Segredos de viagem: coisas que sua mãe não pode nem sonhar que você faz

Segredos de viagem: coisas que sua mãe não pode nem sonhar que você faz

Em homenagem as nossas amadas mães eis um post sobre nossos segredos de viagem que elas não pode nem sonhar. Quantas vezes, viajando por aí, você já pensou “meu Deus, minha mãe não pode imaginar que isso me aconteceu…”. Bom, eu já pensei infinitas vezes, essas são algumas das que lembrei.

“Por aqui tá tudo ótimo, mãe!”

O primeiro e mais importante segredo de viagem é não contar os absurdos pra mãe, deixa ela dormir em paz e poupe os detalhes preocupantes, claro que se acontecer algo realmente preocupante você vai contar, mas não as coisas que apronta e suas consequências malucas, tipo uma ressaca monstra porque fez história na noite anterior. Uma que evito sempre também é contar que estou me sentindo sozinha ou triste, porque quando você viaja muito na sua própria companhia tem momentos melancólicos e não ajuda em nada preocupar a mãe neles, melhor procurar amigos no hostel ou entrar no Tinder e ver se alguém te chama pra ir num lugar cheio de gente e agitado.

“Minha voz tá diferente porque acordei agora”

Também não conto doenças suaves, tipo gripe, tosse, infecção urinária, coisas possíveis de contornar com farmácias e um bom seguro viagem (não vacile, seguro viagem é seu grande amigo), é muita angústia pra nossa mãe saber que a gente está meio mal e geralmente quando melhoramos vamos pra vida e elas continuam lá sofrendo sem notícias. PS: doenças graves e super tretas, claro que é melhor contar. Já tive que ir pro hospital algumas vezes, mas como sabia que em todas não era nada preocupante, só contei pra minha mãe um mês depois, quando voltei pra casa. Algumas não contei até hoje pra ela não ficar aflita com um ano de atraso.

“Confia em mim, sou super organizada”

Nossa mãe não precisa saber que às vezes chegamos em uma cidade e percebemos que esquecemos de anotar o endereço e mapa de como chegar no hostel e não encontramos wifi e ficamos numa situação bem estúpida de “por que fiz isso, achava que era esperta”, até conseguir resolver esse probleminha de organização. Na dúvida nunca chegue a noite nos lugares, principalmente se viajar sozinha(o). E tente comprar um chip do país pra ter uma internet no celular ou pelo menos poder usar sms (lembra de sms? Isso ainda existe), minha amiga Duda já me salvou vendo do Brasil o endereço do hostel que eu ia ficar em Copenhagen com o HostelBrazil, depois que eu deixei todas as minhas anotações pra trás.

“Ah sim, a viagem já tá toda fechadinha”

Mães não precisam saber que acontece da gente chegar em uma cidade e decidir bookar o hostel na hora e aí ficamos dando buscas nos quartos e camas vagas da cidade, que muitas vezes não existem mais e podemos acabar batendo de hostel em hostel atrás de um espacinho. Aventuras necessárias, mas não pras mães, e sinceramente, tendo esse maravilhoso site que acha uma cama pra você até na Coréia, por que você viaja sem ver isso antes?

“Tô comendo direitinho, pode deixar”

Não conte que você se alimenta mal, come o café da manhã do hostel até explodir e depois tenta comer o mínimo possível pra economizar e gastar tudo em drinks. Mas quando chegar em casa conte pra ver se emplaca um almoço feito por ela com carinho com todos seus pratos preferidos pra você tirar o atraso da dieta mochileira. Mãe, sdds do seu arroz e feijão <3.

“Nossa mãe, tá tranquilo tá favorável”

Mais um segredo: melhor evitar que as mães saibam que suas noções de higiene podem diminuir bastante quando viaja, principalmente para lugares com banheiros mais precários, muita sujeira, palácios da poeira e micose, etc. Aqui escreve a pessoa que pegou micose na Rússia, não é mesmo? Acontece… quer ser limpinha(o) fique na sua casa no Brasil, esse lugar muito limpo do mundão.

“Ouvi dizer que tem uma rave no meio do deserto, mas é proibido e tem que voltar a pé”

Nossa mãe não precisa saber que vamos sim fazer um grupo de melhores amigos de poucos dias por onde a gente passar e com eles vamos até o fim na diversão, nem que pra isso a gente frequente uma rave esquisita, o título desse tópico descreve uma experiência que vivi no Atacama e minha mãe nunca soube, ainda bem. É cada festa que já fui com grupos enormes de pessoas que nunca mais falei nem vou falar (mas sozinha ou com apenas uma pessoa duvidosa não vou longe, fico em lugares bem seguros, beijos mãe).

“Fui numa festa bem suave ontem mãe”

Abafe também que hostels com bar te fazem voltar a juventude ao aceitar shots e convites para frequentar ônibus baladas e passeios de pubs, cheios de gente bêbada, histórias loucas, jovens que querem dar beijo triplo e guias não muito confiáveis. Mas talvez seja eu a única pessoa que entra em um busão balada achando essa experiência enriquecedora demais e faz xixi atrás do Coliseu.

“Essa tatoo significa muitas coisas…”

E deixe pra mostrar pra sua mãe a tatuagem da amizade que fez com australianos zueiros que acabou de conhecer na Bolívia só quando voltar pra casa com ela cicatrizada, essa eu já vi acontecer de perto e torço muito pra pessoa em questão ter muita força pra superar aquela tatoo, mas ainda bem que fui forte e não entrei na turma da amizade eterna de um dia. Beijos, mãe <3

PS: contem nos comentários os segredos de viagem que a mãe de vocês não imaginam porque tô saindo de férias daqui um mês e quero ter novas ideias!

