47 dicas aleatórias de viagem que ninguém nunca te disse

47 dicas aleatórias de viagem que ninguém nunca te disse

1 – Qualquer destino é um destino

Talvez você não tenha dinheiro agora para viajar para o outro lado do mundo, mas e para aquela cidadezinha perto da sua? Destinos pertinho do Brasil também são uma boa ideia (como a Argentina e o Peru), ou até aquele destino bem longe, mas com preços super baratos. Os maiores destinos da Europa normalmente são nada amigáveis ao bolso do brasileiro, então por que não explorar o Leste Europeu? Comece a diferenciar seus destinos e a encarar qualquer destino como uma oportunidade de viagem e sua vida de viagem vai ser bem mais interessante.

São José dos Ausentes (RS, Brasil) 📷 iamigerbase

2 – Segunda-feira não é dia de turista

Muitas atrações, em todos os cantos do mundo, não abrem em determinado dia da semana – e esse dia muitas vezes é segunda-feira. Então, ao programar seu roteiro em uma cidade, lembre de fazer algo que faça sentido com essa possível dificuldade.

3 – Leia a Wikipédia

Antes de chegar a um novo destino, faça o pequeno esforço de abrir a página da Wikipédia sobre o local e ler, pelo menos, aquela primeira parte e a listinha lateral. Pode parecer bobagem, mas vai fazer você ter um entendimento bem melhor do que está vivenciando. Informações que sempre procuro: número de habitantes, um pouco da história, os principais bairros, a religião predominante, o formação étnica…

4 – Olhe para trás

Como comento em meu artigo sobre Sevilla: “Se tem uma dica que eu acho importantíssima ao viajar é: olhe para trás, olhe para os lados, olhe para cima. Às vezes estamos tão focados em encontrar o local X que colocamos um cabresto imaginário e olhamos apenas para frente ou para o mapa em nossas mãos. A quantidade de cenários incríveis que perdemos ao fazer isso é a prova que apenas viajar para um local não quer dizer realmente aproveitá-lo”. 

Muitas vezes estava encarando uma rua e, ao olhar para trás por algum motivo aleatório, encontrei uma igreja incrível, um prédio expremido entre plantas, um pôr do sol fantástico que não havia percebido.

Alfama (Lisboa, Portugal) 📷 iamigerbase

5 – Saiba o básico da língua local

Saber dizer Oi, Obrigada, Por Favor e Tchau na língua local não é um esforço enorme e faz de você uma pessoa bem mais simpática.

6 – Você é um VISITANTE

Como um visitante em um novo local, não é seu papel julgar, mudar, sujar, bagunçar, incomodar… Tenha SEMPRE em mente que você é um visitante e tudo fica mais fácil.

7 – Ouça os barulhos

Nunca vou entender quem anda por um destino novo com fones de ouvido. Cada cidade tem seus barulhos e às vezes eles dizem muito sobre a cultura local. Seja ouvir flamenco pelas ruas da Espanha, as buzinas pelas do Vietnã ou as gaivotas pelas de Florianópolis.

Ho Chi Minh City (Vietnã) 📷 iamigerbase

8 – Repare nas propagandas, veja a TV local

Uma vez liguei uma televisão no Vietnã e estava passando… uma novela brasileira! As famosas atrizes brasileiras dubladas em vietnamita divertiram a minha noite. Então tente reparar nas propagandas em revistas e outdoors, ligue a TV local, fique atento ao estilo dos produtos culturais mais corriqueiros e você vai aprender bastante sobre o local.

9 – Faça listas de primeiras impressões

Tenha um daqueles caderninhos bem levinhos e uma caneta e vá anotando algumas de suas impressões sobre o local. Claro que dá para fazer no celular, mas eu gosto de fazer em algo físico para guardar depois e servir como lembrança.

10 – Saindo do aeroporto, olhe pela janela

Depois de mandar aquela mensagem “MÃE, TO VIVA/O”, desgrude do celular e olhe pela janela do ônibus, trem, uber…

11 – Tente não chegar em um destino novo à noite

É mais seguro, você vê a cidade melhor, as opções de transporte são mais variadas e frequentes…

12 – Experimente a comida local

Ok, talvez o McDonnal’s seja a opção mais barata que você encontra no destino, mas faça o possível e o impossível para provar o máximo possível da culinária local – isso é parte da viagem!

A comida Nordestina continua no topo da minha lista <3 📷 iamigerbase

13 – Carregue papel higiênico / lenços

Às vezes você vai ficar imensamente feliz de ter um papel higiênico ou lenços em sua mochila.

