X

5 dias em Praga República Checa

5 dias em Praga

Classificação Média: 81%

0 exibições de usuários

Sendo uma das cidades da Europa que mais parece um conto de fadas, uma cidade encantada, uma visita a Praga é como voltar atrás no tempo. Foi uma das poucas capitais da Velha Europa a sair intacta da Segunda Guerra Mundial, e o facto de ser tão fácil percorrê-la aumenta ainda mais seu encanto.

Dia 1  - Ponte Carlos e o castelo

A melhor coisa de Praga é o fato de quase tudo estar acessível a pé. Porém, se estiver a sentir-se com preguiça , o sistema de transportes não podia ser mais eficaz ou fácil de utilizar.

Depois de fazer o check-in no hotel, coma qualquer coisa num dos muitos restaurantes que existem na Vaclavske Nameste. Se for fã de crepes, experimente alguns pois são enormes e mal se vêem debaixo de uma enorme montanha de recheios. Irão dar-lhe energia para continuar a descobrir a Cidade Velha que será o primeiro local que visitará. Não fique demasiado preso a este lugar, porque irá voltar vezes e vezes durante a sua estada.

Assim, deixe a cidade velha, atravesse a Ponte Carlos, uma das atracções mais fotografadas da cidade, e dirija-se para o outro lado do rio onde está o castelo. Esta parte da cidade é realmente do outro mundo, e é onde irá sentir-se como se tivesse parado no tempo.

É uma caminhada de 45 minutos até ao castelo que consiste em quatro edifícios: a famosa Catedral de São Vito, a Basílica de São Jorge, a Torre do Pó e o Palácio Real. Trata-se de um conjunto de edifícios relativamente grande, por isso tire cerca de três horas para o visitar, e olhe que valerá bem a pena. Em alternativa, poderá integrar a excursão ao Castelo de Praga que tem início às 11:40 e termina por volta das 15:00.

Passeie pela Cidade Velha, pela praça e pelas ruas minúsculas, o que irá certamente ajudá-lo a abrir o apetite para o jantar.

Comer fora na capital checa melhorou consideravelmente nos últimos anos. Os restaurantes não só são extremamente baratos, quando comparados com os que existem na Europa ocidental, como a escolha é soberba. A comida é bastante pesada e as porções são enormes, por isso não se aconselham jantares tardios, particularmente se estiver a pensar ir até um bar mais tarde.

Uma das coisas que tornam a socialização em Praga tão fascinante, é o facto de a maioria dos clubes e bares estarem ao nível subterrâneo. Por baixo das ruas de Praga existe uma outra cidade, devido ao fato de toda a cidade ter sido elevada um piso durante o século XII. Assim, quando descer as escadas, com as sombras dos enormes edifícios a cercá-lo, prepare-se para ter uma noite surpreendente.


Dia 2  - Karlovy Vary (termas)

Situada a cerca de duas horas de Praga, Karlovy Vary é perfeita para sair da cidade por um dia. Fundada em 1358, esta é a cidade de termas mais antiga da República Checa e há anos que é um ponto de grande afluxo, graças aos banhos da cidade. No passado, Beethoven, Bismarck e Karl Marx foram apenas alguns dos famosos termalistas que a visitaram.

Ao todo existem 12 SPA/nascentes termais na cidade. São utilizadas não só para banhos, mas também para tratar algumas doenças, graças aos elementos químicos que a água contém. Outros minerais da água levam a depósitos que formam pedras que são, por sua vez, vendidas como recordação.

Para além das termas em Karlovy Vary, outras das atrações da cidade são o Teatro da Cidade, o Mill Colonnade e várias torres de vigia.

Mesmo que a cidade fique a, aproximadamente, duas horas de Praga, existem diversas excursões organizadas que levam muitos turistas até à famosa cidade, levando-os de volta a Praga no final do dia. Sendo uma atividade que ocupa um dia completo, é provável que não lhe reste muita energia para sair à noite!


Dia 3  - Cidade Velha de Praga

Comece o segundo dia voltando à Cidade Velha. As ruas minúsculas estão repletas de todo o tipo de lojas de recordações imagináveis, e é difícil não se deixar entusiasmar. O artesanato à venda não tem comparação, e irá reparar que há imensos fantoches ou marionetas, os quais têm sido uma característica popular na cidade desde os anos 1500. Estes podem ser bastante caros, por isso compare preços antes de fazer qualquer compra.

Passe a tarde visitando o conhecido Bairro Judeu que alberga o famoso cemitério Haphazard, várias sinagogas e o Museu Judaico. O acervo do museu foi reunido por, imagine, Adolf Hitler que planeou a exposição para que fosse sobre uma raça extinta.

