paraíso podem ser percorridos de carro ou ônibus, mas, os 36 Km até a Vila de São Jorge, só mesmo de carro. A carona é altamente utilizada na região e o encontro entre condutores e viajantes pode ser feito através de grupos no Facebook ou no bom e velho dedão na estrada.

Compartilhar o transporte é, sem dúvidas, a maneira mais econômica de se chegar à Chapada. O trajeto de ônibus, realizado pela Real Expresso, é feito diariamente em três horários, em ambos os sentidos, e custa um pouco mais de R$100 (ida e volta). De carro, os custos ficam mais leves se a viagem for em grupo, já que dá para rachar o preço do combustível e do aluguel do automóvel, se for o caso. Por fim, a carona compartilhada costuma ter preços ainda mais em conta e ainda te dá a oportunidade de conhecer novas pessoas.

Divida a sua estadia entre a Vila de São Jorge e Alto Paraíso

Grande parte das trilhas e cachoeiras, incluindo o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, está mais próxima da Vila de São Jorge, mas há atrações imperdíveis que estão mais perto de Alto Paraíso. Quando eu fui, concluí que dividir a estadia seria bom não só para economizar grana de combustível, mas também para poupar tempo. Ainda que sejam só mais 36 Km e 35 minutos de estrada, isso pesa quando se está no volante depois de horas dirigindo, por exemplo.

Sendo assim, planejar os pontos que você quer visitar e dividí-los entre o que está mais próximo de uma cidade e outra pode ser uma boa estratégia na hora de salvar alguns reais e otimizar seus dias na Chapada.

Vá em (ou arrume um) grupo

Estar com mais gente dilui bastante os custos de uma viagem à Chapada dos Veadeiros. Ainda que você não esteja originalmente viajando em grupo, conhecer pessoas que estão interessadas em ir aos mesmos lugares que você pode representar não só um alívio no seu orçamento, mas também novos companheiros de aventura. Por exemplo, se você estiver viajando de carro e ele não estiver cheio, ofereça aquela vaguinha no banco de trás a alguém que está indo para o mesmo canto que você.

Além de dividir os custos de combustível, ainda rola de dividir os custos dos serviços do guia. Isso porque, em algumas cachoeiras, como a de Santa Bárbara, o acesso só é permitido se você estiver acompanhado de um profissional credenciado – que cobra em torno de R$ 70 para um grupo de até 10 pessoas. Em outros casos, como a Catarata dos Couros, é altamente indicado que você tenha a companhia de um conhecedor da região, porque o caminho até lá é muito mal sinalizado. Nesse caso, os preços começam em R$150, também para o grupo, levando o guia no seu carro.

Hostels são ótimos lugares para encontrar potenciais companheiros de viagem. Aproveite aqueles momentos nas áreas comuns do local onde você está hospedado para conhecer pessoas. Ter os funcionários da recepção como aliados também é uma ótima estratégia. Diga a eles que você está à procura de alguém com planos semelhantes e, certamente, eles terão prazer em bancar os “cupidos” nesta situação.

Priorize atrações gratuitas

A maior parte das cachoeiras está localizada em propriedades privadas – o que significa que é cobrada uma taxa de ingresso. Os preços variam de R$ 15 a R$ 40 por pessoa e, quando a presença de um guia é obrigatória, isso pode aumentar ainda mais. Porém, o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros guarda três trilhas e seis cachoeiras com entrada gratuita. É indicado que se reserve pelo menos dois dias para conhecer esses trajetos com tranquilidade.

A única atividade cobrada na reserva ecológica é a Travessia das Sete Quedas, mas percorrer seus 23,5 Km não é tarefa para amadores. Para fazer a trilha, que só abre na estação seca (entre junho e outubro), é preciso fazer uma reserva e pagar a taxa de R$ 6 pelo pernoite no parque.

Outras opções gratuitas são as Cataratas dos Couros e o trekking do Sertão Zen. Apesar de não ser obrigatório, é indicado que se tenha a companhia de um guia credenciado.

Leve lanchinhos na mochila

Algumas cachoeiras contam com uma infra-estrutura mais elaborada para receber seus visitantes, o que inclui bares e restaurantes. Não preciso dizer que, nesses lugares, qualquer salgadinho será superfaturado, certo? Para evitar gastos desnecessários e não ficar faminto, vale sempre ter aquele lanchinho na mochila. Frutas fáceis de carregar e comer, sanduíches, biscoitos e água são sempre muito bem-vindos durante e após longas caminhadas.

Apesar de Alto Paraíso ser uma cidade pequenininha, há supermercados. Eu optei por fazer minhas compras em Brasília porque tinha tempo para isso e já parti com o carro carregado desses projetos de marmita. Também é bom lembrar que na sua mochila não pode faltar protetor solar, repelente e uma bolsinha de remédios que podem salvar no sufoco.

Programe-se para evitar frustrações

Para economizar, programação é essencial! Passagens compradas e hostel reservado com antecedência são só o início da viagem. Pesquise sobre as cachoeiras que você quer conhecer e não exite em pedir opinião para quem é da região.

Seu hostel certamente pode tirar dúvidas ou te informar se aquela trilha que você quer muito fazer é indicada para a época do ano que você vai, por exemplo. É sempre bom deixar a viagem te surpreender, mas planejamento ajuda na hora de poupar.

Negocie sempre

Dificilmente vai ser possível negociar o preço do serviço prestado por um guia, mas sempre dá para chorar na entrada das cachoeiras, principalmente se você estiver em grupo. A tentativa é livre!

Se hospede em um hostel em Brasília

Por possuir o aeroporto mais próximo da Chapada, você provavelmente vai voar para Brasília e então seguir viagem. Se acabar passando uma noite na capital brasileira, escolha entre os nossos hostels em Brasília. Uma das melhores opções é o Hostel7 Brasília, localizado na Asa Norte.

Hostel7 Brasília

📚 Sobre a autora 📚

Louise Palma é jornalista e mestranda no curso de História da Arte, Patrimônio e Cultura Visual, em Porto, Portugal. Em 2010, quando fez um intercâmbio na Espanha, teve a chance de viajar pela Europa e, ao descobrir o prazer de colocar a mochila nas costas, nunca mais conseguiu parar. Você pode acompanhar suas aventuras no seu blog e Instagram.

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/chapada-dos-veadeiros/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Iami Gerbase (Hostelworld)

Hi! My (weird) name is Iami and I'm a Brazilian journalist tired of hearing "You don't look Brazilian". I love to taste street food, read at the beach and watch Naked and Afraid. 🌏 Favourite place on earth: Praia de Palmas, SC, Brazil. 🏠 Favourite hostel: Bananas Bungalows, Krabi, Thailand. You can follow my travels on Instagram: @iamigerbase.

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.