14 – Veja os eventos que vão acontecer durante a sua estadia

Shows, peças, desfilas de rua… veja o que está acontecendo de legal na cidade que você está visitando, pode ser um ótimo programa diferente daquele turismo tradicional. E lembre que muitos podem ser de graça!

15 – Coloque o seu passaporte em um saco plástico

A água pode destruir o seu documento mais importante.

16 – Carregue uma canga

Uma canga é bem útil na praia né? Mas também é útil para fazer um piquinique no parque, para se esquentar do ar-condicionado congelante do avião, para tapar os braços ao entrar em um templo, para amarrar uma coisa na outra, para usar como lençol, para limpar algo… É ÚTIL PARA TUDO.

Dunas do Pôr do Sol (Jericoacoara, CE, Brasil) 📷 iamigerbase

17 – Veja a previsão do tempo

E esteja preparado para uma chuva, um calor dos infernos, neve… Ser turista não significa estar sempre desavisado.

18 – Descubra que horas o sol se põe

Seja para não ficar andando sozinha pela rua depois que escurecer ou para curtir aquele lindo pôr do sol no mirante.

19 – Tenha um mapa off-line

Alguns amam aquele mapa de papel, mas opções de mapas online, como o Maps.Me podem ser uma boa também. O importante é não depender do sinal do telefone para encontrar seu caminho para o hostel.

20 – Procure todos os rolês de graça

Digite “o que fazer de graça em X” ou “what to do for free in X” no Google e descubra um mundo de programas gratuitos.

Sky Garden em Londres – totalmente gratuito! 📷 iamigerbase

21 – Não desacate autoridades

Pode parecer exagerado, mas já vi muito turista sem noção desacatando autoridades e se dando mal. Mesmo que não concorde com isso ou aquilo, não desacate autoridades, as confusões internacionais são nada fáceis de resolver.

22 – Não seja o fotógrafo sem noção

Não arrisque sua vida por uma foto. Não empurre outras pessoas por uma foto. Não gaste 30min procurando a foto ideal. Respeite filas implícitas para aquela foto naquele lugar lindão. Ou seja, não seja o fotógrafo sem noção, ninguém gosta dele.

23 – Deixe o que for caro em CASA

Tem necessidade levar o anel que sua vó deixou de herança para uma viagem? Não, não tem. Então deixe em casa, bem longe de suas aventuras, aquilo que lhe for importante de verdade, seja pelo valor monetário ou pelo valor sentimental.

24 – Lembre que é possível lavar roupas

Principalmente em países quentes e baratos, lave roupas frequentemente (seja no hostel ou em lavanderias de rua) e aproveite para ter uma malinha bem pequena.

25 – Use sapatos CONFORTÁVEIS

Pelo amor de deus: não use sapatos desconfortáveis ao viajar, você irá se arrepender mortalmente.

Às vezes pé descalços é a melhor opção <3 📷 iamigerbase

26 – Ouça o seu instinto

Se você não está confiante naquela rua, vá para outra. Se não curtiu a vibe daquele motorista, peça para parar e chame outro.

27 – Não coma perto de grandes atrações turísticas

É mais caro e normalmente a comida nem é tão boa.

28 – Lembre que é possível cozinhar em muitos hostels

Cozinhas de hostels são suas melhores amigas se você quer gastar pouco na alimentação. Muitas vezes os hostels possuem um armário de “coisas de graça” deixadas por outros viajantes. Uma vez cozinhei um delicioso jantar somente com esses ingredientes gratuitos.

Hostel miscomceptions - Hostels aren't safe

Hostel Soul Kitchen em St Petersburg

29 – Tente fazer amigos

Pare de se esconder em seu dormitório e vá fazer amigos no hostel!

30 – Vai ter perrengue, aceite

Viajar é também passar por perrengues. Faz parte. Aceite.

31 – Carregue um livro

Seja para aquela fila ou para ler em um banco de parque, carregue um livro leve ou, para os moderninhos, um leitor digital.

Tomar (Portugal) 📷 iamigerbase

32 – Rolês em aeroportos são MUITO caros

Não é só no Brasil que os valores nos aeroportos são revoltantes. Evite precisar comprar coisas nos aeroportos ou até prepare uma marmitinha pré-aero.

33 – Avião nem sempre é a melhor opção

A gente tem mania de achar, vindo de um país de proporções continentais, que o avião é a melhor opção de transporte – nem sempre é! Procure se o trajeto que você precisa fazer não é mais fácil de ônibus, trem, carro, van, carona compartilhada… Não só os valores às vezes podem ser mais interessantes, como a própria logística, visto que muitos aeroportos ficam BEM longe da cidade, enquanto rodoviárias e estações normalmente estão localizadas no centro.

