O que fazer em Belo Horizonte: dicas pra curtir um fds na capital mineira

O que fazer em Belo Horizonte: dicas pra curtir um fds na capital mineira

Oi! Aqui é a Nanda, autora do blog Vontade de Viajar 🙂 O pessoal do Hostelworld me convidou para falar sobre Belo Horizonte, um destino perfeito para uma escapada de fim de semana ou para o início de um roteiro pelo estado de Minas – que encanta pela história e pelos parques naturais.

Viajei para BH em novembro, para participar do Encontro Nacional da RBBV, que reuniu mais de 100 blogueiros de viagem de todo o Brasil para comemorar os 5 anos da rede. Entre palestras e workshops, fizemos um passeio ótimo pela capital mineira.

Arte e arquitetura no Museu da Pampulha

bh-5088b-vontade-de-viajar

A Lagoa da Pampulha reúne meus cartões postais preferidos em BH, e lá foi nossa primeira parada. O Museu de Arte da Pampulha (MAP) tem entrada gratuita e merece uma visita, tanto para ver as obras dos artistas residentes quanto para apreciar a arquitetura de Oscar Niemeyer, que é uma obra de arte em si.

O MAP tinha sido construído para ser um cassino, mas só funcionou por 3 anos antes da proibição dos jogos de azar no Brasil. Transformado em museu, mantém os revestimentos originais da década de 40: colunas de mármore e de aço, parede de espelhos, piso português e até as cadeiras do antigo restaurantes, onde hoje é o auditório, são daquelas de estilo palito que viraram um clássico do design.

O luxo do cassino combinava bem com o iate clube que se vê das janelas do MAP e a pequena Casa do Baile, também construída por Niemeyer, onde aconteciam festas super exclusivas.

A Igrejinha modernista

bh-5187b-vontade-de-viajar

O mestre da arquitetura brasileira foi responsável ainda pela simpática Igrejinha da Pampulha, com aquelas curvas que ficam lindas contra a água da Lagoa. O formato inusitado da igreja foi um choque na época de sua construção, o arcebispo não queria autorizar a celebração de missas naquele lugar tão ousado – levou até o final dos anos 50 para isso acontecer!

Hoje a Igrejinha é reconhecida como um patrimônio histórico e artístico de Minas, não apenas pelo projeto arquitetônico da capela mas também pelos murais de azulejos assinados pelo pintor Cândido Portinari, outro grande nome do modernismo brasileiro.

bh-5173b-vontade-de-viajar

Uma opção divertida para conhecer essa região de BH é o Pampulha Retrô Tour, que faz o todo o circuito em torno da lagoa num ônibusinho original da década de 50. Os tickets custam R$ 20 e são vendidos num guichê ao lado da Igrejinha. Neste post do blog Viaje na Viagem tem mais informações.

Mirante do Mangabeiras

bh-5213b-vontade-de-viajar

Da Pampulha, cruzamos a cidade para chegar no Mirante do Mangabeiras, de onde se tem uma vista incrível da cidade e um gramado gostoso para curtir o dia. Agora em dezembro, o Mangabeiras inaugura uma tirolesa que vai ser a maior de Minas Gerais, descendo 800 metros do mirante até o parque lá embaixo. Já dá pra comprar ingresso online, deve ser fantástico!

A cozinha mineira num pão de queijo

bh-5137b-vontade-de-viajar

Hora de voltar para o centro e fazer uma pausa na Pão de Queijaria para provar uma das melhores invenções da gastronomia mineira: o sanduíche de pão de queijo! Recheado com carne, linguiça, queijo e até mesmo com goiabada ou doce de leite, os sanduíches são irresistíveis (seria um perigo ter uma lanchonete dessas perto de casa!). Vale também ficar de olho na agenda da Gertrudes Food Truck, que leva pães de queijo recheados para eventos em vários cantos da cidade.

Circuito Cultural Liberdade

bh-5219b-vontade-de-viajar

Pertinho dali, a Praça da Liberdade é uma ótima pedida para o fim de tarde. O antigo palácio do governo e o Edifício Niemeyer chamam logo a atenção, e daquele canto a gente segue caminhando pela praça, entre palmeiras e ipês, vendo o coreto e os gramados movimentados pelas tribos alternativas da cidade.

A dica é visitar os museus do Circuito Cultural Liberdade e deixar por último o CCBB, que fica aberto até mais tarde (todo dia até 21h, fecha às terças). Assim como os CCBBs do Rio e de São Paulo, o Centro Cultural Banco do Brasil em Belo Horizonte recebe grandes exposições internacionais e tem sempre alguma coisa interessante em cartaz.

À noite em BH

Essa região nos arredores da Savassi é uma das melhores para se hospedar. Desta vez, nós ficamos hospedados na Pampulha onde estava acontecendo o evento da RBBV, mas há bons albergues por ali, como o Rock! and Hostel e o Collaborate Design Hostel.

Como não poderia deixar de ser, a noite em BH termina no bar – com cervejas artesanais mineiras e os pastéis tradicionais dos barzinhos da rua Rua Pium-Í ou da Savassi 🙂

Voltei de viagem já com saudade. Hoje mesmo comprei pão de queijo no Rio de Janeiro, mas não tem jeito, não é a mesma coisa… rs

Se você gostou deste post, também pode gostar destes:

Share The World!
INSTAGRAM
EMAIL
Facebook
Facebook
GOOGLE
GOOGLE
/blog/o-que-fazer-em-belo-horizonte-dicas-pra-curtir-um-fds-na-capital-mineira/?lang=pt-br
Youtube
Pinterest
Pinterest

Sobre o Autor

Carol Guido

Inspire-se

Deixe um comentário

Seu email não será publicado. Os campos marcados com * são obrigatórios. Campos obrigatórios são marcados com *

Aplicativos de Celular Hostelworld

Faça a reserva no caminho com os novos aplicativos móveis da Hostelworld.

Download on App Store Download on Play Store

Pesquise e reserve mais de 33.000 propriedades em 170 países, onde você estiver.