Sobre a autora:

Jana Rosa é escritora, roteirista, trabalha com criatividades, faz altas coisas e aí junta dinheiro e viaja por aí causando coisas que a mãe jamais saberá.

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/segredos-de-viagem-coisas-que-sua-mae-nao-pode-nem-sonhar-que-voce-faz/?lang=pt-br
Youtube
Pinterest
Pinterest

Related posts

Sobre o Autor

Carol Guido

11 Responses to “Segredos de viagem: coisas que sua mãe não pode nem sonhar que você faz”

  1. Raquel Teixeira Responder

    “Oi mãe então, vou passar uns dias num povoado um pouco afastado e se eu ficar uns 6 dias sem ligar é normal, Pq lá quase não têm sinal de internet, telefones e lan House”
    Nessa viagem ao Equador, decidi ficar 1 semana em Cuyabeno, no meio Amazônia Equatoriana, no meio da floresta, sem luz, cercada de rios cheios de jacarés, piranhas, botos e anacondas, sem saber nadar; com vários gringos e falando 3 frases em inglês! 👍🏽

  2. Mães não precisam saber que vc pegou carona com o pessoal que estava bebendo, pra não ter que gastar com taxi ou esperar o busão quando amanhecer, e foi largada em outra cidade e descolou carona com a policia e voltou de camburão.

  3. Fiz o passeio de bike na estrada da morte na Bolívia e só depois, sã e salva, contei pra minha mãe como era o ~trajeto~ hehe
    E até hoje ela não sabe que eu peguei um trem de Roma pra Nápoles de última hora sozinha pra encontrar um cara que conheci no Tinder (!).
    Minha mãe teria um infarto se soubesse os detalhes das minhas trips… Hahaha

  4. Jackson Patrik Bezerra Responder

    Não contei que fiquei louco e pulei dentro da lago no meio da cidade.
    Não contei que acordei na casa de um estranho.
    Não contei que a polícia me deu batida.
    Não contei que o hotel em que eu estava fora adsautado.
    Não contei que passei 1cm de um acidente na rodovia (afinal foi só o susto).

  5. Se minha mae souber que fui pro show do Coldolay no RJ escondida sendo que eu sou de Vitória-ES, to morta… Ela não pode saber que tive febre em Montevidéu, que eu e minha amiga pegamos carona com estranhos em Punta del Leste e nos deixaram no cassino Conrad, que minha barraca pegou chuva em Santa Maria-RS, que eu e minha amiga nos perdemos em Rivera a noite e não sabíamos falar espanhol, que não passamos na aduana e tivemos que pagar multa 😂😂😂

  6. Anderson Lourenço Responder

    “Só voltei de manhã, mas minha nova Bff da Bolívia, conhece tudo da cidade”

    Nunca contar a mãe que inventou de ir em uma balada em um lugar desconhecido, que fica a três horas de distância do hostel em um lugar que não passa táxis e o ônibus te deixa a 20 min a pé do local. E se encheu a cara e não sabia qual o ônibus que precisava pegar pra voltar e se perdeu, neeeem pensar. Bota no google, no mapa mundi, cata uma bússola ou até no rastreador de esferas do dragão, mas se vc disser a sua mãe, ela se materializa na sua frente em três minutos e tem uns 7 taquicardia até que vc encontre o caminho do hostel.

  7. Mamae não precisa saber que passei uns dias acampada na praia na Colômbia, depois de umas 2h de trilha pra chegar lá, e qdo voltei para a cidade, antes de pegar voo para outro lugar, não tinha reserva para aquela noite e quase não achei lugar pra dormir. ou que passei dias tomando banho de lenço humideciso na Bolívia, ou que rachei táxi com estranhos voltando da balada para o hostel, ou que bebemos tanto vinho no meio do salar e todo quarto teve diarreia de madrugada, mas era um dormitório de sal, e não tinha luz, água ou papel no banheiro, e vc tinha q fazer número 2 com lanterna. Ou que eu fiquei tão mal de alergia no Atacama, por causa da poeira, e não tinha médico, tomei um remédio X q comprei lá e nada melhorou. Que minha garganta teve um calo ósseo de gastrite depois de passar 20 dias na Bolívia mascando folha de coca. Ou que pra economizar eu peguei um barco de pescador ao invés do barco turístico de Angra para Aventureiro, e parecia aquele filme q um barquinho vai ser engolido por ondas gigantes. É, acho que minha mãe teria um infarto.

  8. “Mãe, fica tranquila, a balada é aqui do lado e eu volto cedo”.
    Quando eu peguei um trem em Nice (França) pra ir pra balada em Cannes com um novo amigo brasileiro (confiável) e uma romena muito louca que conhecemos naquele dia, bebendo shots de vodka no trem. Saimos e dormimos no banco da praça da cidade pq o trem só abria de novo as 8h.
    Que dia!!

  9. Sobre cruzar 3 estados dirigindo nos EUA e só no meio do caminho vc se dar conta que o fuso horário mudou e agora vc esta com 1 hora de atrasado! Dirigir a 180 km/h quase resolveu. So cheguei com 10 minutos de atraso! Rs

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.