34 – Aceite que às vezes não vai dar para ver “tudo”

Não tente espremer 2000 programas em dois dias de viagem. Às vezes algumas coisas vão ter que ficar de fora – ou guardadas para a próxima visita!

35 – Menos fotos, mais memórias

Amo tirar fotos, não vou negar, mas às vezes tento guardar o celular ou a câmera e simplesmente viver o momento. Temos até um artigo com ótimas Dicas Simples Para Usar Redes Sociais Em Viagens De Maneira Inteligente.

36 – Atenção 360°

Seja por motivos de segurança ou para curtir ao máximo o visual, tenha seu radar ligado o tempo todo.

37 – Caminhe o máximo possível

Budapest (Hungria), uma cidade bastante caminhável 📷 iamigerbase

38 – Entenda o que você gosta de conhecer

Museus? Praias? Prédios históricos? Estádios de futebol? Cada viajante tem seu tipo de turismo, descubra o seu e tenha viagens bem mais gratificantes.

39 – Viaje sozinho pelo menos uma vez na vida

É sério. Apenas vá.

40 – Se vista de forma apropriada

Não apenas em templos e igrejas, perceba como se vestir de forma apropriada, principalmente em países culturalmente diferentes do seu. Pois, como sempre, é imporante lembrar que você é um visitante.

41 – Tenha um cadeado

Muitos hostels tem sistemas diferentes ou proporcionam um cadeado, mas a maioria não, então tenha um cadeado consigo.

42 – Ao viajar para o exterior diga que é brasileiro

BRASIL! A maioria dos gringos ai por fora gosta de brasileiros, o que pode te garantir aquele tratamento especial ou um descontinho bacana.

43 – Entenda como funcionam os rolês monetários no local

Gorjeta? 10%? Negociar? Isso não está escrito em local algum, mas, por exemplo, se você tentar sair de um restaurante nos Estados Unidos sem dar gorjeta eles provavelmente não vão deixar. Nos mercados da Turquia, não negociar é quase falta de educação! Ou seja, pergunte no hostel como é o “rolê monetário” no local e esteja preparado.

Grand Bazar de Istambul (Turquia) 📷 iamigerbase

44 – Use a mochila na frente em locais movimentados

Essa dica a maioria dos brasileiros já conhecem: se estiver em um local muito movimentado e temer pelos seus bens, use a mochila na frente, como um bebê.

45 – Bolsos não são confiáveis

Não deixe o seu celular/carteira no bolso da calça/short/saia, nem mesmo por 2 segundos. Em lugares turísticos, não importa onde, do país mais rico ao mais pobre, “roubos de carteira”, daqueles que você nem percebe, são muito comuns, afinal, muitos turistas estão sempre desligados.

46 – Se lembre todos os dias que experiências > coisas

Viajar é maravilhoso e faz a gente perceber cada vez mais que aquela brusinha e aquele celular última geração talvez não sejam tão importantes quanto parecem. Então se lembre de que Experiências De Viagem São MUITO Melhores Que Coisas Materiais.

47 – Viagem é para CURTIR

Viagem não é para se estressar e sim para curtir. Então respire fundo quando for necessário e siga essas dicas para fazer de sua viagem mais relaxante 😉

 

📚 Sobre a autora 📚

Iami é uma jornalista brasileira morando em Londres e cansada de ouvir “You don’t look Brazilian”. Ama provar comida de rua, ler na praia e assistir a “Largados e Pelados”. Gostaria de poder morar em Florianópolis, Hanói e Paris ao mesmo tempo. Insta: @iamigerbase.

Com a ajuda aleatória de: Carol Guido, Laura Carniel, Linda Massi

 

E você, tem alguma dica aleatória de viagem? Conta para a gente nos comentários 👇

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/50-dicas-aleatorias-de-viagem/?lang=pt-br
Youtube

Sobre o Autor

Iami Gerbase (Hostelworld)

Hi! My (weird) name is Iami and I'm a Brazilian journalist tired of hearing "You don't look Brazilian". I love to taste street food, read at the beach and watch Naked and Afraid. 🌏 Favourite place on earth: Praia de Palmas, SC, Brazil. 🏠 Favourite hostel: Bananas Bungalows, Krabi, Thailand. You can follow my travels on Instagram: @iamigerbase.

Inspire-se

3 Responses to “47 dicas aleatórias de viagem que ninguém nunca te disse”

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.