Para mais disposto depois disto, veja a Câmara Municipal da Cidade Velha com a sua famosa Torre do Relógio. O relógio tem uma apresentação de hora em hora, que mostra uma marcha dos apóstolos, e vale mesmo a pena subir à torre, dado que proporciona vistas especiais de toda a cidade.

No decorrer do primeiro dia, tente obter alguns bilhetes para qualquer um dos concertos de música clássica. Estes ocorrem em vários edifícios, por toda a cidade, incluindo na Basílica de São Jorge, no castelo e na escadaria do Museu Nacional, e são uma parte essencial de qualquer visita a Praga. Têm, geralmente, o seu início por volta das 17:00, e ecoam melodias de Vivaldi e Mozart, entre outros, pelos edifícios centenários. É uma experiência inesquecível.

Depois de algumas horas tão relaxantes, torna-se difícil a adaptação à atordoante vida nocturna da cidade, mas temos a certeza de que o conseguirá fazer.


Dia 4  - Ponte após ponte após ponte

Apanhar um ferry ao longo do Rio Vltava que percorre a cidade de Praga é uma coisa, mas desfrutar do seu almoço em simultâneo, é outra. Não só terá o prazer de comer qualquer coisa, como irá ter o prazer de contemplar deliciosas vistas juntamente com as deliciosas iguarias!

Embora tendo já passado por alguns dos mais notáveis pontos turísticos, já que está no quarto dia da sua viagem, torna-se uma experiência muito mais marcante se os contemplar ao som de uma música relaxante, sentindo uma brisa e sem ter de se desviar de outros turistas. Alguns do pontos turísticos que poderá apreciar ao longo do rio são a Ponte Carlos, o Castelo de Praga e o Teatro Nacional. Já para não falar que uma viagem de barco é a melhor forma de ver todas as pontes do rio.

Nas excursões de barco o procedimento é, por norma, ir buscá-lo ao seu hotel e deixá-lo no Hostel Internacional que fica perto da Praça da Cidade Velha.

Para obter uma boa vista do Vltava, logo do outro lado da Ponte Cechuv irá encontrar o Letenske Sady. Este é um dos muitos parques da cidade, e é perfeito para uma tarde descontraída ao sol (se estiver sol, claro).

Tal como acontece com os bares e as tavernas de Praga, a maioria dos clubes da República Checa também se encontram nos locais subterrâneos e escuros. Ao longo de todo o rio existe uma boa selecção de clubes nocturnos e bares, tais como o Klub Lavka que está localizado na margem oriental do rio, adjacente à Ponte Carlos. Outro dos clubes mais populares da cidade é o Roxy. Que recebe muitos dos melhores DJs da Europa, pergunte a qualquer habitante local que clube recomenda e todos lhe indicarão este clube.


Dia 5  - Oh, que tortura!

Embora não sendo para toda a gente, uma atracção que vale mesmo a pena visitar é o Museu de Tortura Medieval. Localizado perto da Ponte Carlos, o museu apresenta mais de 60 instrumentos de tortura diferentes, originários de toda a Europa. Embora bastante arrepiante, não deixa de ser fascinante e permite-lhe perceber o quão loucas eram as pessoas nesses tempos.

Passe um pouco do último dia na mais recente parte da cidade que alberga a famosa Praça Venceslau. Embora seja conhecida como Cidade Nova, não espere que esta seja ultra-moderna, porque irá ficar desapontado. Uma das coisas mais impressionantes sobre Praga é a forma como a parte nova e a parte velha da cidade se complementam perfeitamente. Na cidade nova, contudo, poderá fazer compras mais convencionais e, se estiver a fim de gastar um pouco, é aqui que o poderá fazer.

Se o tempo o permitir, não há melhor forma de terminar a sua viagem a Praga do que saindo para rua, para a Praça da Cidade Velha, e beber uma Budvar gelada. Se por acaso visitar a cidade em pleno Inverno, também irá fazer o mesmo porem dentro do bar. No Verão, contudo, este é um excelente local para observar as pessoas e tem sempre algum tipo de distracção que o manterá entretido. Há também um movimento de música ao vivo, bastante animado, nos bares nas proximidades, por isso, se já estiver descançado, vá até lá.

Aplicativos de Celular HostelworldPara escolher o hostel ideal para a sua viagem, não deixe de baixar grátis o aplicativo Hostelworld para celular e tablet. São mais de 30.000 propriedades em 180 países, com fotos, descrições e preços a um clique de reservar. Disponível para iPhoneAndroid e iPad.


Classifique Esta Viagem - Selecione uma estrela abaixo, clique em enviar e pronto